Ficou fácil viajar com crianças!

Roma com crianças: dicas da Júlia (7 anos) e dos seus pais.

A Claudinese Ribeiro faz parte do nosso grupo de Viagens em Família, onde pegou algumas dicas para visitar Roma com crianças, na Itália. Na volta de suas férias, ela nos fez a gentileza de compartilhar a sua experiência:

Ficamos 4 dias e achamos suficiente apenas para Roma.

Para ter uma visão geral da cidade, pegamos um ônibus hop-on hop-off para passeio. Optamos por usá-lo por 72h para substituir o transporte público, porque achamos o trânsito e o serviço um pouco confusos. As distâncias são grandes e nem tudo dá para fazer a pé, mesmo com uma criança que gosta de caminhar, como a minha. É uma boa alternativa como meio de locomoção e não apenas como um sightseeing. Escolhemos a empresa 110 Open – (Linha Vermelha) por referências na internet e guias de viagem, além da sugestão de um funcionário do hotel, mas não foi a melhor escolha. Esperamos bastante tempo nos pontos e os ônibus estavam sempre cheios. Percebi que era a empresa mais procurada de fato, mas verifiquei algumas coisas positivas em outras empresas que podem ajudar a quem for escolher no futuro:

A empresa City Sightseeing Rome tem ônibus mais novos e duas rotas diferentes, o que torna o deslocamento mais funcional. Na 110open, precisávamos fazer nosso roteiro seguindo a ordem dos pontos, senão teríamos que rodar toda a cidade para uma nova parada. Esta empresa também parece ter mais pontos de parada.

A empresa Ciao Roma também tem rotas em sentidos diferentes e foi a única que vimos anunciar comentários em português. Tive a impressão de ver poucos ônibus circulando, mas não posso falar com propriedade porque não usei efetivamente o serviço.

De qualquer forma, nossos passeios pelas ruas de Roma foram sempre muito agradáveis.

Gostamos bastante da Fontana di Trevi e da Piazza Navona, repleta de artistas de rua. Na Fontana, não esqueçam de seguir a tradição e jogar uma moeda por cima do ombro direito para voltar! 😉

1014072_10200095652863161_289306382_nVisitamos o Coliseu, um lugar que impressionou muito a pequena!

DSC02908A dica é usar o Roma Pass (34 euros e free para crianças menos de 6 anos) para evitar a fila do Coliseu, sempre gigantesca. Esse pass oferece transporte e entrada gratuita para 2 atrações e descontos nas demais (veja detalhes no post do Viaje na Viagem). Usamos o Roma Pass nos Museus Capitolinos e no Coliseu, e não pegamos fila nenhuma para entrar.

Observação: na catraca do Coliseu, uma funcionária me disse que numa próxima vez poderia pedir um “free ticket” para minha filha. No site, diz que a entrada é livre apenas para menores de 6 anos. Mas aparentemente a regra havia mudado há 2 dias! Free ticket para menores de 18 anos (normalmente reservado somente aos residentes de Roma). Para quem visitar o Coliseu depois do dia 01/06/13, vale a pena se certificar!

DSCN1058

Loba Capitolina, símbolo de Roma que se encontra no Museu Capitolino

Visitamos o Vaticano. Dica importante: reservar a entrada para os Museus do Vaticano online! Não pegamos fila nenhuma, embora o interior do museu estivesse bastante cheio. Conseguimos ver a sessão de mapas e as salas de Rafael tranquilamente. Paramos para um lanche imediatamente antes da Capela Sistina, o que achei providencial porque garantimos mais tempo na Basílica de São Pedro. Procurei na internet e mostrei os significados dos desenhos do teto para a minha filha antes da visita e ela gostou de reconhecê-los na Igreja. Seguimos para a Basílica de São Pedro pelo acesso à direita da Capela Sistina e mais uma vez não pegamos fila.

Agradeço a Paloma Varón e Liliane Gondim as dicas da Villa Borghese (“onde tem o zoo Bioparco, um lago, pedalinho, canoa, caiaque, bicicletas para a família, parquinho de criança, cafés e muito verde. Dá para descansar bem após a loucura que é a visita ao Vaticano! Para relaxar, pegar o trenzinho/jardineira”) mas acabamos não seguindo para lá nesse dia porque o tempo não estava muito bom.

Minha filha preferiu ver a Boca della Verita porque achou a história engraçada (conta a lenda que ela morde a mão dos mentirosos). Subimos no hop-on hop-off e ela cochilou um pouquinho. Santo cochilo, porque o Vaticano é cansativo até para nós adultos!

RSCN1312

Algumas alternativas de parques de diversões em Roma para tentar equilibrar o roteiro intensamente histórico e religioso: o Explora, Museo dei Bambini, um Museu onde as crianças podem mexer em tudo, o zoológico Bioparco na Villa Borghese, o Zoomarine, um parque aquático com shows de animais marinhos e o Rainbow Magicland, parque de diversões. E não deixem de conhecer a Bartolucci, “a loja do Pinóquio e do Gepetto” (como conta o Blog A Mochilinha Gaúcha, aqui).

Onde comer em Roma: não dá para falar de Roma e Itália sem falar de comida! Adoramos o bairro de Trastevere, onde encontramos as melhores opções de restaurantes, como o Antica Trattoria da Carlone. Escolhemos pela localização e comentários do Trip Advisor. Foi a melhor massa da viagem, e olha que eu comemos muita massa! Minha filha comeu pizza na maioria das vezes. Não observei menus infantis nos restaurantes. Os tamanhos das porções de massa variam bastante. Em alguns restaurantes a porção era bem farta, até mesmo para um adulto. Em outros era menor, mais adequado para um “primi piatti” (um prato de macarrão antes do prato principal), e que julgo seria uma quantidade adequada para crianças. A pizza nos restaurantes é redonda e equivalente ao tamanho de uma média. Minha filha comeu também algumas “a taglio”, quadradas, que vc define o tamanho que quer comprar. Ela achou essas mais gostosa, em especial a da Forno, no Campo de Fiori. Outro restaurante excelente, que entramos apenas porque era ao lado do nosso hotel, foi o Cotto. O carbonara de lá recebeu uma honrosa medalha de prata em Roma!

Li comentários bastante efusivos na internet sobre os “gelatos” de Roma. Eu, que adoro sorvete, me animei bastante! Mas o fato é que os gelatos não me empolgaram muito, achei os de Paris e de Florença melhores… O melhor que provei foi o da Il Dolce Sorriso, classificado na época como número 1 de restaurantes no Trip Advisor.

998354_10200095815707232_175223029_n

Para se hospedar: a Pri. S. Hargreaves do grupo, sugeriu o Hotel Santa Maria $$$ (ver fotos e avaliações), bem localizado e que, inclusive, empresta bicicletas para passear pelas ruelas!
Num estilo mais moderno e a 15 mn do Coliseu, a Patricia Amorim também do grupo, recomenda o IQ Hotel $$$$ (ver fotos e avaliações).
Para um apartamento com cozinha, vejam a opção do Vatican City Flavio’s House (ver fotos e avaliações) a 10 mn do metrô Ottaviano.
Para ver fotos, avaliações e reservar outros hotéis em Roma (com cancelamento gratuito)*

*Somos afiliados Booking e recebemos uma comissão pelas reservas feitas através do blog. Você não paga nada mais por isso e nos ajuda a manter as melhores dicas!

As atrações que minha filha mais gostou foram a Fontana di Trevi, o Coliseu e a Boca della Verita, nessa ordem. Entre as Igrejas ela gostou mais da Capella Sistina, da Igreja de San Pietro in Vincoli e da Igreja de Santa Agnese in Agone (foi ela quem descobriu onde ficavam os restos mortais da santa, que morreu adolescente – salinha com acesso à esquerda do altar). Ela elegeu como melhores comidinhas os sorvetes da Melograno, na Fontana di Trevi (este post do Gastronomia e Fotografia fala de lá), e da Blue Ice, rede que existe em vários bairros (ver post do Blog Malas e Panelas), além da pizza a taglio da Forno, no Campo de Fiori que já citamos. (vejam este post do Food Nouveau e me digam se não dá fome?) 🙂

 

Viagem feita em maio de 2013: tempo agradável. Pegamos uma frente fria com um pouco de chuva e vento, mas nada que um casaquinho leve não resolvesse. Eu esperava um tempo mais firme, mas o clima não chegou a atrapalhar nada do passeio.

 

Leia também:

O nosso roteiro…em Amsterdã, Paris, Veneza e Roma

Adelia Lundberg do Paris des Petits: Itália, Roma e Veneza

No matter what 4 Us: Roma com os Bambini

Luisa Pinto do Diário da Pikitim: Fim de semana em Roma

Mundo Ovo: Sob o sol da Toscana

E em inglês:
Italiakids: italiakids.com
Rome for childrenturismoroma.it/a-roma-per-2/famiglie

Também estamos por aqui:

FACEBOOK TWITTER | INSTAGRAM | GRUPO VIAGENS EM FAMÍLIA

 

12238 Visualizações

Sut-Mie Guibert, Family Travel Blogger, Blogueira especializada em Viagens em Família, com crianças e bebês. Jornalista e mãe de duas meninas de 5 e 2 anos, adora levar as crianças para conhecer o mundo! Mas também gosta de escutar e falar sobre o assunto com outras famílias, que são sempre bem-vindas por aqui!

8 comentários para este artigo

  1. Claudinese disse:

    Ficou super legal, Sut-Mie!! Obrigada pelo prestígio!! Júlia adorou: “eu estou no blog! Uhuuu!”.

  2. Rosa Paula disse:

    Excelente relato, Claudinese! Obrigada por compartilhar Sut-Mie. Hoje também temos Roma lá no blog, com um oásis para fugir do calor e dos turistas! As crianças amaram!
    Beijos,
    Rosa
    PassaporteBaby

  3. Paula Brum disse:

    Show as suas dicas! Obrigada pela referência ao Mochilinha! Abraços…

  4. Oi, Sut. Tudo bem? 🙂

    Seu post foi selecionado para a #Viajosfera, do Viaje na Viagem.
    Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Até mais,
    Natalie – Boia

  5. disse:

    Obrigada pela indicação do post do Paris des Petits!

  6. Trícia disse:

    Olá!

    Um lugar que indico em Roma, é o Bioparco di Roma (Villa Borghese). Minha filha tinha 4 anos quando fomos, ela AMOU! Foi o lugar de Roma, que passamos mais tempo.

    http://www.bioparco.it/

  7. Que legal. Estamos loucos para voltar a Roma para que a Isabella a conheça. O sorvete da Blue Ice é muito gostoso mesmo, nosso favorito. Obrigado por lembrar do nosso post! Abraços

Deixe seu Comentário





* Campos obrigatórios