Ficou fácil viajar com crianças!

Top 4 dicas de Amsterdam para Crianças por Daniel Duclos

Uma breve introdução para apresentar Daniel Duclos, caso ainda não o conheça! Daniel mora em Amsterdam e é o Blogueiro do Ducs Amsterdam, uma leitura indispensável se você quer visitar a cidade! Como agora ele é pai de uma pequena BabyDuc, eu pedi-lhe que nos desse as suas dicas de pai local! 😉

“Então, eu sei, Amsterdam tem a fama de Disneylândia pra adulto. Pensa que não ouvi besteira quando dizia que tava mudando pra cá em 2007?

“Ahhhn, Amsterdam, né? Sei bem…”

Daí que eu passei os próximos anos explorando e descobrindo uma Amsterdam muito, mas infinitamente mais rica e profunda do que o cliché besta que é exportado da cidade.

Em 2011 a cidade ganhou ainda mais um nuance pra mim: minha filha nasceu e passei a explorar a cidade com outros olhos. Os olhos novos de uma criança.

Acompanhado da Babyduc eu fui aos poucos descobrindo os segredos que muitas vezes são invisíveis pros olhos dos não-pais (e aos olhos dos “buscadores de clichês”), e compartilho aqui pra você minhas 4 dicas favoritas.

Quer dizer, minhas não. Da Babyduc.

1. Descubra o aeroporto: Schiphol

schiphol_amsterdam_1Vamos começar logo na entrada: o aeroporto. Eu não sei vocês, mas eu adorava ver avião (até parece, eu ainda adoro), e minha filha é fascinada pelos “uóóóns” (aviões, em babyduquês).

O que é legal do Schiphol é que o deck de observação (panoramaterras) tem um avião de verdade aberto pra visitação pública.

Sério!

A KLM pegou um Fokker 100 que ela ia aposentar, reformou e colocou no terraço.

Dá pra ver o cockpit, o compartimento de bagagem embaixo, olhar pelas janelinhas, sentar nos bancos e ler as informações e curiosidades sobre a história do aeroporto, da Fokker e da KLM.

A Babyduc é simplesmente fascinada por esse avião. Porque, tipo, um avião todo pra ela explorar, junto com outros nenéns (“qualquer criança” em babyduquês) e, glória suprema, tem uma escada pra entrar no avião.

schiphol_amsterdam_2Pra Babyduc escadas são programas muito legais também.

E dá pra ver os aviões no Schiphol decolando e pousando e tudo.

Uma outra dica: o Schiphol fornece um tour de bastidores. Chama Schiphol behind the scenes, onde você faz um passeio de ônibus por uma hora vendo partes que não são normalmente abertas ao público em geral.

Eu ainda não consegui fazer esse tour, porque tem de reservar com antecedência e eu não sabia e fui lá e dei de cara com ingressos esgotados por dias. Mas está na minha lista de “próximo fim de semana”.

Pode reservar online. O link tá aqui: schipholbehindthescenes.nl

A entrada pro avião da KLM é gratuita.

2. Amstelpark

amstelpark_3Tá, o Vondelpark (ver post) é o mais famoso e badalado parque da cidade, mas está longe de ser o único.

A cidade tem um monte de parque legal, e pra crianças eu ainda não achei um mais campeão do que o Amstelpark.

É um pouco mais fora do centro (pegue o tram 4 na Centraal Station e desça no ponto final, fica pertinho), mas vale a pena.

Ele é bem grande e lindo, às margens do rio Amstel (um dos meus lugares favoritos de fotografar Amsterdam), dá pra fazer piquenique, tem jardim de rosas, um mini golfe, mas a Babyduc não está interessada nisso.

Pra começo de conversa, ela curte mais a fazenda de bichinhos que tem lá.

amstelpark_2Crianças e bichinhos são uma combinação perfeita e indesgrudável. Não tem jeito, toda criança curte bichinho (mesmo quando tem medo e quer ver só no colo, que nem a Babyduc).

Tem pôneis, vaquinhas, galinhas, bezerrinhos, porquinhos, carneirinhos, e dá pra ver os bichinhos mesmo quando a visitação não está aberta (quando está, dá pra passear por entre e acariciar os bichinhos.

Por falar nisso, cuidado com o avestruz: se tiver comida na mão, zupt, eles vem por trás e pegam.

A fazendinha fica ao lado de um playground muito legal, com diversos brinquedos que agradam desde criancinhas bem pequenas até uns pra molecada maior, como uma pequena tirolesa. Certeza de que você vai achar algo pra entreter seu filhote por lá.

amstelparkDaí tem a principal atração do parque na opinião da Babyduc: o trenzinho. É um trenzinho que dá uma volta de 15 minutos pelo parque, que é, não sei se já mencionei, lindão.

amstelpark_1Dá pra ver bichinhos, com alguma sorte (a Babyduc sempre enxerga primeiro do que eu as corujas e coelhinhos), e flores (se for época) e até um moinho de vento, se você prestar atenção e souber quando olhar (ele fica logo fora do parque, vai aparecer a sua direita quando o trem sair das árvores mais cerradas pra uma área gramada, bem no sul do parque).

O trenzinho é um pouco caro (€2,50 pp) pra ir toda hora e se a sua tropa for numerosa, mas se os seus pequerruchos estiverem na idade certa e for uma volta só, fica até barato de tanto sucesso que faz.

Enfim, o Amstelpark tem muito mais pra oferecer, fiz só um resumo. É um parque que, especialmente se for verão e tiver tempo bom, dá pra gastar um dia todo explorando e fazendo piquenique e brincando e tomando sorvete.

Ah sim: se for fim de semana com calorzão, as partes do parquinho e fazendinha irão lotar.

E não sem motivo.

Dica extra: tem uma fazendinha de bichinhos no Vondelpark também, se você não estiver no pique de sair do centro.

Serviço
Amstelpark: amstelpark.info
Abre todo dia das 8h00 até meia hora antes do sol se por
O trenzinho roda de meia em meia hora. Entre 1 de abril e 1 de outubro, o horário é das 10h00 às 18h00. No inverno abre uma hora mais tarde.

3. Nemo, museu de ciências

nemoO NEMO é um museu de ciências prático. A ideia é experimentar e mexer, descobrir, aprender fuçando, exatamente o princípio da ciência.

O público alvo principal são as crianças, mas claro que adultos (culpado, eu confesso) se divertem. Bem, eu sou suspeito – trabalhei por um ano e meio como monitor da Estação Ciência em São Paulo, que tem uma proposta similar (embora infinitamente menor).

O prédio do museu é uma atração em si: em formato de proa de navio, ele se projeta no Het IJ (a baía em frente à Amsterdam), e por baixo dele entra o túnel que cruza a baía e leva à parte norte da cidade. Quando concebido foi muito criticado (tinha gente que previa que o “navio” iria afundar), mas hoje é um sucesso.

Os experimentos são muito bem bolados e muito bem explicados (em holandês e inglês), e sempre tem o que descobrir, mesmo pra quem nem sabe o que é “ciência”, como a Babyduc que não queria mais ir embora.

nemo_explorandoServiço
Nemo Science Center: e-nemo.nl
Fecha de segunda feira, exceto de 1 de junho a 1 de setembro, quando abre todo dia
Horário: das 10h00 às 17h00
Fecha dias 25 de dezembro, 1 de janeiro e 30 de abril

4. Artis, zoológico de Amsterdam

artisO Zoo de Amsterdam (Natura Artis Magistra, ou simplesmente Artis) fica numa área bonita da cidade, logo apegada ao centro e vai fazer sucesso com a família, certeza.

O Artis é bem completo, com tudo que tem direito, incluindo aquário, exposições especiais e toda a infra associada, como restaurantes, parquinhos (e, sim, fazendinha de bichinhos também).

O bicho que a Babyduc mais gostou foi a onça, mas um segundo lugar muito perto foram as foquinhas, porque a gente pegou a apresentação de alimentação delas.

Vem um funcionário do Zoo e faz toda uma apresentação pra alimentá-las, enquanto vai dando explicações sobre a biologia do bicho (mas aí você tem de entender holandês). A Babyduc ficou fascinada com os saltos que elas davam e, entre brincar no parquinho, correr na grama, foquinhas pulantes e outras coisas legais, ela gostou muitíssimo da visita e já estamos considerando a assinatura anual que eles oferecem.

artis_2Serviço
Natura Artis Magistra: artis.nl
Entre 1 de abril e 1 de outubro: das 9h00 às 18h00
Entre 1 de novembro e 1 de março: das 9h00 às 17h00
31 de dezembro fecha as 16h00, e 1 de janeiro funciona das 10h00 às 20h00

Amsterdam para crianças? Pra família toda!

Nesse artigo procurei dar dicas que irão divertir as crianças, mas mais do que isso, a família toda. Porque redescobrir o mundo através dos olhos novos de seus filhos é também uma viagem.”

 

Muito obrigada pelo post, Daniel Duclos! Fiquei com muita vontade de fazer esses vários piqueniques! 😉
Não deixe de ler/conhecer Ducs Amsterdam | Facebook | twitter | Guia Ducs Amsterdam

Você também pode gostar de ler:

Ducs Amsterdam: Amsterdam para crianças

As Voltas que eu dou pelo Mundo: asvoltasqueeudoupelomundo.wordpress.com/2010/02/25/para-os-pequenos-viajantes/

Pedalando na Europa: aqui

Também estamos por aqui:

FACEBOOK TWITTER | INSTAGRAM | GRUPO VIAGENS EM FAMÍLIA

 

6646 Visualizações

Sut-Mie Guibert, Family Travel Blogger, Blogueira especializada em Viagens em Família, com crianças e bebês. Jornalista e mãe de duas meninas de 5 e 2 anos, adora levar as crianças para conhecer o mundo! Mas também gosta de escutar e falar sobre o assunto com outras famílias, que são sempre bem-vindas por aqui!

9 comentários para este artigo

  1. Daniduc disse:

    Eu que agradeço a generosidade em abrir o espaço do Viajando com Pimpolho, Sut-Mie! Quando vier pra cá avise, pro nossos pimpolhos brincarem juntos 😉 bjs

  2. Tocas disse:

    Olá
    Gostei muito, quando voltar cá e trouxer a miinha neta vou ao museu da ciência viva, em Portugal também tem , mas é menor .
    Quem mais se divertem são os adultos.!
    Bjs

  3. Claudia Barreto disse:

    Olá gostei muito do seu post e fiquei com vontade de levar meus filhos para Holanda. Minha dúvida é que só poderia tirar férias no final de janeiro (inverno!). Esta época é possível de curtir todas estas programações?

    • Daniduc disse:

      Oi Claudia, em janeiro o frio limita as atividades outdoor, como o parque e o zoo, por exemplo. Nessa época seria melhor atividades indoor, como os museus, ou se preferir algo outdoor, dá pra praticar patinação na Museumplein, por exemplo (tá cheio de criança lá) e comer uma poffertje com chocolate quente depois 🙂

  4. Isabella disse:

    Excelente post!

    Iremos com o nosso filho passar o próximo carnaval em Amsterdan e amei as dicas.

Deixe seu Comentário





* Campos obrigatórios