Ficou fácil viajar com crianças!

Boston com crianças e as “bruxinhas” de Salem: dicas da Sophia (3 anos) , da Helena (6 meses) e dos seus pais.

Karen Hägele, do Blog Multiplicando por dois, é mais uma mãe que conheci através da blogosfera materna. Ela mora em Hamburgo, na Alemanha, e acabou de fazer uma viagem grande pelos Estados Unidos e Canadá com sua família. Não nos faltariam assuntos, mas hoje, Dia das Bruxas e Halloween, pedi-lhe que nos contasse o passeio que fizeram a Boston e região, com destaque para Salem, a cidade das bruxas!

Vamos começar por BOSTON

A família passou o dia inteiro e adorou:

Fazer um passeio divertido em um veículo anfíbio, o Duck Tour (bostonducktours.com): o passeio começa pela parte “seca” da cidade, que cobre muitos dos pontos que podem depois serem feitos à pé, ao longo da Freedom Trail. O motorista também faz às vezes de guia e, se tiverem sorte, podem conhecer o que nos levou: um senhor bem animado que, coincidentemente, fala português pois nasceu na Angola.

Depois de uns 40 minutos chegamos, finalmente, na água. Esta parte é bem interessante: o motorista explica como o veículo se prepara para entrar no rio, os botões que ele deve apertar, as regras de segurança e pronto, vocês saem nadando feito patinhos.

A Sophia pôde até dirigir! E o motorista deixou a criançada guiar de verdade, o que nos valeu andar em círculos por uns minutos 🙂

O passeio é bem divertido, porém caro: $32 / adulto, crianças de 3 a 11 anos pagam $22 e crianças com menos de 3 anos pagam $10. É uma experiência diferente e divertida, mas se não quiserem fazer o passeio, saibam que dá para fazer a parte “seca” toda à pé.

Depois do duck tour, podem almoçar no restaurante do Museu da Ciência (mos.org) onde o passeio é iniciado. Dali, é fácil partir para descobrir as coisas à pé. Como as nossas filhas ainda são pequenas, não visitamos o museu, mas se tiverem com crianças maiores, podem ver exposições de fósseis de dinossauros e até cinema 3D ou Imax. E saibam que se fizerem o duck tour e quiserem visitar o museu, existem bilhetes com descontos.

Fazer o passeio The Freedom Trail (thefreedomtrail.org): um passeio de aproximadamente 4 Km por 16 monumentos da história da revolução americana. Ele é todo sinalizado, tanto no chão, com uma linha vermelha, quanto com placas informativas na frente dos monumentos principais. Com crianças em idade escolar o passeio se torna ainda mais interessante!

O passeio à pé demora, obviamente, o tempo que você passar dentro de cada atração. São alguns museus, igrejas…daria para passear por até 2 dias. Mas com um calor forte e pouco tempo à disposição, nós passeamos por umas 4 horas.

Brincar no Boston Common, parque no meio da cidade: como estávamos com crianças pequenas, paramos para brincar em um parquinho que tinha água e vários brinquedos. A Freedom Trail passa pelo parque.

Descobrimos que no meio de Boston Common, existe um lago artificial rasinho onde as crianças podem brincar e que vira uma pista de patinação no gelo no inverno. Ali fica um café bem interessante, o Frog Pond Café (bostonfrogpond.com), com mesas de piquenique à beira do lago e que serve sanduiches e saladas.

Foto do site

Passear pelas ruazinhas de Cambridge e admirar Harvard e o MIT: um passeio para os adultos, amantes dos estudos, mas que também agrada às crianças por causa dos grandes parques dos campus. Vocês podem visitar alguns prédios das famosas faculdades e até comprar camisetas. Existem umas com estampa: ”sou mãe de uma caloura de Harvard”. Quem sabe um dia? 🙂

Com um pouco mais de tempo, vale visitar o Boston Children´s Museum (bostonkids.org) e passar a tarde inteira! São 4 andares de diversão onde se pode mexer em quase tudo! Tem labirinto de dois andares com torres pintadas em cores brilhantes, pontes suspensas, aquários gigantes com tartarugas, e também um barco de pesca em tamanho real, onde as crianças podem subir. Para os mais jovens, uma área de construção, onde eles podem cavar, fazer túneis, construir e derrubar tudo o que construíram.

Foto do site

Preço: para adultos e crianças de 1 a 15 anos$12,00. Crianças abaixo de 1 ano não pagam. O museu fica aberto de 10h às 17h. Às sextas-feiras ele abre até as 21h e a dica é aproveitar a Target $1 Friday Night, onde o bilhete custa só $1 de 17 às 21h.

A família gostou menos:

Do $$$ Sheraton Colonial onde se hospedaram: acharam a localização muito fora do centro e com poucas opções de restaurantes pelas redondezas.

E, cuidado, muitas atrações fecham após o Labor Day (primeira segunda-feira de setembro), quando começa oficialmente a baixa temporada. Por um lado é bom, os preços abaixam, as atrações não ficam tão lotadas, mas os horários de abertura também ficam mais curtos e, por exemplo, as atrações aquáticas fecham mesmo estando sol e calor.

No dia seguinte foram visitar a cidade de SALEM:

Salem fica a 20 Km de Boston e é uma boa opção para quem quer ver os arredores. Quem ainda não leu o livro ou viu o filme “As bruxas de Salem”? Umas adolescentes histéricas que, sem terem o que fazer, resolvem acusar outras pessoas de bruxaria, depois de terem pesadelos e passar mal após ouvir uma escrava africana contando histórias sobre vodu. O médico que as examina arrisca o palpite de bruxaria e, mais que depressa, as meninas resolvem endossar o diagnóstico acusando outras de as terem enfeitiçado. Salem é assim, uma cidade famosa por ter participado da caça às bruxas no século XVII e tem diversos museus e atrações temáticas assustadoras sobre bruxas, magia, fantasmas, casas assombradas…Com as crianças pequenas, a família ficou nas atrações consideradas mais “leves”.

Para ter uma visão geral da cidade podem pegar o Salem Trolley (salemtrolley.com), um mini-ônibus que faz um passeio de 1h pelas principais atrações da cidade. Preços: $15/ adultos e $5 /crianças de 6 a 14 anos. Abaixo de 5 anos, as crianças não pagam.

A família adorou:

O Salem Witch Museum (SalemWitchMuseum.com): um museu interessante para saber um pouco mais sobre a história (real) dessa perseguição que a comunidade inteira sofreu. Em frente, existe um grande área verde com parquinho onde paramos para brincar.

As “bruxas” encontradas na rua: hoje a cidade vive do turismo e, nas ruas, para deleite da Sophia que viu uma bruxa “de verdade”, é comum ver mulheres fazendo propagandas para as mais diversas atividades (museu, restaurante, bar, ateliês, etc) trajadas a caráter.

As várias lojas de lembrancinhas temáticas: tudo na cidade gira em torno das bruxas e bruxarias. Dá para comprar vários acessórios para o Carnaval e Halloween.

Visitar o porto Salem Harbor, onde está ancorada uma reprodução de 52 metros do The Friendship, um navio do século XVIII. Dali também saem vários passeios de barco ou podem até voltar para Boston de barco: Boston Best Cruises.

E, para finalizar, completem esta visita de dois dias à Boston e Salem com mais um dia para ver baleias em Cape Cod (whalewatch.com) ou Gloucester (www.captbillandsons.com).

E se quiserem fazer compras, vale passar dois dias em Jackson, uma cidadezinha ao pé do Mount Washington (White Mountains) no Estado de New Hampshire. tem uma legislação bem amigável para o consumidor, então além do preço de outlet, vocês ainda pagam uns 15% a menos por ser tax free, não tem que pagar impostos!

E a região é bem bonita! Vocês podem ficar em um bed & breakfast com excelente atendimento: o Village House (villagehouse.com)

Tudo isso a aproximadamente 4 h de carro de New York! Alugamos o carro no aeroporto Newark pela locadora Alamo e valeu muito à pena: o carro era grande e confortável para caber todas as malas (no final da viagem eram muitas compras), o carrinho de bebê e mais mochilas e sacolas. Tivemos assim a tranquilidade de poder estar sempre motorizados, com gps. E o carro também foi útil para trocar fraldas, amamentar e para as meninas cochilarem. Alugamos uma cadeirinha para a Sophia (e levamos a da Helena) e também um transponder para o pedágio, evitando paradas para pagamento. A locadora ainda permitiu atravessar a fronteira para o Canadá e voltar sem problema nenhum. Algumas locadoras não permitem o mesmo.

Aproveitem!

Super obrigada pelas dicas e participação Karen! Não deixem de visitar o blog dela: Multiplicando por dois

Viagem feita em final de agosto: sol e calor.

Para mais informações:

Sobre Boston: cityofboston.gov

Sobre Salem: salem.org

Você também pode gostar de ler:

No Blog Mauoscar, feito por dois jovens que moram hoje nos Estados Unidos:

Freedom Trail em Boston: aqui

Universidade de Harvard em Cambridge: aqui

Salem, a capital mundial das bruxas: aqui

Também estamos por aqui:

FACEBOOK TWITTER | INSTAGRAM | GRUPO VIAGENS EM FAMÍLIA

 

4800 Visualizações

Sut-Mie Guibert, Family Travel Blogger, Blogueira especializada em Viagens em Família, com crianças e bebês. Jornalista e mãe de duas meninas de 5 e 2 anos, adora levar as crianças para conhecer o mundo! Mas também gosta de escutar e falar sobre o assunto com outras famílias, que são sempre bem-vindas por aqui!

3 comentários para este artigo

  1. Luciana disse:

    Adorei! E esse Duck Tour, meu Deus? Ponto alto da viagem pro Nic, com certeza! Também fiquei morrendo de curiosidade pra visitar esse museu de Salem! Adoro esses temas, esse tipo de história…

    Beijos Sut e parabéns pros pais da Sophia e Helena pelo post!

    Lu

  2. loteamentos disse:

    Escolhendo passeios atrativos para as crianças,e respeitando o ritmo delas, a viagem com a criançada é tudo de bom!

  3. Diana G. disse:

    Boa dica para Boston..mas acho que vou fazer a pé!

Deixe seu Comentário





* Campos obrigatórios