Ficou fácil viajar com crianças!

Paris com Crianças: roteiro de 1 semana, dicas do João Luiz (2 anos), da Clara (10 meses) e dos seus pais.

Ah, Paris, Paris…!

Márcia e sua família realizaram o sonho de conhecer Paris! Percorreram os monumentos tradicionais, mas têm dicas variadas para que todos aproveitem a viagem! Eis um circuito imperdível para quem descobre a capital pela primeira vez!

A família ficou 1 semana e adorou:

==> Ver a Torre Eiffel! Seja qual for a idade dos pimpolhos, mesmo pequenos, eles sempre ficarão impressionados por essa estrutura gigante de ferro! Pode-se subir de elevador (até o 1°, 2° e 3° andar) ou a pé até o 2° andar (aqui, obviamente para os bem maiores, que gostam de aventura e acham que são o “Homem-Aranha”!). De lá de cima, vê-se tudo: um monte de prédios pequenininhos, pontes, Rio Sena…A vista é incrível e tem rede de proteção e lunetas para ver ao longe.

Se estiverem sem carrinho e com crianças um pouco maiores, a dica é descer primeiro na estação de metrô Trocadéro para ter uma vista de frente e de longe da Torre. Após algumas fotos e ver jovens andando de patins, podem atravessar o Sena. Esta é uma boa apresentação do monumento e vocês verão que a admiração e espanto crescem à medida que vão se aproximando…!

A Torre tem uma novidade para os pequenos de 6-10 anos no 1° andar: um circuito feito para conhecer a história da Torre Eiffel e de seu criador, Gustavo Eiffel, desde a sua criação até os dias de hoje. Ver post aqui.

Saibam também que à noite, a Torre pisca todinha durante 10 min., a cada hora. O momento é mágico! Cuidado, pois se for verão, anoitece mais tarde (para lá das 21h)!

João Luiz se divertindo na Torre Eiffel

==> Passear no Champs de Mars: um jardim gigante que vai do pé da Torre Eiffel até a Escola Militar. Lá, vocês podem passear, brincar na areia, nos balanços, fazer um piquenique (aproveitem para levar um lanche gostoso!), andar de pônei, admirando o célebre monumento!

==> Fazer um passeio de bateau mouche: logo no pé da Torre Eiffel, atravessem a rua e desçam as escadas até as margens do Sena para encontrar os “Bateaux Parisiens”, os famosos bateaux mouche que fazem um passeio de 1 hora pelas margens do Rio Sena, Patrimônio da UNESCO.

Um passeio gostoso, com explicações em diversas línguas e uma vista diferente de vários monumentos: Louvre, Museu d’Orsay, Notre Dame, fora a emoção de passar por baixo das pontes. A partida e a chegada são no pé da Torre Eiffel, então vai a dica: tentem um horário de partida ao entardecer, para vê-la piscar ao chegar!

E se vocês realmente querem que as crianças mergulhem no francês, toda quarta (de abril a junho) + sábados e domingos às 15h45 (de julho a outubro) acontece o Cruzeiro Encantado, passeio mais destinado às crianças, com 2 personagens à bordo que contam a história de Paris com músicas e anedotas.

Passeio de Bateau-Mouche e margens do Sena

==> Visitar o Museu d’Orsay: menor que o Louvre e com a parte dos Impressionistas (Van Gogh, Monet, Gaugin…) bem colorida, o que talvez seja mais facilmente perceptível para os pequenos.

Todas as quartas-feiras às 15h, o Museu faz passeios especiais para crianças, de 5-7 anos ou de 8-10 anos.

Para os que não falam francês, os pais podem encontrar o “Carnet Parcours Jeunes” na bilheteria, com um roteiro adaptado e com obras selecionadas para explicar a arte, pintura e escultura para as crianças (acima de 5 anos).

Algumas idéias do Museu para se ter como temas de visita com o público jovem:

Os animais– tanto nas pinturas, como nas esculturas, as crianças devem reconhecer e comparar os animais.

Os alimentos– como os pintores passam a imagem dos alimentos? As crianças devem identificar os alimentos representados.

Retratos, perfis: beleza ideal, caricatura…as crianças devem distinguir as diferentes expressões dos rostos.

 

==> Brincar de Príncipe e Princesa no Castelo de Versalhes, o Palácio do Rei Sol, Luis XIV!

Programem-se para passar o dia: ao chegar, visitar o Castelo com sua Galeria de Espelhos (as meninas vão adorar!), o quarto do Rei, o da Rainha, o do Príncipe herdeiro…uma viagem na história e em todos os contos de fadas conhecidos!

O Castelo em si nem é tão grande, mas sim, os seus jardins!

Márcia, a Mãe dos Pimpolhos acrescenta: “Versalhes nos emocionou, tamanha a beleza daquele lugar. Ficava imaginando, olhando o João correndo pelos jardins em que Príncipes brincaram um dia…”

Felicidade nos jardins de Versalhes

De Abril a Outubro, aos sábados e domingos ainda acontece o espetáculo “Grandes Eaux Musicales”, com vários chafarizes dançando ao som de músicas, em torno de algumas estátuas. Dois ingredientes que as crianças adoram: água e música!

Vocês podem almoçar em uma das maravilhosas Brasseries que existem nas avenidas do lado do Castelo e depois, se ainda sobrar fôlego, podem dar uma passada no Domaine de Marie Antoinette, os jardins de Maria Antonieta, com sua fazendinha particular, um refúgio para onde ela ia quando queria se manter longe da corte. Trata-se de uma fazenda antiga, em estilo da Normandia, com teto de palha, videiras e todos os bichinhos habituais: carneiros, vacas, porcos, coelhos e um lago cheio de peixes e patos. Muito charmoso!

Fazendinha de Maria Antonieta

==> E para fechar com chave de ouro, procurar o Mickey no Parque Disneyland Paris: quem já conhece o parque americano verá que este aqui é uma réplica igualzinha ao original (somente menor em tamanho), mas de resto, está tudo lá: a magia, o encontro com todos os personagens, o castelo da Bela Adormecida, a casinha de bonecas “It’s a Small World”, o Space Mountain, a fragata dos Piratas do Caribe e por aí vai…

O Mickey nos dando as boas vindas já na entrada!

Não há como não entrar na dança e se encantar com este mundo mágico que Walt Disney soube tão bem fazer!

Há brinquedos e ambientes para todas as idades: para os pequenos existe o Fantasyland, com Pinóquio, Alice no País das Maravilhas, a Bela Adormecida, Branca de Neve, Dumbo, Peter Pan…

E para os maiores, o Frontierland com ambiente de faroeste com casa assombrada e montanha russa nas minas de ouro, o Adventureland com os Piratas do Caribe e o Discoveryland, mais futurista com a famosa montanha russa Space Mountain, Buzz e Guerra nas Estrelas…um lugar encantador para passar o dia inteiro sem se entediar. Fora que todo o ambiente é mágico, com personagens passeando, várias lojas de lembrancinhas tentadoras, diversos restaurantes. Tudo pode ser encontrado e comprado lá, mas obviamente por preços um pouco mais caros que o habitual. De qualquer forma, sempre vale à pena levar na mochila uma garrafa de água, frutas e uns biscoitos!

Para os pequenos, pode-se alugar carrinhos lá na entrada, logo depois de Main Street Station, só tome cuidado com a hora da devolução porque, obviamente, todo mundo devolve ao mesmo tempo, no final do dia!

De resto, existem áreas para trocar os bebês e dar uma papinha, com lojas que vendem fraldas e potinhos Nestlé, caso tenham esquecido de algo!

Em alguns momentos do dia (mas deixe para o final, para acabar “em beauté”), tem a famosa “Parade”, desfile na rua principal do Parque, com todos os personagens que acenam com a mão, ao som de música ambiente, que nos faz sair cantarolando “it’s a small world after all…”. Um dia de sonhos que os seus Pimpolhos dificilmente irão esquecer!

No caso do João Luiz e da Clara, a família gostou tanto que voltou lá no dia seguinte!

Voando com Mamãe no Dumbo

E se vocês realmente não tiveram tempo de passar por lá (porque é afastado e fora de Paris, em Marne-la-Valée, mas, diga-se de passagem, de acesso fácil e direto!), ainda têm a oportunidade de dar um pulo na loja Disney (de 2 andares!) nos Champs-Elysées para comprar um boneco, uma camiseta, um boné, uma caneca e sair com um gostinho desse mundo encantado.

Para visitar tudo, a família usou dois carrinhos levados do Brasil. Eles chegaram a comprar um carrinho largo de gêmeos na França, mas entenderam que os individuais funcionavam melhor para sair em restaurantes, por exemplo, por causa da largura do outro.

Para se alimentar, a família experimentou vários pequenos restaurantes e em geral, foram sempre bem acolhidos e acomodados. As crianças comiam as comidas dos adultos, carne, legumes, o pão que é uma delícia, queijos…o feijão é que fez falta, pois não tem lá! De resto, a Márcia levou leite em pó do Brasil e Mucilon, e complementava as refeições das crianças com mamadeiras.

 

A família gostou menos:

Paris é uma cidade feita para crianças, com todos esses parques ao ar livre, parquinhos de chão emborrachado, uma estrutura de transportes maravilhosa, mas se realmente tiver que se queixar de algo, que seja da falta de elevadores no metrô! Apesar de super prático e ter estações para todos os cantos da cidade, elas dificilmente têm elevadores, o que dificulta um pouco com os carrinhos…

E para acabar, aqui vão as palavras da Márcia que são muito expressivas sobre esta aventura: “Meu sonho era conhecer Paris e com as crianças foi fantástico! Eu imaginava conhecer Paris com meu marido, só nós dois, imagina!! Mas não tivemos coragem de deixar as crianças aqui e no final, fiz a viajem mais romântica da minha vida com meus filhos a bordo!”

 

Viagem feita em Outubro de 2009: Outono, céu azul, árvores com folhas alaranjadas e temperaturas já bem mais amenas. Vale a pena levar casacos de malha e um casacão. 

 

Para mais informações:

Site da Torre Eiffel (em português): tour-eiffel.fr

Site dos Bateaux Parisiens (em português): bateauxparisiens.com

Criança – de 3 anos não paga, de 3-12 anos, paga 5€. Os adultos pagam 11€.

Museu d’Orsay: musee-orsay.fr

Gratuito para os – de 18 anos!

Atenção: em geral todos os museus ficam fechados às segundas-feiras. Em contrapartida, abrem até mais tarde às quintas-feiras.

Castelo de Versalhes (em inglês): en.chateauversailles.fr

Gratuito para os – de 18 anos.

Para a Fazenda de Maria Antonieta (le Hameau de la Reine), paga-se uma entrada à parte, mas com tarifa reduzida a partir das 16h00: 6€, em vez de 10€. Para ir para lá (fica afastado, atrás do Castelo), pegar o trenzinho do Castelo ou se estiverem com crianças maiores, aproveitem para alugar bicicletas!

Trenzinho de Versalhes: train-versailles.com  Fiquem atentos ao horário do último trem!

Para ir até Versalhes, uma das opções é pegar um trem em Paris, na Gare Saint Lazare, direção Versailles Rive Droite (ponto final), ou então, o RER C, direção Versailles Rive-Gauche, e se quiserem ir de ônibus, do ponto final de metrô, estação Pont de Sèvres, vocês podem pegar o ônibus 171 e descer em Versailles-Place d’Armes.

Atenção!: O Castelo fica FORA de Paris, não é a “Porte de Versailles”, estação de metrô que fica ao sul da cidade.

Parques Disneyland Paris e Walt Disney Studios (em inglês): international.disneylandparis.com/index.xhtml

Para ir, pegar o RER A e descer praticamente no ponto final “Marne-la-Vallée/Chessy”. A estação fica bem na entrada do Parque!

DICA: para comprarem ingressos mais baratos, veja este post sobre os bilhetes Francilien!

Outras leituras que valem à pena:

Para preparar os Pimpolhos e fazê-los entrar no clima, vale a pena rever “Aristogatas”, “Ratatouille” e o ” O Corcunda de Notre Dame“!

Algumas histórias que acontecem em Paris

 

Também estamos por aqui:

FACEBOOK | TWITTER | INSTAGRAM | GRUPO VIAGENS EM FAMÍLIA

22614 Visualizações

Sut-Mie Guibert, Family Travel Blogger, Blogueira especializada em Viagens em Família, com crianças e bebês. Jornalista e mãe de duas meninas de 5 e 2 anos, adora levar as crianças para conhecer o mundo! Mas também gosta de escutar e falar sobre o assunto com outras famílias, que são sempre bem-vindas por aqui!

70 comentários para este artigo

  1. Nine disse:

    Que legal! Também pensava em conhecer Paris apenas com o maridão, mas com o nascimento da minha pequena, isso vai ficar para outra vida, hahahaha. Acho ótimos esses relatos de passeios com crianças!

    • Sut-Mie disse:

      Oi Nine,
      Com o maridão é um tipo de viagem, até pq realmente Paris é uma cidade ultra romântica!! Mas não impede de viajar com os filhos, ver as coisas de um ângulo que tb seja interessante para eles…é outro tipo de viagem, mas tb dá para fazer perfeitamente! Não deixe isso para outra vida!! E olha que aqui neste relato, eles viajaram com 2 filhos!! (por enquanto, eu mesma só tenho uma!).
      Bjs

  2. Maria Clara disse:

    Adorei todos os post!
    Até me animei de ir a Paris de novo com as crianças!
    Fico imaginando o Teodoro e Barbara no d’Orsay vendo as telas de Van Gogh, Renoir, Degas (ai, ai…) igual aos francesezinhos que ficam desenhando no chão!!!

    OBS. A Clara bebê no seu colo (em Lisboa) está uma fofa!!! E vc ficou ótima de cabelo curto.
    bjs

  3. Que viagem deliciosa! E se ela conseguiu que fosse romântica mesmo com as crianças então foi PERFEITA! Bjs!

  4. patipapp disse:

    Adorei! Ja vou passar para uma amiga que vai com os filhos pra la em Novembro!

    beijo

  5. piscardeolhos disse:

    querida, parabéns, estou adorando as dicas & o blog.
    é tão engraçado quando se conhece os lugares antes de ter filhos: vc não repara se o lugar tem ou não parquinhos (par…que? pra que???) se os restaurantes aceitam ou não crianças (que é isso???)
    e daí eles nascem.
    e a gente meio que liga um novo sensor, que detecta lugares e situações que possam deixá-los bem e felizes…
    muitos vivas a maternidade e a todos esses novos horizontes e o tal sensor (que vem no pacote!)
    beijos!

  6. Mãe Mochileira.filhoMalinha disse:

    Oiiiiiiiiiiii!!! meninaaaa,adorei!! ai Paris… um sonhooo!! se Deus quiser ano que vem estaremos por lá..u-la-láaa…kkkkkkkkkkk…
    ai,mais uma vez viajei por aqui..ando tristinha esses dias pq esse ano não vai ser possivel nehuma viagem mais longa.. ;-(
    mas fico por aqui sonhando com a proxima…
    bjs,querida, o post tá impecavel,como sempre!!( as fts estão uma graçaaa!!)
    bjkas, bom restinho de semana p vcs!!! 😉

  7. Flavia disse:

    Ficou demais esse post, tá dando uma vontade enorme, de viajar!
    Em julho vamos a Menorca, vou ver se nos inspiramos e na volta te mando um guiazinho.

    bjs

  8. Raquel disse:

    Adorei o post, estamos indo em julho com as meninas e apesar de conhecer bem Paris, nao sabia da maoiria das dicas para crianças. Quando falo que Paris é uma cidade para crianças as pessoas riem de mim dá vontade de indicar alguns blogs que tenho lido para verem que nao so sou eu q acho e que o romantismo existe mesmo estando com os filhos, que na verdade nao impedem manifestaçoes de carinho dos pais, já que na realidade ate gostam, pois se sentem seguros ao verem que os pais se amam e se divertem juntos.
    Raquel

  9. Luciana disse:

    Adorei o post! Estamos pensando em ficar alguns dias em Paris com a nossa pequena de 1 ano e meio. Alguma dica de hotel barato e perto das principais atrações? Estamos pensando também em ir na Eurodisney. De Paris iremos a Milão de trem? Alguma dica? Tem que comprar a passagem ainda no Brasil? Vale a pena o trem noturno?
    Obrigada!
    Luciana

    • Sut-Mie disse:

      Oi Luciana,
      Que bom que vc gostou do post! Tomara que dê para vcs fazerem vários programas legais!
      Eu gosto de ficar na região de Montparnasse, onde tem varios hotéis de preços médios (Ibis http://www.accorhotels.com, Tim Montparnasse http://www.timhotel.com, Campanile http://www.campanile.fr), acesso direto do aeroporto CDG pelo ônibus AirFrance (um pouco mais caro que o RER, mas direto CDG-Montparnasse) e com criança (e malas!) fica mais fácil, do que ir pelas escadarias do metrô. Se pegar logo ida e volta, o ônibus AF fica mais barato. (à menos que voltem por Milão?). Montparnasse ainda é do lado de uma estação de trem (para ir à Versalhes), e tem o metrô com várias linhas diretas para as principais atrações ou ônibus para ver Paris “por cima”. Além disso, é perto de Saint Michel (Notre Dame), Saint Germain (ruazinhas com galerias e restaurantes), não muito longe da Torre Eiffel, é um bairro animado, com lojas, restaurantes…em suma, acho bem central.
      Para a Eurodisney, vão ter que pegar o RER vermelho.
      E para Milão, dei uma olhada, o trem (http://www.voyages-sncf.com/) leva de 7 a 8h (e se for o caso, acho até melhor noturno, apesar de que a sua filha é capaz de estranhar de qqer forma…). Eu não sei qdo vcs vão, ms porquê não pegam um avião low cost, tipo Easyjet (http://www.easyjet.com/ )? Acho que fica mais fácil (viagem de 1h30, 2h! e andei olhando, mais barato, mesmo com o preço subindo em função das opções: despachando bagagens, etc…). Vcs podem até partir do aeroporto de Orly (que é menor e um pouco mais perto de Paris – de Montparnasse, tb tem ônibus AF direto-). Só toma cuidado onde vão chegar, e no caso Milan Linate é mais perto do centro da cidade que o outro aeroporto Malpensa. A menos que queiram fazer a experiência de pegar um trem na Europa?
      Espero ter ajudado,
      Bjs!

      • Luciana disse:

        Obrigada pelas dicas! Adorei! Vou olhar os links!!! Aproveito para perguntar sobre cadeirinha de carro. Como é melhor? Levar daqui, comprar lá? Enfim… A que temos é pesada demais para ficar carregando, além da instalação ser bem chatinha…
        Bjs, Lu

        • Sut-Mie disse:

          Oi Lu,
          Não entendi? Vcs vão alugar um carro?! Só se for para sair para fora de Paris…
          Imagino que se alugarem um carro, podem pedir a cadeirinha junto.
          Eu não me carregaria com a cadeirinha; penso que o carrinho é mais importante (para andar, dormir…). E se realmente quiserem uma cadeirinha, sim, podem comprar uma por lá que é mais barato. Podem procurar em algum hiper mercado ( http://www.carrefour.fr/magasin/bercy ) ou supermercado.
          Bjs

  10. Luciana disse:

    Obrigada pela dica! Olhei o site e realmente vale a pena ver por lá mesmo!

  11. Catarina Donda disse:

    Sut-Mie,

    Parabéns pelo blog e pelas dicas, estou adorando!!!
    Viajar é realmente maravilhoso e com os pimpolhos, fica ainda mais fascinante (e emocionante, rsrsrs)!!!
    Meu filhote tem 4 anos e já fizemos, entre outros passeios, esta viagem de uma semana à Paris (quando ele tinha 2 anos). Ficou um gostinho de quero mais! Só teria uma dica a acrescentar: levar um DVD player portátil com os filmes favoritos do pequeno. Além de distraí-lo no vôo, os pais ainda podem prender o aparelho ao carrinho durante os passeios nos museus, garantindo pelo menos 1h30 de apreciação tranquila das obras de arte! : )
    Queria aproveitar também pra fazer uma perguntinha: esses pacotes promocionais da Euro Disney só podem ser comprados diretamente no site deles ou existe alguma agência de viagens que comercialize aqui no Brasil? Até hj não conheci nenhuma que sequer incluísse a Disney Paris em seus roteiros.
    Bjs e obrigada!

    • Sut-Mie disse:

      Oi Catarina,
      Que bom que vc gostou do blog! Senti que vocês são dos nossos!
      Sobre o DVD portátil, demos a dica para viajar de avião, mas realmente, não tinha pensado em usá-lo passeando em museus…por isso essa troca é sempre bacana! A gente acaba trocando muitas dicas! Obrigada.
      Quanto aos pacotes da Eurodisney, você tem toda a razão, eles são muito pouco divulgados aqui no Brasil! Os parques americanos têm mais divulgação! Muita gente nem sabe que pode conhecer a Disney e ainda ter férias em Paris! Por enquanto, só conheço agências européias que divulgam o parque (portuguesas,…) ou pelo site mesmo. Mas pode deixar que se encontrar, farei o comentário por aqui!
      Bjs!

  12. beirouth disse:

    Eu faço assim: uma viagem com filhos, outra sozinha… huuummm, ultimamente tem sido duas com filhos, outra sozinha… hehehe… Muito bom viajar com eles… Não sei vcs, mas agora qdo viajo sozinha, não consigo relaxar muito, fico preocupada! Adorei o blog e estou acompanhando. Bjs!

  13. Rute disse:

    Obrigada pelas dicas!

    Planejar uma viagem com sugestões de pessoas mais experientes faz toda diferença, ainda mais viajando com crianças.
    Esta será nossa primeira viagem internacional. Vamos todos para Londres e Paris (marido, eu e o filhote de 3 anos). Imaginem a ansiedade e a tensão que estamos. Aiaiai
    Estou aqui pensando…para fazer todos esses passeios citados em Paris, acho indispensável um meio de transporte prático para as crianças, tipo carrinho guarda-chuva. A minha dúvida é: levar daqui ou comprar lá? A propósito, como se diz carrinho de bebê em francês? Ainda tem este detalhe, não sabemos nada de francês, apenas o básico: Bonjour, Merci, Pardon…
    Outra coisa…vocês recomendam fazer aquele passeio de ônibus que passa nos principais pontos turísticos? O bom desse ônibus é que a gente não precisa andar tanto né? Especialmente em Londres.
    Só mais uma coisa. Meu filho é alérgico à lactose. É fácil encontrar produtos nos supermercados isentos de lactose? Acho que o problema maior vai ser nos restaurantes. Com todos aqueles nomes complicados e chiques, como vou saber se a comida tem ou não lactose?

    Obrigada!
    Rute

    • Sut-Mie disse:

      Oi Rute,
      Sobre o carrinho guarda-chuva, vcs ja têm um? Leva esse mesmo, não precisa comprar lá, mas com certeza, concordo com você: em viagens, o carrinho guarda-chuva é um item imprescindível (para levar a criança qdo ela se cansa, para possibilitar um cochilo, para levar as bolsas…sempre ajuda)! As coisas lá às vezes são mais baratas, como roupa, por exemplo…mas não é como nos Estados Unidos que vc entra em um supermercado e compra o carrinho baratinho! Mas verdade que se vc pegar uma promoção, vale à pena, porém é arriscado, a época de promoções normalmente acabou…
      Senão, carrinho em francês é “poussette”(une- feminino).

      Sobre o passeio de ônibus, sim, normalmente é em Londres e vale à pena sim, é divertido e faz parte da cidade esses ônibus vermelhos de 2 andares!

      Sobre a alimentação e o seu filho ser alérgico à lactose, em francês: “intolérance au lactose”, “allergie au lactose”, “produits sans lactose”; em inglês “lactose free”. Como o assunto é muito sério, gostaria de saber qdo vcs vão para a França, pois estou indo daqui a duas semanas, e assim vou olhar de perto para vcs!
      Existe uma rede de supermercados bem legal, chamada NATURALIA que tem muitos produtos orgânicos, bio, sem gluten, etc…dei uma olhada no site deles e encontrei isto: http://www.naturalia.fr/bio-lait-vache-sans-lactose-1l_3454_6_106.htm leite sem lactose. Para os biscoitos e outros, penso que lá vc deve encontrar, perguntando aos vendedores ou em farmácias tb…
      Não sei onde vão ficar hospedados, mas segue o link das lojas e vc vai ver que são muitas!: http://www.naturalia.fr/entreprise/nos_magasins.asp
      Espero ter ajudado, vai dando noticias.
      Um beijo,

      • Rute disse:

        Super obrigada pelas dicas Sut-Mie. Na verdade acabei de chegar de viagem. Foram 10 dias entre Londres e Paris. Acho importantíssimo compartilhar informações sobre alimentação sem lactose. Se aqui no Brasil a gente já passa aperto, imagina lá fora. Meu marido também é intolerante à lactose, mas ainda bem que para adultos existe um remédio que se toma antes das refeições. É uma enzima (lactase) que digere a lactose e então o organismo não produz os sintomas. No caso de crianças, no entanto, o caminho é outro.
        Viajar com criança é uma delícia, mas tem lá suas dificuldades para as quais precisamos “rebolar” um pouquinho até que ocorra uma razoável adaptação as condições do local. Apesar da minha apreensão na mensagem anterior, acho que nos viramos bem. Tanto em Londres como em Paris. Os hotéis que ficamos eram muito bem localizados, com supermercado e restaurantes próximos. Daí era fácil comprar o que precisávamos. Diferentemente das embalagens brasileiras, achei poucas informações nas embalagens dos produtos encontrados lá. Na dúvida, se o produto tinha ou não lactose, optei por uma dieta a base de proteína (carnes, ovo, presunto), além de muito macarrão. Como em toda viagem, o apetite das crianças diminuem mesmo. Não adianta estressar. Independe da localidade. Neste caso, quando o filhote estava com fome eu aproveitava e oferecia um produto mais nutritivo e calórico, ao invés de oferecer batatinha de saquinho. Também levei castanha de caju e amendoim daqui, o que ajudou bastante.
        Agora, vamos combinar, a comida é horrível, com cheiro e gosto de produtos industrializados (em Londres). Mesmo os adultos sofrem um pouco. Eles não sabem fazer arroz. O tempero, quando existe, é pimenta. Desculpe se estou generalizando, afinal, não tenho experiência no assunto e nem conheci tantos restaurantes assim. O que nos salvou foi uma espécie de chaleira que tinha no hotel. Eu cozinhava ovo todos os dias (rsrsrs). Depois de andar bastante e de nos perdemos, achamos por acaso um restaurante brasileiro (Café Rio). Pensa na felicidade e na emoção que sentimos. Um alívio. Finalmente pudemos comer um prato com feijão, arroz, bife acebolado, salada. Tudo de bom!
        Em Paris, por conta da limitação da língua, comer foi um barato. A gente achava que estava pedindo arroz, de repente, vinha vagem. Até que a vagem estava gostosa.
        Outra coisa, aconselho levar o carrinho de bebê daqui. Inocentemente, achei que podia encontrar um facilmente para comprar. Antes de ir, pesquisei na internet um carrinho por 9 libras (loja Argus). De posse do endereço, fui lá na tal loja. Mas, infelizmente, o produto já tinha se esgotado. Só tinha carrinhos super caros (mais de 100 libras). Ficamos carregando o filho no colo a maior parte da viagem, na expectativa de encontrar uma loja que vendesse um carrinho barato. Isso foi super estressante, mais até que a alimentação. Acredita? E na hora do sono da tarde? Um sufoco!
        Apesar disso, a viagem superou as expectativas. Agradeço mais uma vez as dicas do blog. Certamente, ler as postagens nos poupou de outros tantos imprevistos.

  14. antonio disse:

    Parabens pela coragem!! 2 bebÊs !!! Já conhecemos paris e pensamos em voltar com nosso pimpolho, estamos 3 anos sem planejar viagem (hoje ele tem 1a e 8m) e ano que vem tera 2a 8m, sonhava em voltar a Paris mas me preocupava em levar uma criança tao pequena… Mas como é uma cidade “grande” acho que era a melhor opçao com um pequeno…com seu relato, acho que 2011 dá pra pensar nisto. Minha duvida, como suportar 12hs de aviao?? ele é pequeno para aceitar ver um video, nao? ou aceitar algum jogo? Pensei que tanto tempo de aviao só depois dos 4 anos!!!

  15. É a primeira vez que entro nesse blog. Acabamos de iniciar nosso próprio blog de viagens com crianças (familiarecomenda.blogspot.com), então ainda somos bebês engatinhando nesse negócio!
    Gostei do post de Paris. Como já tinha estado lá várias vezes sem criança, decidimos fazer uns programas diferentes voltados para elas. Ao invés de fazer o passeio de barco pelo Sena, fizemos pelos canais de Paris, partindo da frente do Museu DOrsay e chegando ao Parc La Villette. Esse passeio é longo para os pequenos (2horas e meia), mas é muuuuito legal para os maiores. Passa por uma sucessão de eclusas, pontes móveis e por um túnel que parece o esgoto do Rémy (Ratatouille).
    No Parc la Villetee, visitamos o Museu da Ciência e o Museu da Música, ambos muito legais para crianças. E, é claro, fomos ao playground e deixamos nosso filho correr à vontade!
    Quanto ao comentário do leitor sobre fazer a criança aguentar viagem de avião, o melhor jeito é começar com viagens curtas, e viajar com uma certa frequência (uma a duas vezes ao ano). Assim ele não vai estranhar mais o avião, e ao associá-lo com uma coisa legal (passear com mamãe e papai), vai até gostar! Aí sim ela não terá dificuldade em aguentar várias horas e até dormir no avião! Quanto ao DVD, a maioria dos vôos de longa distância já conta com TVs individuais em cada assento, e sempre tem filmes infantis no menu.
    Boa viagem a todos!

    • Sut-Mie disse:

      Olá família,
      Vou lá agora mesmo dar uma olhada no blog de vcs! Quanto às dicas deixadas, merci, adoro! Eu acabei de voltar de Paris, de onde vou postar muita coisa bacana. Me aguardem!
      Bjs, bem-vindos à blogosfera e voltem sempre!

  16. Debora Celeti Alves disse:

    Olá! Gostei do post! Estou em Paris com meu marido e filho de 9 meses e tem sido bem bacana. Uma dica imprescindível é ter um carrinho guarda-chuva para se deslocar sem problemas pela cidade, no metro, onibus… mas realmente as escadarias do metro são cansativas. Comprei um carrinho usado super barato (achei uma pessoa que estava vendendo pela internet, enfim, foi sorte). Uma amiga francesa me levou no Le Poussette Cafe. Um lugar bem bacana para mães com bebes ou crianças pequenas e também para grávidas. Achei um charme, especialmente a lojinha com livrinhos, brinquedos bem bacanas e exclusivos (um pouquinho caros, mas lindos!). Vejam o site: http://www.lepoussettecafe.com/ Outra dica é o Jardim d´Acclimatation, bem bacana para crianças com diversas atrações: http://www.jardindacclimatation.fr/ Abraços!

    • Sut-Mie disse:

      Oi Debora,
      Obrigada pelas dicas deixadas, a opinião de outros pais e mães é sempre importante para todos nós! E fora que dicas são dicas, né? Sempre válidas! Eu acabo de chegar de Paris, de onde tenho muitos posts legais vindo por aí! Me aguardem!
      Bjs e volte sempre 😉

  17. Rodrigo disse:

    Muito legais as dicas.. Estamos pensando em ir para Paris em junho do ano que vem com nossa filha de 05 anos.. Imaginamos ficar 05 ou 06 dias na cidade e era mais ou menos o roteiro que eu tinha imaginado.. Muito boas as dicas.. Parabéns

  18. mari disse:

    Ola! Estamos indo em setembro para Paris com nossa filha de 3 anos e meus pais.. Estou com dificuldades de encontrar hotel com cozinha, ou aluguel de apartamento, tem algo para indicar!?

  19. Talita da Fonte disse:

    Olá Sut Mie! 1º gostaria de parabenizar vc pelo Blog! muito legal, divertido e muito instrutivo! 2º gostaria de saber oq fazer espscificamente em Janeiro em Paris com uma criança de 5 anos!? é que ela é minha segunda filha e nunca esteve na Europa, meu filho mais velho, hj com 14 anos já esteve por aí conosco, em 2005 e tb a epoca era outra “verão” vale salientar! rsrs… então…. chegaremos dia 28 de Dezembro (a noite) e voltamos dia 20 de janeiro[pela manhã), onde neste espaço de tempo vamos estar mais precisamente em Paris nos 3 primeiros dias da viagem (29/30/31) e nos 3 ultimos tambem (17/18/19) ela ( minha pekenina) me pede muito para estar na Eurodisney, por questões já esperadas neh? nosso filho esteve lá na ocasião de qd estivermos por Paris e sempre que ela v as muitas fotos pede para estar lá tb um dia! então estando em Paris novamente e não levar ela desta vez seria quese um pecado não é mesmo? mas vem a questão FRIOOOOO! que juro que é oq mais tah me afliginado neste moemento! Jah estivemos em situação de frio com os filhotes no final do ano de 2009, qd nosso destino foi Argentina (Buenos Aires)! Resumindo… sei que nem de longe se compara o frio que sente em Paris nesta mesma epoca, então gostaria de na real saber oq. me espera por aí em Paris qd por lá chegar! entende? as passagens de toda forma já estão compradas (fato)! E ou era esta epoca ou nunca, pois pra conciliar, eu, meu esposo, meus filhos e minha mãe numa mesma epoca de ferias, tava dificil, para não dizer impossivel! Pretendemos romper ano em Paris mesmo, (até quem sabe na EuroDisney)? esta tb é outra questão bem delicada que estamos analizando, se vc numa 3º opção puder me ajudar neste quesito tb, ficaria grandiosamente grata! rsrs… então é isso! depois de começar o novo anos vamos alugar um carro pegar estarda sabe? mais ou menos como fizemos no verão de 2005,e sem querer alugar mas já alugando se couber ainda uma 4º opção!? rsrsrs… tb gostaria de saber se rola bem viagens de carro nesta epoca!? me ajudaaaaa please!!!!! depois se vc quiser posso te passar nosso roteiro de primeira estancia!
    milhões de obrigadas desde já, só em estar lendo este “pequeno” relato indagativo! e fica sempre com Deus viu?

    Abraço! Talita da Fonte.

    • Oi Talita,

      Me desculpa, achei que já tivesse respondido ao teu comentário e agora vejo que não!
      Sobre Paris em janeiro…sim faz MUITO frio! Mas vc parece já estar mentalmente preparada para isso. Dicas de Paris no inverno com crianças:
      – ver as vitrines de Natal das lojas de departamento Galeries Laffayettes, Printemps. São lindas, com bonecos animados. As crianças fazem filas para vê-las de perto,
      – com o frio, é bom pensar nos museus: Cité de la Villette, com exposição especial para a idade dela http://www.cite-sciences.fr/cs/Satellite?c=Page&cid=1195217273163&pagename=Portail/CDE-ng/PortailLayout&pid=1195217273275
      – parque in door fora de Paris, barato e bem legal: Playmobil Fun Park http://viajandocompimpolhos.wordpress.com/2010/11/30/paris-com-criancas-playmobil-funpark/
      – a Disneyland é uma boa opção para passar o ano novo, até porque em Paris, nos Champs Elysées ou na Torre Eiffel tem muita gente, mas faz muito frio, o que, para a sua filha pode ser mais desagradável. Na Disney, ela estará mais encantada e poderá esquecer melhor o frio! 😉 Para passar o ano novo, tem os hotéis do Parque, mais caros (porém vale olhar se não tem alguma promoção, tipo crianças não pagam entrada nos parques ou estadia…) ou hotéis nos arredores do parque, mais em conta, como este aqui, por exemplo que tem a vantagem de ser apart-hotel com kitchinete: http://www.accorhotels.com/fr/hotel-6794-adagio-val-d-europe/index.shtml

      Viagens de carro são possíveis no inverno tb, mas será uma viagem bem diferente da que fizeram no verão! Muitas vezes, tem nevoeiro, pista mais escorregadia, etc… Tendo vários dias assim, eu iria visitar castelos da Loire, sendo que o de Chenonceau é imperdível! (meninas adoram histórias de princesas nessa idade!) http://pt.franceguide.com/Castelos-do-Loire.html?NodeID=1&EditoID=29682 ou iria visitar os mercados de Natal de Strasbourg, cidade que faz fronteira com a Alemanha, ou iria para o Mont Saint Michel/ Saint Malo, passando por Rouen.

      Espero ter ajudado, qualquer dúvida, não hesite!
      Um beijo e boa viagem!

  20. Ana Carla disse:

    Oi Sut-Mie, parabéns adorei o blog. Estaremos indo para Portugal, Inglaterra e França em Janeiro, eu, meu marido, meu filho Vítor de 6 anos e minha filha Júlia de 3 anos, estamos com um pouco de medo do frio para as crianças, dá para eles aguentarem bem ou é melhor deixar para eles irem em outra época.
    Grata Ana Carla

    • Olá Ana Carla,
      Respondendo à sua pergunta: é MUITO frio sim! Mas tudo depende das crianças: estão acostumadas ao frio (Sul)? Já pegaram frio? Se vcs realmente tiverem opção, com certeza é melhor eles viajarem em outra época! Inclusive, é uma pena eles não aproveitarem todos os parquinhos maravilhosos da Europa! No frio, eles só terão acesso aos programas indoors.
      No frio, eles devem usar mais roupas (botas, luvas, gorro, cachecol, calças de veludo, meia-calça, casaco…) e as malas ficam rapidamente cheias. Dentro dos lugares (hotel, museus, metrô, lojas…), o ambiente é aquecido (super!), o problema mesmo é andar na rua e essas diferenças de temperaturas.
      E não esqueçam uma farmacinha básica com vitamina C e remédios habituais.
      Para mim, Europa no inverno não é a mesma coisa que na primavera ou outono (verão é muito quente).
      Bjs

  21. Deise disse:

    Oi Sut-Mie, primeiramente parabéns pelo blog,venho acompanhando seus posts desde o inicio e os adoro. São verdadeiras fontes de inspiração para mim que tenho um bebê de 1 ano e 3 meses!
    Eu e meu esposo adoramos viajar e agora com nosso pequeno já o iniciamos na vida de pequeno viajante, mesmo com um monte de gente afrimando que não é bom sair por ai com um bebê tão pequeno. Nessas horas cito seu site como referência!!! 🙂
    Gostaria de saber como é o tempo em abril em Londres e Paris. Estamos pretendendo ficar uns 14 dias entre essas cidades em abril do ano que vem. É muito frio? O que devemos levar para nosso filho? Você sabe de programas para crianças pequenas em Londres?
    Grande abraço.

    Deise

    • Olá Deise,
      Que comentário bacana! Muito obrigada!
      Estivemos em Paris em março este ano e fazia ainda um pouco frio. Sol e céu azul, porém frio. Nada insuportável como no inverno, mas levem casaco como quando está frio aqui (ideal se tiver um capuz). E também moletons, calças de veludo ou jeans, casacos de lã, tênis ou botas, camisetas de manga comprida…em março a minha filha chegou a usar cachecol.. E penso que em Londres também ainda estará fresco. Veja aqui a média de temperaturas em Paris: http://www.weather.com/outlook/travel/businesstraveler/wxclimatology/monthly/graph/FRXX0076 E, qualquer coisa, saiba que você pode entrar em uma C&A ou supermercado Monoprix, ou Zara (todas estão nas Champs Elysées) e comprar um casaco mais grosso. Esses lugares tem casacos bons e baratos para serem “batidos” durante as férias. E claro, leve também camisetas de manga curta, este tempo anda doido!
      Sobre Londres, vou fazer um post em breve. E se precisar de mais alguma coisa, é só avisar! 😉
      Bjs e mais uma vez, obrigada pelo carinho!

  22. Rafaela disse:

    As vezes quando postamos algo na internet não temos noção do alçance dos nossos comentários…eu como sempre sonhando com Paris e achando que só iria quando meu filho estivesse na faculdade (rs), me deparei com seu blog e criei coragem pra viajar com meu pequeno de 2 anos e finalmente realizar meu sonho…foram dias lindos, a cidade é encantadora, apaixonante, foi simplesmente maravilhoso!
    Senti vontade de voltar aqui e agradecer pelo post, espero que outras mamães também acreditem que filhos não são impedimentos pra nada, e sim uma companhia maravilhosa!

  23. priscila disse:

    Oi Márcia! Eu me emocionei a ponto de chorar vendo seu blog e suas palavras ao final. Eu e meu esposo iriamos a Paris no ano passado mas descobrir q estava gravida e adiamos a viajem. Agora meu bebe está com 7 meses e voltamos a pensar em ir, muitos falam que devemos ir sozinhos, sem o nosso baby, pois lá é frio, não aproveitaremos a cidade etc, etc mas eu não tenho coragem de deixa-lo, pretendemos ir ano que vem em junho, pois nosso bebê estará com 1 ano e 6 meses e agora q li que você foi com sua filhota de 10 meses fiquei mais animada. Será que junho é muito frio? na realidade é o que mais me preocupa, pois moro em salvador, cidade quente e tenho medo do impacto do frio nele. sei lá, nao sei se é pq sou mae de primeira viagem mas penso em varias coisas. e o carrinho? vc levou daqui nao foi. Olha, parabéns pelo seu blog, um beijo.

    • priscila disse:

      * Sut – Mie

      • Olá Priscila,
        Dá uma olhada neste gráfico com a média de temperaturas por mês: http://www.weather.com/outlook/travel/businesstraveler/wxclimatology/monthly/graph/FRXX0076
        Em junho já não faz tão frio. Eu estive lá este ano, agora em junho justamente, e peguei foi um pouco de chuva e uma temperatura um pouco mais baixa que o habitual. Mas também é período de promoções, então as coisas estão baratas e você sempre pode, como eu fiz com a minha filha, entrar numa loja e comprar roupas mais quentinhas (calça, meias, camiseta de manga comprida…). E ela tinha um casaco jeans. Ou seja, também não era um frio de rachar! (uns 17ºC).
        Sobre o carrinho, sim, tanto a própria Márcia (do post), quanto nós, gostamos de viajar com o carrinho. Mas tem que ser um carrinho leve, desses guarda-chuva. É chato para andar no metrô (muitas escadas), mas vcs vão bater bastante perna na cidade e é melhor carregar de vez em quando o carrinho do que o bebê o tempo todo no colo! 😉
        Bjs,

        • priscila silva disse:

          Obrigada Sult – Mie!!! Já estou começando a ficar ansiosa com a viagem, estamos decididos a ir. Queremos aprontar tudo cedo. Daqui para o final do ano iremos fazer cotações com agencias e se possível já deixar tudo pago só esperando o dia chegar. Vc tem alguma sugestão? Vimos uma promoção no site viajar barato, mas meu esposo achou melhor programar  com a própria agencia. Outra coisa, gostariamos muito de dá um pulinho em londres tmb, estamos na duvida se programamos a viagem rumo paris/londres ou só paris. Um amigo disse q poderiamos programar só paris e tirar um dia para irmos a londres por conta propria, pois não é complicado de ir não o q vc acha? Será q fica muito cansativo paris/londres com um bebê? A outra coisinha, mas não menos importante e aí, como é ficar tanto tempo no avião com um bebê? é melhor comprar mais um assento?  Bjs, desculpa tantas perguntas, é que será a nossa primeira vez viajando com nosso bebê de avião e a minha primeira vez tmb viajando de avião. Bjão!!!

          ________________________________

          • Priscila,
            Menina!! Eu tinha separado este seu comentário para responder depois com calma e acabou que esqueci dele (quase que para sempre)! Mil desculpas!!
            E imagino que agora, depois de tanto tempo, você já deve ter tudo organizado!
            Enfim, tinha separado este post aqui para vc, sobre um bate-volta para Londres de Eurostar, o que é bem fácil, até com bebê: http://majots.wordpress.com/2012/08/15/londres-um-dia-em-bate-volta/
            Sobre a viagem de avião, a melhor dica é que seja um voo noturno, quando os bebês normalmente dormem! Dá para colocar ele deitado no colo de vocês (para isso, não fiquem na primeira fila onde os braços das cadeiras não levantam). Se vcs tiverem a possibilidade, podem até comprar um assento para ele sim, para ficarem mais confortáveis: assim vc deita ele no lugar, com a cabeça somente no seu colo. Mas isso, realmente só se vcs puderem, pois é caro.
            Vc deve ter visto o nosso post sobre viagem com crianças e bebês: http://viajandocompimpolhos.wordpress.com/antes-de-viajar/viajando-de-aviao/
            Outra dica essencial é tomar cuidado com os ouvidos dele, como indicado no post (e leve chicletes para vc tb, já que não está acostumada). De resto, é vc ficar calma (não transmitir ansiedade) e curtir a viagem, que afinal, tb é sua primeira vez e vc merece curtir essa experiência!
            Bjs, me desculpe novamente e me escreva se precisar de mais informações.

  24. Manuela disse:

    Olá Sut-Mie! Estamos indo agora em Setembro pra Paris e gostaria de saber se vc tem experiência com o clima lá nesta época…sou de cidade quente e minha filha (1a e 1m) não está acostumada com o frio. DA rede IBIS, qual vc indicaria? Bjos!!! Adorando o blog!

    • sutmie disse:

      Olá Manuela,
      Eu gosto do mês de setembro em Paris: em geral os dias ficam bem bonito, azuis, com uma luz interessante. E às vezes, vc pega o início do outono, árvores com folhas amarelas… uma paisagem interessante. E não faz ainda tão frio assim! Tem que levar um casaquinho, e se , em alguma urgência, precisar de alguma coisa para ela (casaco, calça..), pode entrar em um supermercado que não é caro que nem no Brasil (tem um Monoprix na Champs Elysées, por ex, que tem roupas no subsolo).
      Da rede Ibis, os mais acolhedores com crianças são os da rede Ibis Styles, que são modernos, coloridos e tem uns mimos para crianças. Tem o café e wifi incluídos, mas são levemente mais caros que os Ibis normais.
      Dos Ibis normais, gosto das localizações Opéra, bem central, Montparnasse tb…
      Um abraço,

  25. Luciana disse:

    Olá Sut-Mie. Adorei seu blog. Eu e meu marido colocamos nossas viagens de lado depois do nascimento de nosso filhote (hoje ele tem 2 anos e 10 meses). Ele não fica com ninguém e achávamos que destinos como NY e Paris não teria ambiente para ele. Mas graças à suas dicas e experiências vejo que podemos fazer passeios bem legais. Gostaria de saber com você se é possível e seguro eu programar uma viagem para Paris, incluindo a Eurodisney, hotel, voo e os passeios sozinha ou é melhor uma agência. O que sai mais em conta?
    Obrigada
    Um abraço

    • sutmie disse:

      Olá Luciana,
      Obrigada pelo elogio ao blog! 🙂
      Sobre fazer com a agência ou sozinha, é muito uma questão de estilo: tem gente que gosta de fazer tudo sozinha e tem gente que não sabe por onde começar e prefere ser assessorada! 😀 Dá para fazer sozinha? Dá… O que sai mais em conta? Depende se vc sabe procurar as promoções, etc. O único conselho que eu daria seria para evitar o inverno na Europa, se possível. É mais gostoso na primavera ou outono… (verão é legal também, mas pode fazer MUITO calor)!
      Se precisar de mais ajuda, me avise!
      Um abraço

  26. Fernanda disse:

    Olá Sut-mie, te acompanho principalmente pelo instagram! Queria saber sua opinião sobre carrinhos de bebê, já ouvi falar que o estilo guarda-chuva são os melhores para viagens para o exterior pois passam em qualquer lugar. O carrinho da minha bebê é muito bom, viajamos com ele para o Rio de Janeiro e foi bem tranquilo, andamos de taxi o tempo todo mas em Paris o transporte será mais de metrô e como já conheço a cidade tem estações que não são nada práticas. Vc acha que vale a pena alugar um carrinho ou comprar um ? Suas dicas são ótimas, parabéns.

    • Sut-Mie Guibert disse:

      Olá Fernanda,
      Me desculpe, esta sua pergunta caiu no calabouço de perguntas! 🙂
      Realmente, o sistema de metrô de Paris é antigo e na maioria das vezes os metrôs não tem elevadores. Muitas vezes temos que carregar o carrinho, por isso um modelo guarda-chuva é mais fácil!
      Se vc decidir alugar, pode fazê-lo na http://babytems.com/ ou, mais barato, comprar na Toys´r´Us ou Auchan (hipermercado). Em geral, estas lojas ficam fora de Paris, mas vc pode encontrá-las no Centro Comercial Les 4 Temps, na La Défense, que abre inclusive aos domingos! http://www.les4temps.com/W/do/centre/accueil
      Um abraço

  27. Gisella Bordalo disse:

    Olá Sut-mie. Sempre acompanho seu site e suas dicas preciosas sobre viajar com crianças.
    Estamos indo para Paris no dia 06 de abril de 2014. Como moramos em Brasilia, onde faz pouco frio, gostaria de saber como é o clima aí nessa época. Minha filha tem 3 anos e meio e fico preocupada com a temperatura. O que vc indica para ela vestir nesse período?
    Obrigada
    Feliz Ano Novo.
    Gisella Bordalo

    • Sut-Mie Guibert disse:

      Olá Gisella,
      Este tempo anda muito doido… por ex, agora em março, já está fazendo 20C em Paris (hj), o que não é comum pra a época!
      Como vc vai em abril, acho que pode levar 2 calças compridas (moletom, jeans), algumas blusas de manga comprida e um casaco leve. Principalmente à noite, deve fica mais fresco. Um pouco como se fosse o “inverno brasileiro”, mas se o tempo continuar como está, vc não deve ter problemas! 😉
      Leve tb manga curta e vestidos.

      Um abraço

  28. André disse:

    Oi Sut-Mie ! Já programei varias vzs minha visita a Paris , e o frio sempre me assusta . Tenho 2 crianças , hj com 3 e 10 anos .
    Alias já te alugo faz tempo ! Mesmo qdo não estou com férias programadas , venho dar uma viajada no seu Blog !!

    Bom ! Surgiu a oportunidade de irmos para Paris agora em fevereiro , a principio dia 20 /02 . A outra opção é ir para Orlando(opção que não me agrada muito !!!)
    Me diga , POR FAVOR !! É muito frio ainda !? É esse frio todo de janeiro !?
    O que vc acha tendo em vista , que estou com 2 crianças !?!?!
    Muito obrigado

    André

    • Sut-Mie Guibert disse:

      Olá André,
      É frio sim, igual a janeiro! http://www.climatedata.eu/climate.php?gt=1&loc=frxx0076&lang=en
      Vcs teriam que fazer programas indoors: La Villette, onde há exposições interativas para as duas faixas etárias, Torre Eiffel somente até o segundo andar (o último já é normalmente bem frio por causa do vento) e de preferência pegar os ingressos pelo site, passeio de Bateau Mouche (tem aquecedores), museus como o Louvre (mais para o de 10 anos, o outro acompanha), Musée d´Orsay, la Grande Galerie de l´Evolution…
      Da forma que falou, não me parece que estejam acostumados ao frio…mas com a roupa adequada, dá para aguentar. Os lugares são aquecidos: metrô, restaurantes, lojas, hotéis…
      O que vão perder bastante é o “bater pernas” por Paris, caminhar na beira do Sena, nas ruazinhas…é difícil ficar passeando pelas ruas, em geral, saímos do metrô e entramos logo em algum lugar! Também podem perder bastante dos parques e parquinhos. Eu diria que Paris é mais agradável com crianças em outras épocas, mas já que a opção de Orlando não lhe agrada… (aliás, tem Disneyland em Paris)!
      Se forem, levem roupas adequadas e “encham” as crianças de vitamina C!
      Um abraço

  29. Andre disse:

    Mto obrigado pelas dicas ! Seu blog realmente me ajuda bastante !
    Bom ! Passagens compradas e chegamos ai no domingo dia 16/02 .

    Me ajuda mais nessa ! Por favor !?
    To com medo de chegar por ai , e os agasalhos que temos (para o frio do Brasil) para crianças não serem o suficiente . Vc acha que para a chegada, o que deveriam estar vestindo !? Tem dicas de lojas que vendam agasalhos e afins com “precinhos camaradas” !? Dizem que é melhor e mais “barato” comprar tudo por ai !?

    To parecendo uma criança ! Estou na mistura de medo(muito) e felicidade !!!

    Obrigado novamente !!!

  30. Lisandra disse:

    Oie amei o blog parabéns pela riqueza dos detalhes !!! Você sabe me informar se é permitido andar com carrinho de bebê no interior do castelo ou apenas no jardim. Muito obrigada

    • Sut-Mie Guibert disse:

      Olá Lisandra,
      Não é permitido andar com o carrinho de bebê dentro do Castelo, mas há uma área onde vc pode deixá-lo enquanto visita. Nos jardins, nem sempre é fácil andar com ele, às vezes há pedrinhas, é mais chato. Ainda assim, é melhor levá-lo, é tudo grande por lá e a criança pode cansar.
      Um abraço

      • Lili disse:

        Só mais uma duvida você sabe me dizer se na “Galeria Lafayette” na parte de carrinhos de bebês ou na Disney Store da Champs Elysées encontro aqueles carrinhos de bebê simples estilo guarda-chuva… pois fica perto do hotel, muito obrigada bjs

        • Sut-Mie Guibert disse:

          Oi Lili,
          Não tenho a certeza de que vc encontre isso nessas lojas. Pode dar uma olhada na loja DisneyStore, mas já que estará nas Champs Elysées, pode olhar no Monoprix, perto da loja Disney, na mesma calçada. É um supermercado.
          Ou pode ver tb no Auchan, no Centro Comercial “Les 4 Temps” em La Défense, um pouco além da Champs Elysées. Aí é um hipermercado e com certeza vc deve achar! 😉
          Um abraço

          • André disse:

            Se me permitem a intromissão…
            Fomos agora em fevereiro , e o carrinho da minha filha quebrou logo no primeiro dia .
            Depois de rodar por vaaaaaaarias lojas procurando e achar opções por preços altos . Achei na Loja TATI por 27 euros !
            Nem preciso dizer como fiquei feliz !!!

          • Sut-Mie Guibert disse:

            Olá André,
            Todas as dicas são bem vindas! 😉
            Em qual TATI vc comprou? É uma rede, tem vários! (Há lojas em St Lazare e Montparnasse, mas a maior fica em Barbès, perto de Montmartre).

          • André disse:

            Oi ! Comprei na Tati de Barbes !

  31. Marcello disse:

    Olá, vou para Paris com meu filho de 6 anos em alguns meses e estou vendo várias dicas no seu site. Parabéns…está me ajudando muito. Mas tem uma coisa que não achei no blog nem em outro lugar, a partir de qual idade tem que pagar passagem no metro de Paris? Muito Obrigado. Um abraço.

    • Sut-Mie Guibert disse:

      Olá Marcello,
      Antes dos 4 anos, todos os transportes (metrô, ônibus, RER, Tramway) são gratuitos.
      Após isso e até os 10 anos, eles pagam tarifa reduzida. Quando for comprar os bilhetes para ele nas máquinas ou cabine, peça “tarif réduit” (com 50% de redução). Para o metrô (e önibus- dá para usar os mesmos bilhetes) vale à pena comprar os carnês de 10 bilhetes, sai um pouco mais em conta.
      Um abraço

  32. Maria Claudia disse:

    Ola pessoal, estou aqui em Paris com duas criancas de 2 e 6 anos. Antes de arrumar as malas, acessei incessantemente sites de meteorologia e trouxe mais roupas de calor do q de frio. No entanto, como em SP, oclima aqui em Paris está muito louco: um frio de 15C, com muito vento e chuva. Estou vestindo as crianças com todas as roupas mais quentes q trouxe para eles, parecem uns sanduíches. Eu estou passando frio. Não posso comprar roupas de frio simplesmente pq nãotenho espaço nas malas. Portanto, minha dica é: nao se baseie apenas na temperatura pq o vento faz a sensação térmica baixar muito. Tragam tb uma boa capa de chuva e capa de chuva para o carrrinho das crianças. O melhor site é o http://www.meteo-paris.com. Bjos

    • Sut-Mie Guibert disse:

      Olá Maria Claudia,
      Eu entendo bem o que vc está vivendo porque tive a mesma experiência com a minha filha num ano no mês de julho em Paris, onde era suposto estar calor e nós tínhamos frio! Mas, ainda bem, em junho/julho as lojas estão em promoção, então nós compramos pelo menos camisetas de manga comprida (só tínhamos levado regatas e blusas de alcinhas) e leggings, meias…! Vc tem boas lojas na Champs Elysées (Gap, Zara, Monoprix), no Les 4Temps em La Défense, nas Lojas de Departamento Galeries Lafayettes, Printemps, C&A…
      Mas da mesma forma que esse mau tempo e frio chegam, eles tb vão embora! A semana anterior à esse frio, todas as fotos que chegavam de Paris eram de céu azul!
      Um abraço,

  33. Tati Calvete disse:

    Olá Maria Cláudia.
    Que viagem linda! Estamos loucos para uma viagem em família por Paris e seu relato foi incrível.
    O que acha de umas férias por lá em março? Muito frio ou chuvoso?
    Bjs.

    • Sut-Mie Guibert disse:

      Olá Tati,
      O tempo anda bem instável, mas março ainda é um pouco frio e chuvoso, sim. Se você puder jogar a viagem mais pra frente, seria melhor. A partir de maio, os jardins inclusive ficam mais floridos e dias começam a ficar mais longos! Ou setembro também é um bom mês, por ainda ter dias claros e ser começo do outono…
      Um abraço

  34. Caroline Fernandez disse:

    Olá!
    Foi um presente suas dicas sobre Paris! Estou indo pela 1ª vez, em junho deste ano, com meu esposo, meus filhos (5 e 9 anos) e meus sogros. Estava pensando em levar o carrinho (estilo guarda chuva) para meu filho, mas meu esposo está resistindo…Iremos para Paris, Portugal (várias cidades) e Espanha (várias cidades).

    Queria sua opinião se é tranquilo andar por Paris com o carrinho? Ou se seria melhor eu comprar por lá caso visse necessidade… Pois percebi que em todos os roteiros anda-se muito… Talvez, mesmo levando 1 daqui, precise comprar outro para milha filha de 9 anos! rs

    Muito obrigada!

    • Sut-Mie Guibert disse:

      Olá Caroline,
      Depende se o seu filho está acostumado a andar ou não. Em Paris, em julho anda-se bastante. Essa é a parte gostosa: poder bater perna nas ruas, na beira do Sena… e até nas estações de metrô (algumas são bem grandes). Se vc tiver um carrinho guarda chuvas daqueles bem leves, pode levar. Senão, pode deixar para comprar lá se achar necessário (é verdade que o carrinho não é prático nas muitas escadarias do metrô)! Tem um Auchan (hipermercado) e Toys’r ‘us neste shopping em Paris, na La Défense, não muito longe da Champs Elysées e Arco do Triunfo.
      Um abraço, boa viagem!

Deixe seu Comentário





* Campos obrigatórios