Ficou fácil viajar com crianças!

Phuket com crianças: trekking de elefantes no Kok Chang Safari

Este é um dos programas preferidos dos turistas na Tailândia: andar de elefante! Na verdade, essa aventura pode ser feita em muitos lugares da Ásia mas na Tailândia é quase que inevitável! O elefante é um dos símbolos do país e o povo tem uma ligação muito forte com o animal: ele é a representação de um dos deuses budistas (religião majoritária ali), sempre foi usado como meio de transporte, animal forte e de carga na agricultura…e pode ser encontrado em várias regiões: na periferia de Bangkok, no norte em Chiang Mai ou no sul, na Ilha de Phuket. Nós que achávamos que seria algo pontual, descobrimos que eles estão por toda a parte…parecia uma ilha de elefantes, com placas que não conhecíamos mas que mostravam o quanto eles estão presentes! 🙂

Phuket com criançasPhuket com criançasPhuket com criançasA dificuldade foi descobrir qual o melhor lugar para andar de elefante? Se por um lado é um programa extremamente turístico, por outro, é bom procurar um lugar minimamente seguro (de vez em quando há acidentes com turistas), com as devidas Licença das Autoridades Turísticas e que não maltrate os animais. O elefante é um animal carismático, aparentemente dócil, de olhos meigos…e alguns lugares colocam, por exemplo, um filhotinho logo na entrada para chamar a atenção e parar os turistas naquele local.

Pesquisamos um pouco e acabamos escolhendo o Kok Chang Safari, recomendado pelo Lonely Planet, o que já é uma baita recomendação! Além disso, o local oferece uma boa estrutura para turistas: traslado (eles buscam no hotel), tem um café e banheiros.

Kok Chang Safari Phuket com criançasAssim que chegamos, podemos ver os animais e alimentá-los gratuitamente (mas acabamos dando uma gorjeta). Tem um quiosque com bananas e a criançada fica louca dando comida para os elefantes, antes e depois do passeio.

Kok Chang Safari Phuket com crianças Safari Phuket com crianças Safari Phuket com criançasNós nunca tivemos uma experiência deste tipo, então não temos nenhuma comparação para saber se foi melhor ou pior que em outro lugar. Os elefantes estavam acorrentados por uma pata (mas nenhum estava machucado) e penso que isso deve ser normal nesses casos…afinal, imagina um elefante avançar em cima de você! Mas no geral, pareceram bem tratados…à parte que eu dispensaria um pau pontudo que o tratador usa e com o qual ele dá umas pontadas atrás da orelha do elefante para este andar mais rápido. Mas mais uma vez, eu não sei como funciona… afinal, os vaqueiros não tem botas com esporas, por exemplo? (também não sou à favor, é só uma constatação).

 Safari Phuket com criançasMas voltando ao passeio: subimos no elefante por uma escada e plataforma que fica na altura das costas dele. Tiramos os sapatos para não machucar o animal e sentamos na cadeira que fica presa ao paquiderme. Senti falta de um cinto, algo mais seguro, mas só tinha uma corda para segurar. Não é exatamente confortável e balança levemente para um lado e para o outro. No início, estranhamos um pouco, mas depois, acostumamos. O treinador vai na frente, sentado na cabeça do elefante, com uma tranquilidade e destreza de espantar. Pena que os funcionários não falam muito inglês, eles poderiam contar sobre os animais…mas não foi o caso.

 Safari Phuket com crianças Safari Phuket com criançasKok Chang Safari Phuket com criançasSubimos os 4 no mesmo elefante: pai, mãe, criança de 5 anos e bebê de ano e meio. O passeio balança tanto que a mini-pimpolha dormiu! Isso mesmo: ela dormiu com o balanço e não viu nada do passeio! 🙂

Kok Chang Safari Phuket com criançasKok Chang Safari Phuket com criançasDemos uma volta de 20 mn pela floresta, vimos seringueiras (li depois que foram trazidas do Brasil), e dali tivemos vista para as praias e Baía de Kata.

Kok Chang Safari Phuket com criançasNa volta, deu um pouco mais de medo em certas partes, por causa de algumas descidas com barro…com aquele peso, dava a sensação de que o elefante ia escorregar, mas ao mesmo tempo, isso é quase impossível! Ele fincava as patas a cada passo! E o guia ainda desceu do elefante e ia a pé tirando um monte de fotos nossas, mas eu não deixava de pensar que estávamos ali sozinhos…e se o animal decidisse “sair correndo“?… Enfim, cada um tem o seu grau de apreensões. Minha filha ficou com medo: da altura e da experiência como um todo. No início ela achou legal, mas rapidamente ela queria que acabasse logo. Já minhas sobrinhas que foram nos elefantes seguintes, voltaram sentadas diretamente no pescoço dos animais! 🙂

Kok Chang Safari Phuket com criançasKok Chang Safari Phuket com criançasNo geral, a criançada adorou o passeio, mas principalmente a parte de alimentar os elefantes! 😉

A outra filha nisso tudo nem acordou e continuou dormindo como se de nada fosse! 🙂

Kok Chang Safari Phuket com crianças

Mais fotos desta viagem de janeiro 2013 no instagram @sutmie, hashtag #pimpolhosnatailandia

Para mais informações:

Kok Chang Safari: kokchangsafari.com

Preços: 20 mn- 600 THB/pessoa, 30 mn- 800 THB/pessoa, 1h- 1000 THB/pessoa

Crianças de 4 a 11 anos pagam metade.

O traslado pode ser agendado pelo site: gratuito para algumas regiões e outras pagas, mas é o mesmo preço de um tuk tuk.

Também estamos por aqui:

FACEBOOK TWITTER | INSTAGRAM | GRUPO VIAGENS EM FAMÍLIA

 

5587 Visualizações

Sut-Mie Guibert, Family Travel Blogger, Blogueira especializada em Viagens em Família, com crianças e bebês. Jornalista e mãe de duas meninas de 5 e 2 anos, adora levar as crianças para conhecer o mundo! Mas também gosta de escutar e falar sobre o assunto com outras famílias, que são sempre bem-vindas por aqui!

11 comentários para este artigo

  1. Andar de elefante foi algo que não fiz na Ásia.. Sempre tive dó dos bichos. Mas ainda quero fazer isso um dia!!
    As Seringueiras chegaram na Asia e foram inicialmente plantadas no Sri Lanka e no Jardim Botânico de Cingapura.. Quando ainda morava lá escrevi um post falando sobre elas http://mauoscar.com/2009/08/05/111-jardim-botanico-150-anos/

    • sutmie disse:

      Oi Oscar,
      …Realmente, não é um programa que eu faria o tempo todo..aliás, fizemos uma vez e está bom! E penso que muito influenciados pelas crianças! Com elas, isso fica divertido!
      Sobre as seringueiras, eu esqueço todo o seu conhecimento botânico (muito legal)! Mas foi realmente curioso ver as árvores por lá, no meio da floresta…
      Bjs, adoro suas visitas! 😉

  2. ingrid disse:

    Adorei o post sut!!!

  3. Lara Saneto disse:

    Olá Sut!
    Parabéns pelo blog!
    Sou de Vitória/ES e estou planejando uma viagem com meu esposo para Tailândia. Fiquei fascinada com o seu passeio, porém tem como fazer sem sentar nas cadeirinhas? Ou seja, direto no animal?
    Sobre a sua viagem, você acha que 15 dias no país é suficiente? Todos os relatos que vejo sobre a Tailândia são na maioria de pessoas que fizeram “volta ao mundo” e por isso ficam em média quase 30 dias… por isso a minha dúvida se 15 dias são suficientes.
    Outra pergunta, li sobre as monções da Ásia. Você encontrou alguma dificuldade no período que foi? Chuvas? Pretendo ir entre agosto a outubro, período em que posso tirar férias no trabalho, mas já li que a melhor época é de novembro a fevereiro.
    bjo
    Lara

    • Sut-Mie Guibert disse:

      Olá Lara,
      Nesse passeio que eu fiz, eu só vi crianças sentando no pescoço, não vi adultos. Todos os elefantes que vi em Phuket tinham cadeirinha. Mas na região de Chiang Mai, no norte da Tailândia, há fazendas de elefantes, onde vc pode subir diretamente nas costas deles e até tomar banho junto… http://www.pataraelephantfarm.com/ Escolha bem onde fazer esses passeios: tanto pela sua segurança, quanto pelo histórico das empresas, se elas tratam bem os animais, etc 😉

      Sobre o tempo para ficar lá: acho que 15 dias já dá para ver um mínimo e se apaixonar pelo país! Isso, se pensar que tem que pegar aviões internos se quiser ir para o Sul ou para o Norte. Em Bagkok, uns 3, 4 dias no mínimo. E o resto para rodar.

      Sobre as monções…tenho uma prima que foi em agosto e efetivamente, pegou muita chuva, o que estraga muitos passeios… 🙁 Seria melhor mais para outubro mesmo! Eu fui no ano novo, Dezembro/janeiro, peguei algumas chuvinhas leves, mas nada de mais.

      Um abraço,

  4. Erica disse:

    Ola! Vou para Phuket em dezembro-janeiro e gostaria da dica do hotel que vcs ficaram. Tb viajamos com 1 pimpolha. obrigada! abrs.

  5. EDUARDO BRANDAO disse:

    Boa tarde tudo bem! Gostei muito da sua dica de Safari Elephant Trekking!

    Estou indo para Thailandia mês que vem, e vou passar um dia em Phuket.
    Gostaria de saber se quando eu chegar em Pucket é fácil encontrar este Safari ou vou ter que pegar um transporte taxí ou van? É longe ? Não tenho vou ter muito tempo?

    Obrigado

    Eduardo

    • Sut-Mie Guibert disse:

      Olá Eduardo,
      Eu não sei onde vc vai ficar em Phuket, mas essa ilha me surpreendeu por ser bem maior do que eu pensava, além de ter um trânsito bem ruim e caótico. Dependendo de onde vc esteja, pode não dar tempo… (esse passeio fica ao sudoeste da ilha). Independente disso, se não der tempo, a Tailândia oferece passeios com elefantes em várias partes do país, inclusive, um dos melhores, se encontra em Chiang Mai, com elefantes soltos, o que é mais ético e melhor ainda! https://www.elephantnaturepark.org/
      Um abraço

Deixe seu Comentário





* Campos obrigatórios