Ficou fácil viajar com crianças!

Paris com crianças : Montmartre, um bairro boêmio com mil atrativos para toda a família!

Esta é uma das visitas obrigatórias e cartões postais de Paris: Montmartre, um bairro boêmio, cheio de artistas, pintores, ruelas, escadarias e com a famosa Basílica do Sacré Coeur. É ali também que fica o famoso Moulin Rouge e as paisagens do filme “O Fabuloso Destino de Amélie Poulain“. Este bairro fica ao norte de Paris, em cima de uma colina, de onde a vista da cidade é imperdível. Pode não parecer atrativo para crianças, em uma primeira impressão, mas vocês verão que mesmo aqui, dá para passear com os pimpolhos e se divertir!

Passamos uma tarde e adoramos:

Almoçar no restaurante L’Oriental: a nossa escolha pode parecer surpreendente, estando em Paris, mas estas grandes capitais também são ótimas para isso: comer o que não temos a oportunidade de encontrar em nossa cidade. Nós queríamos comer uma comida árabe, um verdadeiro couscous marroquino, com legumes e carne de carneiro. Conhecemos então este endereço que é considerado pelos Guias Michelin e GaultMillau como um dos 10 melhores couscous de Paris, e para a nossa alegria, fica situado pertinho do metrô Anvers, já no caminho para Montmartre. Realmente, não ficamos decepcionados! A decoração é moderna, como um bistrô parisiense mas com todos os toques orientais. A comida é uma delícia, em pratos que servem facilmente para dois! Não esqueçam de terminar pelo chá de hortelã, servido bem tradicionalmente.

 Ir a pé até a Place Saint Pierre para fazer a digestão e ver algumas lojas na Rue Tardieu: Pylones, com objetos de decoração bem coloridos para crianças e adultos, Haagen Dazs para um sorvete, Fragonard, perfumista desde 1926, e onde podem encontrar idéias de presentes e souvenirs diferentes: almofadas bordadas, sabonetes, aventais, etc.

Vitrine da Pylones

Ver a Basílica ao longe e dar uma volta no tradicional carrossel: a vista é super bonita, com a Basílica imponente ao fundo. Se for verão ou primavera, vocês verão as pessoas sentadas na grama, nas escadarias, tocando, cantando ou simplesmente admirando a vista. Para as crianças, não deixem de dar uma voltinha no tradicional carrossel antigo. As crianças adoram e os adultos também! Preço: 2 euros/ pessoa.

 Ali, ao lado da praça, pegar o “funiculaire”, o funicular para subir até a Basílica: com carrinho ou cadeira de rodas, esta é a única maneira de subir e não enfrentar as escadarias. Custa um tíquete de metrô para subir e outro para descer, chegam rapidamente e quase não há filas. As cabines são todas de vidro, então as crianças conseguem ver perfeitamente a vista.

Há quem opte pelas escadas…tem o seu charme!

Visitar a Basílica. Lá dentro, as crianças vão ficar impressionadas com o magnífico painel de mosaicos de 474 m2 no teto, com o Sagrado Coração de Jesus. Vocês podem também acender uma vela para um santo de devoção e ver a miniatura da Basílica.

 A visita ao bairro continua pela lateral, indo pela Rua do Cardinal Guibert até a Place du Tertre. No caminho, várias lojinhas de souvenirs com camisetas, estatuetas, chaveiros, e até caixinhas de música com manivela, que tocam desde “La Vie en Rose”, bem parisiense, ou “Parabéns pra você”, mais habitual para as crianças.

Na Place du Tertre, a atração são os artistas, pintores, caricaturistas que expõem e vendem seus quadros. Como muitas vezes se trata de uma arte naïf, as crianças entendem e apreciam facilmente estas obras que retratam paisagens do bairro: uma boulangerie, um açougue, pracinhas, a Torre Eiffel, etc. Se quiserem, ainda podem fazer o portrait da criança em vários estilos: a lápis, carvão, aquarela…Custa em torno de 70 euros e demora 30 mn. Antes de decidir, pesquisem um pouco os vários estilos dos pintores, vejam os outros trabalhos que são feitos. Se optarem por uma caricatura, ela é mais barata.

A praça é rodeada de cafés para comer um crepe, tomar um suco ou um sorvete.

Pegar o trenzinho para ver o resto do bairro. Existem dois: o Petit Train de Montmartre, na Place du Tertre ou o Montmartrain, em frente ao Sacré Coeur. São muito parecidos, têm passeios de meia em meia hora, fazem praticamente o mesmo circuito e custam a mesma coisa: adultos 6 euros e crianças não pagam, somente 3,5 euros a partir de 12 anos. Vocês podem descer com o trenzinho que os levará até o metrô Pigalle, ou fazer a volta inteira e voltar com ele até o ponto de partida. Como já tínhamos acabado o passeio lá por cima, optamos por descer com ele.

O passeio é muito interessante, oferece a oportunidade de ver coisas diferentes e as crianças se divertem.

Le Lapin Agile: um dos primeiros cabarés de Paris!

Gostamos menos:

Não houve nada em particular, mas o lugar é extremamente turístico, por isso, na alta estação (Julho-Agosto), é bem mais difícil de circular, tanto na Basílica, quanto na Place du Tertre, em volta dos pintores, por isso andar com carrinho ou criança pequena se torna mais complicado.

Viagem feita em início de setembro de 2010: sol, temperaturas agradáveis.

Para mais informações:

Sacré Coeur (em português): sacre-coeur-montmartre.com/portugais

Metrô Anvers, Pigalle ou Abbesses.

Le Petit Train de Montmartre (em inglês) : promotrain.fr/gbaccueil.htm

Restaurante L’Oriental : loriental-restaurant.com

Loja Pylones (em inglês): pylones.com

Loja Fragonard (em inglês): fragonard.com

Você também pode gostar de ler:

Paris com crianças: Jardin des Tuileries

Paris com crianças: Disneyland

Paris com crianças: Playmobil Fun Park

Paris com crianças: o Jardin d’Acclimatation, um Parque de Diversões dentro da cidade!

Paris com crianças: dicas do João Luiz (2 anos) e da Clara (10 meses) e dos seus pais

Compras em Paris para crianças: marcas de roupas e brinquedos

Também estamos por aqui:

FACEBOOK TWITTER | INSTAGRAM | FÓRUM VIAGENS EM FAMÍLIA

6640 Visualizações

Sut-Mie Guibert, Family Travel Blogger, Blogueira especializada em Viagens em Família, com crianças e bebês. Jornalista e mãe de duas meninas de 5 e 2 anos, adora levar as crianças para conhecer o mundo! Mas também gosta de escutar e falar sobre o assunto com outras famílias, que são sempre bem-vindas por aqui!

10 comentários para este artigo

  1. piscardeolhos disse:

    querida!!!!
    só voltei agora, estive me despedindo da família enoooorme que tenho por aí.
    mas vou ler tudo, tudinho hoje a noite, estou LOUCA pra ver detalhes dessa viagem maravilhosa.
    e vamos tomar SIM aquele café antes que eu me despeça de vez, hein?!!
    beijo beijo

  2. Show! Acho que na minha época não tinha funicular (ou eu não vi) pois fui de escada. AInda estou impressionada como o nosso “olhar” com filhos muda. Eu queria foto do couscous marroquino! Delícia de passeio.
    Beijos
    Alexandra

    • Sut-Mie disse:

      Infelizmente não tirei fotos dos pratos! Ainda não tenho esse reflexo e a comida sempre chega quando vc ja está com fome, preparando o prato para a pimpolha…enfim, escapou! Mas que é muito bom, ah isso ele é! E eu adoro esse couscous que não encontro aqui (pelo menos no Rio!).
      Bjs

  3. Entetulipas disse:

    A pimpolhinha deve ter amado o passeio, não?! 🙂
    Paris é realmente muito linda e encantadora e, mais do que nunca, esta provado: ela não é só para os casais apaixonados. Ela é para os casais apaixonados e, também, para as famílias felizes! 🙂

  4. Lena disse:

    Que post gostoso, Sut-Mie! 🙂

    Queria muito ter ido à Montmartre dessa vez, porque estava lá bem no final de semana da Fête des Vendanges. Nem sabia que tinha isso em Montmartre! Mas acabei perdendo, porque estava com muita dor nos pés e preferi não ir… Pena, porque além de tudo , o tempo estava ótimo, o que não é tão comum em outubro…

    Sabe que eu me lembro do funicular, mas não desse trenzinho interno. Será que ele é mais recente?

    E a Fragonnard? Será que antes ela já estava em todos os lugares e eu que não via?!

    Muito engraçado voltar a um lugar depois de muito tempo…

    Beijos

    • Sut-Mie disse:

      Sim, eu esqueci de falar, mas tem videiras em Montmartre! Nós até tiramos fotos disso, ms tive um problema e não pude colocá-las.
      Sobre o trenzinho, não penso que são tão recentes assim, e até tem dois! Mas eles deviam estar sempre circulando quando você passou por lá e acabou não os vendo! Eles é que passam pelas videiras, foi assim que as vimos!
      E sobre a Fragonard, desta vez sim, elas são relativamente recentes (em relação à marca) e vão aparecendo aos poucos. A maior delas é no Marais, linda!
      Bjs e merci pelo comentário 😉

  5. Oiii! estava com saudades de vc!! 😉
    menina,mais uma vez me deixaste babando aqui,rsrs..ai ai..quem sabe um dia realizo meu sonho de ir a Europa?? Paris deve ser toda fantastica,mas esse bairro charmoso em especial que vc descreveu aqui tão bem deve ser ainda mais legal!!!!
    ai ai,rsrsrs…
    Adorei,merece 5 estrelinhas como sempre!!!!!!!!
    beijos,otimo fim de semana!!!!
    😉

  6. Paloma disse:

    Ai, que demais! Mas demais mesmo foi a notícia que vc me deu, estou vibrando aqui! Que venha mais um membro desta família linda e viajante; parabéns!!
    Beijos

  7. Beta disse:

    Eu fui ao Sacré Coeur gravida e nao aconselho. Rsrsrsrs. Tinha tanta gente que parecia a 25 de março. Sem contar que pra subir as escadarias… afff! Entendi na hora o nome da basilica: tem que ter um sacré coeur pra conseguir subir… hihihihih…
    Beijinho!

Deixe seu Comentário





* Campos obrigatórios