Ficou fácil viajar com crianças!

Viajando de avião sozinho(a) com as crianças!

Pronto! As férias chegaram e com elas a tão sonhada viagem! Mas nem sempre dá para a família toda viajar junta! E, também, com o número crescente de famílias monoparentais, acho importante dar algumas dicas de como viajar sozinho(a) com crianças. Pessoalmente, já passei algumas vezes por essa situação, por isso acho válido compartilhar a experiência. Como blogueira de viagens, a maioria das vezes viajo sem o marido e com as crianças, duas meninas que viajam sozinhas comigo desde que a mais nova tem 2 meses! 😉

ANTES DA VIAGEM

Verificar os documentos: Passaporte e Certidão de Nascimento original (ou RG) para comprovar a filiação que não aparece no novo modelo de passaporte. Deixar os documentos à mão.

IMPORTANTÍSSIMO: Autorização de saída de Menores, dada pelo parente que não viaja junto ou autorização judicial em caso de conflito. Fazer em 2 vias e uma fica com a Polícia Federal. Ver mais detalhes nestes posts: aqui e aqui. A Autorização pode ser encontrada e impressa aqui.

Malas: tente ser compacto, de maneira a ter as mãos livres! Eu gosto de ter uma mala grande para as 3 (para mim e as meninas), daquelas que andam facilmente sobre 4 rodinhas, que posso locomover com uma mão só. Se uma das crianças for bebê, gosto do sling ou canguru, se for maior, levo o carrinho guarda-chuva até a porta do avião, quando autorizado (na maioria dos casos). A filha mais velha segura na mala ou no carrinho. Para ter as mãos livres, carrego uma mochila, mas também pode ser uma bolsa a tira-colo. A filha mais velha também leva uma mochila com suas coisas para distrair no avião: livrinhos para ler e colorir, adesivos, etc. Ver aqui sobre viagens de avião com crianças e o que levar na mala de mão. Desta maneira, consigo empurrar o carrinho e levar a mala junto, com a outra filha acompanhando! Na esteira, na chegada, não fique com vergonha, peça ajuda a um funcionário da companhia ou a alguém do lado. As pessoas ajudam facilmente, principalmente no Brasil! Se a criança for maior, pode colocá-la no carrinho e pegar a mala.

foto(56)Vestir-se de forma prática, evitando decotes, cores claras, brincos compridos, saltos…pessoalmente, prefiro deixar a moda de lado e estar disponível para as crianças sem ter que me preocupar com o look. Sempre levo muda de roupa para elas, mas também uma camiseta extra para mim, nunca se sabe! 😉

Pedir para a companhia aérea o menu infantil se tiver (voos internacionais): facilita muito, porque chega antes dos outros passageiros serem servidos, assim as crianças não ficam com fome e você tem mais espaço para lhes dar a comida se for necessário (já que a sua ainda não chegou). E normalmente é um menu mais adaptado com comidinhas de menu kids: purê, almôndegas, iogurte, queijo, suco…Quando a sua comida chega, elas já comeram e você pode ficar mais tranquilo.

foto(55)

Menu infantil da Tam Airlines: salada de milho, almôndegas, massa, suco, Danoninho, Polenguinho, Prestígio

Fazer o check in e tentar marcar o assento por internet. Se não for possível (crianças com menos de 2 anos), chegar cedo ao aeroporto para tentar ter bons lugares.  Opção bem pessoal, eu gosto de ficar o mais na frente possível, para poder entrar e sair rapidamente. Com bebês menores de 6 meses, é interessante ficar na primeira fila e pedir o berço. Se for maior, é melhor evitar a primeira fila onde o encosto do braço não levanta, impedindo que as crianças possam deitar a cabeça no seu colo. Se uma das crianças ainda for de colo (antes de 2 anos), tente ter um lugar vago no meio. Normalmente, ninguém quer ficar nesse assento. Se por acaso alguém chegar, vocês trocam de lugar. Tive a sorte de muitas vezes a própria companhia dar um jeito de me deixar em poltronas com 3 lugares (apesar do bebê não ocupar um assento), assim sempre ficava no meio com as crianças deitadas uma de cada lado com as cabeças no meu colo.

Um adendo: Se estiver viajando com 2 bebês abaixo de 2 anos, deve haver um adulto/bebê, já que cada bebê ocupa um colo e não tem direito à assento. Alguém terá que acompanhar. A partir dos 2 anos, já pode viajar sozinho(a) com eles, já que passam a ocupar uma poltrona cada.

No Brasil e em alguns países da América do Sul e da Europa, você tem prioridade com as crianças nas filas: da polícia federal, do embarque…não fique envergonhado, use e abuse. Guarde as suas forças para quando realmente precisar delas! 😉 (eu gosto de entrar logo e instalar as meninas, mas há quem prefira entrar por último para ficar o menos tempo possível fechado no avião…faça a sua escolha).

Ir ao banheiro antes de entrar no avião! O banheiro do aeroporto é sempre maior e mais confortável que o do avião! Ainda mais se estiver com 2 crianças! Se possível, escolha o de deficientes ou o familiar que é maior do que os outros. Esta é, na minha opinião, uma das maiores dificuldades: ir ao banheiro no avião com as crianças! Já é difícil com uma só, imaginem com duas! Hoje em dia, consigo ir no banheiro com a mais nova e deixar a mais velha na sua poltrona vendo um filme, por exemplo. Mas o contrário não acontece. Ir ao banheiro com a mais velha significa ter que levar a mais nova também, que não consegue e não quer ficar sozinha. Já tentei deixá-la no colo da aeromoça, mas ela ameaçou abrir o berreiro! Nesse caso, não tem jeito: entro com as duas e deixo a pequena sentada na bancada (ou em um sling colada em mim), enquanto instalo a outra filha.

 

DURANTE A VIAGEM

Assim que entro no avião, coloco tudo o que preciso no bolso da frente: lenços umedecidos (que servem para limpar tudo), 1 fralda, mamadeira ou suco/água, biscoito, balinhas para a decolagem e aterrissagem. Sei de cor os números dos passaportes para preencher eventuais formulários necessários. A mochila da filha com as distrações para o voo também fica à mão. Tenho usado e deixado o Ipad igualmente nos bolsos da frente. E cuidado de verificarem tudo na hora de sair (da última vez, quase esqueci do Ipad, que se mistura com as revistas)!!

Tenha à mão os casacos, pois muitas vezes o ar condicionado do avião é gelado em voos compridos (e mesmo se a companhia oferece manta e travesseiro). Falando em travesseiros, cada vez mais os viajantes tem usado os travesseiros de viagem macios, tipo da marca Fom, que existem igualmente para crianças (e podem ser comprados em shoppings ou nos aeroportos).

Uma grande dificuldade é novamente o banheiro, quando VOCÊ precisa ir! Normalmente, aproveito quando elas estão dormindo, mas vou sempre “correndo” e morrendo de medo que a mais nova acorde no susto e me procure…Quando possível, aviso a filha mais velha.

 

Muitas destas dicas podem ser usadas para viagens com uma criança só! E isto é só um exemplo de como algumas coisas podem acontecer. Você também viaja sozinho com seus filhos? Tem dicas diferentes? Compartilhe aí nos comentários! 😉
A minha maior recomendação seria, além disso tudo, manter sempre a calma, na medida do possível! Mas que o fato de estar sozinho(a) com as crianças não o(a) impeçam nunca de viajar com elas! A família que vocês formam merece férias e momentos intensos vividos juntos! Aproveitem!

Também estamos por aqui:

FACEBOOK TWITTER | INSTAGRAM | GRUPO VIAGENS EM FAMÍLIA

10665 Visualizações

Sut-Mie Guibert, Family Travel Blogger, Blogueira especializada em Viagens em Família, com crianças e bebês. Jornalista e mãe de duas meninas de 5 e 2 anos, adora levar as crianças para conhecer o mundo! Mas também gosta de escutar e falar sobre o assunto com outras famílias, que são sempre bem-vindas por aqui!

30 comentários para este artigo

  1. Walter Leite disse:

    Sensacional…melhor impossível… Parabéns.Compartilhando!!

  2. Neda disse:

    Dicas Bem Legais!
    Sut-Mie, no Brasil dá pra fazer o check online viajando com criança?! Aqui na Argentina não rola mesmo 🙁 Se as passagens estiverem no mesmo código ninguém do grupo consegue fazer o check-in online.
    BJS

    • sutmie disse:

      Oi Neda,
      Se a criança for menor de 2 anos, efetivamente, não conseguimos marcar o assento (do adulto que viaja junto). Tem que ir mais cedo para o aeroporto e resolver lá mesmo (supostamente, eles dizem que é para poder nos colocar nas primeiras fileiras reservadas para isso…). Após 2 anos e quando passam a pagar pelo assento, aí sim conseguimos marcar! 😉
      Bjs

  3. Claudia disse:

    Adorei as dicas !! Obrigada !!
    E parabéns pelo seu trabalho. Acabou de ganhar uma admiradora !!

    Bjs !!

  4. Jacqueline disse:

    Vou viajar sozinha com meus meninos de 4 anos e 18 meses. Estou tensa!!! O voo será diurno, de 7hs…Em relação à autorização, só precisa reconhecer firma de quem não está viajando, né? Bjs e adorei as dicas, vou usar todas!

    • sutmie disse:

      Oi Jacqueline,
      Não deixe de ler os posts linkados e sugeridos sobre documentos para viajar com crianças e sobre viagem de avião com crianças. Sim, só precisa reconhecer firma e pode ser por semelhança (a pessoa não precisa estar presente).
      Sobre o voo diurno, confesso que vai ser um pouco mais difícil, o tempo vai demorar mais à passar! :-/ Mas tudo depende de seus pequenos: minha filha mais velha, por exemplo, vê 3 filmes seguidos, dorme e fica tranquila… Já a mais nova é mais “espoleta”, mexe bastante, não se concentra mais de 10 mn…Tem que se organizar para ver o que as suas crianças gostam. Eu “seguro” ela com livros de adesivos, Ipad, lanche,…brinquedinho de 1,99 (novidade) também pode ser interessante! Os comissários ainda fecham as janelas do avião para as pessoas relaxarem e tentarem dormir…
      Bjs e boa viagem!

  5. Quando vi o título do post salvei na hora pra ler assim que tivesse tempo. Tô indo viajar com a pequena e pela primeira vez sem o pai. A minha mais velha vai, mas por experiência anterior sei que só posso contar com ela nas emergências, como olhar a irmã se eu precisar ir ao banheiro. Então estou me organizando e muito do que pensei coincidiu com suas dicas \o/ tô pensando no conforto na questão da roupa e mochila para ficar com as mãos livres.

  6. Sutmie nossa que dicas muitos boas, é sempre bom sabe o que é necessário para viajar e melhor ainda receber dicas de que já tem mais experiência. Não consigo viajar só eu com marido e as trigêmeas ainda, imagina sozinha, por enquanto isso é impensável.

    Tri-beijos Desirée
    http://astrigemeasdemanaus.blogspot.com.br/

  7. Flávia disse:

    Oi, gostaria de manifestar minha insatisfação com o tratamento recebido na minha última viagem Rio / NY (JJ 8078 -18/09/13) e NY/ Rio (JJ 8079 – 29/09/13). Viajei com grupo de 7 familiares, entre eles minha filha de 01 ano e 10 meses e achei a política da empresa em relação aos bebês de colo muito insatisfatória (principalmente quando comparado às outras empresas pelas quais já viajamos). Nem esperava receber mimos como os da Emirates, entre outras, que disponibilizam kits de higiene pessoal para o bebê e bichinhos de pelúcia (mesmo em uma viagem curta como Rio / Buenos Aires), mas ao menos alimentação adequada e um cobertor ! Fui informada pela gentil comissária de que “se sobrasse comida ela traria para a bebê” ! Achamos muito humilhante ! Ainda tivemos que insistir pelo cinto de segurança para criança. Vale ressaltar que na ida o carrinho de bebê foi extraviado e só chegou ao destino depois de 24 horas. Enviei esta mensagem a TAM e aguardo se haverá retratação compatível.

  8. Andreia disse:

    OBRIGADA. farei uma viajem de 10 hs com um bebê de 10 meses e uma criança de 3 anos. Pesquisei muito sobre dicas, mas encontrei muito pouco sobre viajem de avião com duas crianças. Valeu.

  9. marilia silva de santana disse:

    OI…
    ESTOU COM UMA GRANDE DUVIDA.
    MINHAS FILHAS DE 15 ANOS E DE 7 ANOS PRECISAM VIAGAR DE SAO PAULO PARA BAHIA SOZINHA, QUAIS OS PROCEDIMENTOS QUE TENHO QUE FAZER ALÉM DE COMPRAR AS PASSAGENS?

    • Monika Lazauskas disse:

      Marília,
      Elas terão que ter uma autorização sua e do pai para viajar desacompanhadas. Essa autorização precisa ser reconhecida em cartório.

  10. Ana Paula disse:

    Olá!!
    Como vc é especialista no assunto, e nunca viajei com a minha bebê, gostaria muito de tirar uma dúvida! Minha filha tem 1 ano e meio e vamos viajar apara Montevideu, mas estou apreensiva com a comida… Como ela ainda não tem muitos dentes, ela come sopinhas em pedaço, feijão com arroz e carne desfiada… mas já vi que as companhias aéreas não permitem viajar com comida!!! Como vc fazia com a alimentação quando suas filhas ainda eram bebês?
    Ela não aceita muito bem as papinhas industrializadas…

    • Sut-Mie Guibert disse:

      Olá Ana Paula,
      Algumas soluções: vc pode ficar em apart-hotel com mini cozinha para preparar algumas coisas para ela, é mais prático. Vc pode levar feijão pelo menos em tetra pack da marca Camil, Vapza… e lá é só esquentar. (Tente dar antes da viagem para ver como ela aceita esse feijão). E em Montevideu é só comprar legumes, arroz…

      Para o momento do avião especificamente, você pode levar no avião coisas para ela comer durante a viagem como biscoitos, um potinho (compra um Nestlé e coloca comida caseira dentro). Depois de passar pelo raio x, compra num café uma garrafinha de água para fazer mamadeira (leva tupperware com o pó ou o leite em pó já na mamadeira). Não se preocupe porque esse voo é rápido!

      Na mala despachada vc pode levar potinhos com comida caseira congelada numa bolsa térmica. Como a viagem é curta não vai estragar!

      Dá uma olhada neste post que tem algumas ideias (é para Orlando, mas algumas dicas servem): http://viajandocompimpolhos.com/2013/08/02/forum-viagens-em-familia-como-alimentar-as-criancas-e-bebes-em-orlando/

      Um abraço

  11. Thais Bressan disse:

    Nossa adorei seu blog, agora vou ler sem parar…precisava de ajuda para viajar com criança, muito bom !!!

  12. Michelle disse:

    Olá Sut-Mie!!! Q bom ter encontrado seu blog e saber q existem mães corajosas como vc q viajam mundo afora com suas filhas! Inspirador!!! Quero sua ajuda, uma dica! Moro na Grécia, em Corfu, e vou ao Brasil no fim do ano sozinha com meus gêmeos q estarão com 3 anos. Quero muito viajar mas dá um frio na barriga só de imaginar essa viagem tao longa. Meu vôo sai de atenas e destino final é Cuiabá. Tenho a opcao de ficar em SP e curtir meus parentes e depois seguir viagem, mas preferia fazer isso na volta……pela sua experiencia vc acha q as crianças aguentam 3 conexões ou melhor parar em sp pra eles descansarem uns dias???? Aguardo sua dica! Muito obrigada! Abs

    • Sut-Mie Guibert disse:

      Olá Michelle,

      Tudo depende das suas crianças, como elas reagem, se dormem facilmente no avião ou não. Eu normalmente prefiro ir direto…acho esse processo todo de aeroporto bem chato (chegar, sair…e isso sim, cansativo). Ainda mais que você deve chegar em Guarulhos, longe do centro de São Paulo.
      Mas depende também dos tempos de conexões que você tem. Você tem algum cartão de crédito ou de milhas que dê acesso à Sala Vip? É sempre mais fácil e tranquilo, ainda mais com as crianças.
      Você viu algumas dicas nesse post aí, né? 🙂 No seu lugar, ainda mais com 2 pequenos, eu usaria mochila e carrinho de gêmeos.

      Já que você vai sozinha com as crianças, se elas tem passaporte brasileiro, não esqueça da Autorização de saída internacional (para a volta para a Grécia)! Como vcs moram fora, você pode pedir um Certificado de Residência fora no Consulado Brasileiro ou as crianças já podem ter essa autorização diretamente no passaporte brasileiro.

      Um abraço

  13. João Carlos Jardim disse:

    Olá Sut-Mie

    Vou viajar com minha esposa e filha de 2 anos e 10 meses, preciso levar alguma cadeira especial para a minha filha sentar? Eles disponibilizam algum cinto de segurança especial? serão três lugares, juntos, inclusive já marquei.

    • Sut-Mie Guibert disse:

      Olá João,
      Vc até pode levar a sua cadeirinha do carro, se vc achar que a sua filha ficará mais confortável, mas este tem que ter o selo da ANAC na lateral ou algum avião, mostrando que ele é adaptado para isso. (Os americanos tem esse tipo de cadeira e viajam bastante com elas).
      Eles não disponibilizam nenhum cinto especial, o próprio cinto da poltrona é regulável e consegue ficar bem justo para ela, ou mais largo caso ela deite e durma no colo de vcs.
      Dependendo do voo e tipo de avião, vc pode marcar também 2 lugares, deixar um vazio e marcar o outro lugar ao lado, deixando um espaço vazio entre vcs. Dificilmente esse lugar será ocupado (só se o voo estiver cheio), porque ninguém vai querer se colocar no meio. E assim, vcs conseguem 2 lugares para a sua filha deitar. Ou, se alguém chegar, vc pode pedir para ela trocar com vc (a pessoa não vai querer ficar no meio, vai preferir a ponta)! 🙂
      Evite as cadeiras da primeira fila, pois os encostos dos braços não levantam e assim, a sua filha não consegue deitar no colo de vcs!
      E, geralmente, eu prefiro o mais na frente possível, para entrar e sair logo do avião! É muito chato (com crianças, ainda mais) quando vc está lá atrás, no final do avião e tem que esperar todo mundo descer!
      Boa viagem!

  14. ELISANGELA disse:

    POSSO VIAJAR SOZINHA COM MINHA FILHA DO PARA PORTO ALEGRE, É NECESSARIO AUTORIZAÇÃO DO PAI DELA?

  15. ELISANGELA disse:

    VIAJAR DO RIO DE JANEIRO PARA PORTO ALEGRE ELA TEM 9 ANOS!!!

    • Sut-Mie Guibert disse:

      Olá Elisangela,
      Para viagens nacionais, não é necessário a autorização do pai. Vc tem que levar o RG dela ou certidão original de nascimento.
      Um abraço

  16. Dora disse:

    Olá meu nome é Dora comprei uma passagem para viajar dia 28 de Julho . Desse mês, tenho 1casal de gemelar, um bebê estar incluso n minha passagem e o outro por que minha prima comprou a dela muito antecipado, o atendente falou que não tem problema na hora lá é só eu chegar com 2h de antecedência… e assinar um termo de responsabilidade… que a minha prima vai com um bebê no colo e eu com outro bebê… pois eles não pagam passagem por isso não terá problema é verdade?

    • Sut-Mie Guibert disse:

      Olá Dora,
      Sim, bebês (no seu caso gêmeos) devem viajar com 2 adultos e cada adulto segura um bebê. Como eles não pagam passagem, eles podem ser incluídos lá na hora mesmo. Chegue cedo para fazer o check in, como a atendente recomendou.
      Boa viagem

  17. Sheila disse:

    Nossa, amei as dicas!!! Muito bom! Meu filho tem 7 anos e já viajei muitas vezes sozinha com ele. Não é fácil, mas são experiências muito importantes e lembranças muito felizes que eles vão carregar para sempre.

Deixe seu Comentário





* Campos obrigatórios