Ficou fácil viajar com crianças!

França com crianças: roteiro de 10 dias pela Normandia e Castelos do Vale do Loire

Uma sugestão de roteiro para curtirem 10 dias fora de Paris! O bacana na Europa é que é tudo tão pertinho que em 2, 3 h de carro você já está em uma paisagem completamente diferente, outra região e às vezes até outro país! Normalmente, quando se fala em sair de Paris, muitos lembram imediatamente do Vale do Loire (tirando Versailles). É difícil escolher, de tanto que a França tem paisagens bonitas e diferentes! Mas eu gosto muito da costa Normanda e da Bretanha e é por esse lado que eu vou começar este circuito!


Ver mapa maior

  • DIA 1: Paris-Giverny, 74Km, um pouco mais de 1 h.

Se vocês gostam do pintor impressionista Monet e de natureza, vão gostar de visitar Giverny e os jardins que inspiraram as famosas “Ninféas de Monet”. Podem almoçar por lá. Há alguns restaurantes bem charmosos.

Giverny-Etretat, 140 Km, 1h45 ou fazer direto Paris-Etretat se não quiserem visitar Giverny (204 Km, 2h30) para ver as falésias (é possível -e vale à pena- subir nas falésias dos 2 lados da praia, direito e esquerdo), passear no calçadão, descer até a praia de pedras redondas. A cidade também é interessante com suas construções normandas com madeira aparente, e suas lojinhas de souvenirs com casacos e objetos marinhos (riscados branco e azul).
Passar o dia ou a tarde, dá para passear bastante.

EtretatE no final do dia, ir até Honfleur a 45 Km, 45mn, um pequeno porto muito charmoso. Entre Etretat e Honfleur, vocês vão passar por uma ponte moderna: o Pont de Tancarville (ou Pont de Normandie); tentem pegar a luz do final do dia para aproveitar a paisagem e lembrem-se que os europeus nunca jantam muito tarde!
Honfleur é muito acolhedora com seus restaurantes à beira do canal. Experimentem a especialidade da região, as “moules-frites”, mexilhões com batatas fritas! Para as crianças, sempre haverá um frango/bife com batata frita, um crepe de queijo e presunto…
Durmam na cidade para poder descobri-la um pouco melhor no dia seguinte. Uma boa sugestão é o $$$ Best Wester Le Cheval Blanc de frente para o Porto.

Honfleur=> Porque pulei a cidade de Rouen? Acho a cidade pouco interessante. Ela tem construções da região, com casas normandas com madeiras brancas e pretas, mas é uma cidade grande, cujos principais interesses são a Catedral, um relógio antigo que fica em uma rua cheia de lojas e o fato de ter sido a cidade onde Joana d’Arc foi queimada. Até existe um local específico onde isso teria acontecido, mas é ao lado de uma igreja bem moderna, um pouco decepcionante para quem acha que vai encontrar fatos históricos. Digamos que tanto Etretat quanto Honfleur são bem mais belas e charmosas, por isso eu não perderia muito tempo nessa cidade e iria direto para a Costa.

Pegar a estrada e fazer Honfleur-Mont Saint Michel, 189 Km, 2h. Existem alguns hotéis e pousadas dentro do Mont Saint Michel, mas acredite, uma das vistas mais bonitas é ter o Monte na sua frente, imponente! Por isso, minha dica é ficar em uma das charmosas fazendas que ficam no caminho para o Monte, um pouco antes de chegar nele! A Ferme de Saint Joseph, por exemplo, tem uma vista magnífica para a baía (além de apartamentos novos, piscina aquecida e parquinho para a criançada). Mais simples, o B&B La Jacotière também tem uma vista linda. E para uma experiência luxuosa e inesquecível, experimente o $$$$ Relais Saint Michel, o hotel mais perto do monumento com quartos e restaurante com vista para a baía.
Tudo depende do ritmo e empolgação de vocês: é possível chegar sem pressa, curtir as fazendas da Bretanha com muros de pedras, admirar o Mont Saint Michel de longe, tomar uma taça de vinho branco no final do dia! Ou podem deixar as coisas no Hotel/Pousada e ir diretamente para o Mont Saint Michel. As igrejas e museus fecham às 17, 18h, mas podem passear pelas ruelas, dar uma volta nas muralhas, ver a vista e iluminação noturna e jantar por lá (há vans que fazem o traslado até a meia-noite). Conhecer a famosa omelete da Mère Poulard (que aliás, também é um excelente hotel $$$ dentro do vilarejo medieval, caso optem por ficar intra-muros).

  • DIA 3: Descobrir o Mont Saint Michel, uma ilha-vilarejo medieval. Programem o dia inteiro ou boa parte dele só para este Patrimônio da Unesco! Ele merece! O mais interessante é ir diretamente para a Abadia central que fica no alto da vila e fazer a visita de 1h. A vista lá de cima é a mais bonita! E vale muito à pena ver o interior da Abadia, a cozinha e enormes fogões dos monges, o refeitório…É muito impressionante pensar que tudo começou no século X!

Se as crianças forem grandes (as pequenas podem se impressionar), podem visitar o Museu Histórico onde verão as prisões do Mt St Michel, armaduras e objetos de tortura da Idade Média! Para os pequenos, podem comprar espadas e escudos medievais nas lojas de souvenir para entrar no clima deste vilarejo! Depois, podem ver a pequena Igreja de São Pedro, do século XV! Podem visitar as muralhas, almoçar em um dos restaurantes da vila e passear pela baía! Só tomem cuidado com o horário das marés!

Mont Saint MichelNo final da tarde, continuar a viagem até Saint Malo, a 57 Km dali, outra cidade medieval que também fica dentro de muralhas. Se o Mt St Michel lembra os cavaleiros medievais, St Malo tem clima de piratas e corsários! Aproveitem o ambiente e jantem frutos do mar ou crepes, especialidade da região! Experimentem o caramel beurre salé em bala, crepe, sorvete…inesquecível!

Sugiro dormir no $$ Ibis Styles St Malo Centre Historique, muito bem localizado no centro da cidade intra muros, ao lado de restaurantes e da muralha (de manhã o passeio já pode começar cedo)! O café da manhã está incluído e ainda tem área kids! Para mais conforto e quartos grandes familiares, experimentem o $$$ Hotel Cartier.

  • DIA 4: Passear por St Malo, dar a volta nas muralhas (dá para levar o carrinho. Tem que subir escadas, mas lá em cima, é plano e largo). Outro passeio muito agradável e curto (30 mn) é passear na vila de trenzinho, que é pego na frente da Praça Central.

No final do dia, ir para Les Epesses, a 255Km, 2h50 de carro, para ficar pertinho do Parque Le Puy du Fou, onde podem ir no dia seguinte cedo (o parque abre às 10h). Podem dormir no $$$ Ibis Styles Cholet (25 mn do parque), no $$$ Hotel La Verriaire (10 mn do parque) ou no Aux Deux Cèdres, a 5mn do parque. Ou, se não quiserem conhecer o parque, podem ir direto até Amboise, a 346 Km e 3h20 de carro, base central para visitar os castelos do Vale do Loire!

Le Puy du Fou

  • DIA 7: Ir até Cunault, a 120 Km, 1h20 para visitar La Cave aux Moines e conhecer a região onde os homens da Idade Média fizeram buracos para extrair as pedras para construções. Hoje é um local para a cultura dos cogumelos, de escargots e uma cave de vinhos. Todas essas especialidades podem ser experimentadas no restaurante do lugar. Depois do almoço, continuem a estrada, vão passar por Saumur, até o Castelo de Villandry a 65 Km, 50mn. Este castelo é famoso por seus jardins, hortas e labirintos verdes! Se a família gosta de plantas e jardins, é um bom passeio com as crianças! Além de que o Castelo tem um bom parquinho infantil. E se não almoçaram ainda, podem fazê-lo no simpático restaurante que serve pratos feitos com produtos locais. Outro Castelo na região, ao lado, se ainda der tempo ou se quiserem outra opção: Azay-le -Rideau.

No final do dia, continuar até Amboise, a 60Km, 40 mn, que servirá de base para outros passeios para ver os Castelos do Vale do Loire! Podem dormir no $$$ Domaine de l’Arbrelle ou no $$$$ Manoir Saint Thomas, ao lado do Castelo (ambos tem piscina para relaxar no final do dia). Claro que tudo depende do interesse de cada família e crianças, mas destacamos os castelos mais interessantes para serem visitados, por terem algum interesse maior para elas! Penso que 2 castelos/dia está de bom tamanho para as crianças, para elas não enjoarem mas, se quiserem, dá para fazer 3 castelos, alguns são bem perto uns dos outros. 😉

Chenonceau com criançasDe tarde subam até o Castelo de Amboise para ter uma bela vista da cidade e região e ver onde está enterrado o Leonardo da Vinci! Para continuar no clima do grande inventor, conheçam um pouco mais adiante o Castelo do Clos Lucé: sua última moradia. Fica ali pertinho, a 400m. O Castelo tem réplicas em tamanho real das criações do Da Vinci e as crianças vão curtir mexer e brincar nelas! Este parque fecha às 19/20h, por isso começamos o dia por Chenonceau e deixamos o Clos Lucé para o final.

ChambordDe tarde, ir para o Castelo de Cheverny a 18 Km, 25 mn. O Castelo fecha (no verão) às 18h30, mas cheguem antes para visitar o Castelo, ver a alimentação dos cachorros às 17h e se der tempo e curtirem, a exposição do personagem de gibi, Tintim.

  • ChevernyDIA 10: Dia de voltar! Na parte da manhã, podem visitar um Parque bem bacana com as crianças: o Parc des Mini-Châteaux em La Menaudière, ao lado de Amboise. Em um passeio de 2h, as crianças poderão ver as miniaturas de 44 castelos e monumentos, para recapitular o que viram e descobrir os que não tiveram tempo de conhecer! Ainda podem fazer um circuito de carrinho ou com cavalos mecânicos! Uma forma lúdica de visitar os castelos!
Mini-Chateaux-Credit-photo-Parc-Mini-Chateaux

Foto retirada do site www.decouvrez-levaledeloire.com

Almocem em Blois, a 35Km de Amboise, 35 mn de carro na Praça em frente ao Castelo. Assim, de tarde, ainda podem visitar este último Castelo e suas escadarias. Para as crianças que não se interessam mais, há cavalos e carruagens na frente do Castelo para dar uma voltinha na praça.
Depois, hora de pegar a estrada: de Blois à Paris, são 185Km, 2h.

=> Se tiverem menos dias e não quiserem conhecer a Costa Normanda e Bretanha, podem fazer o circuito ao contrário: descer diretamente para Amboise e de lá visitar as castelos. De Amboise, ir até le Puy du Fou para acabar a viagem por 2 dias no Parque. E daí subir novamente para Paris. Imagino que seja melhor para as crianças terminar pelo Puy du Fou e não começar por ele, porque após tantos shows e coisas lúdicas, os castelos “de verdade” podem perder a graça! 😉
E se não quiserem conhecer o Puy du Fou, uma boa programação em Amboise é fazer um passeio de barco pelo Loire: Naviloire. ou até mesmo passeio de balão (com crianças maiores de 7 anos, 1m20) no Au Gré des Vents, por exemplo (há várias empresas).

OBSERVAÇÃO: Verifiquem os horários dos Castelos nos respectivos sites (aqui linkados), pois eles mudam em função da estação.

 

=> 4 formas de deixar este circuito dos Castelos do Vale do Loire ainda mais lúdico:

  • Podem brincar de dormir em uma cabana em cima da árvore (apesar das redes de proteção, só aceitam crianças à partir de 2 anos) em Pierrefitte-sur-Sauldre, a 75Km de Blois, 1h15 . Uma boa opção para passar 1 ou 2 noites, em vez de ficar em Amboise.
  • Ou, se quiserem fazer cicloturismo, circuitos inteiros de bicicleta entre Castelos, vinhas e etc, podem se informar no Loire à Velo que sempre me dá vontade com este vídeo!

 

Para outras opções e hotéis e castelos em Amboise: fotos, avaliações e reserva Booking* (com cancelamento grátis).

*Somos afiliados Booking e recebemos uma comissão pelas reservas feitas através do Blog. Você não paga nada mais por isso e nos ajuda a manter as melhores dicas!

Também estamos por aqui:

FACEBOOK TWITTER | INSTAGRAM | GRUPO VIAGENS EM FAMÍLIA

12802 Visualizações

Sut-Mie Guibert, Family Travel Blogger, Blogueira especializada em Viagens em Família, com crianças e bebês. Jornalista e mãe de duas meninas de 5 e 2 anos, adora levar as crianças para conhecer o mundo! Mas também gosta de escutar e falar sobre o assunto com outras famílias, que são sempre bem-vindas por aqui!

41 comentários para este artigo

  1. claudia disse:

    Adorei! Fiquei com água na boca! Como já conheço Chambord, Chenonceau e Cheverny, talvez dê para fazer em uns 8 dias, né?
    Bjokas,
    Claudia
    @pequenoviajante

    • Nossa Sut, este roteiro está 10! Depois que visitei o sul da França por 10 dias, este é o roteiro que espero fazer na França um dia. Suas dicas estão ótimas. Adorei…

    • Sut-Mie Guibert disse:

      Oi Cláudia,
      Por mais que a gente já conheça, eu não me canso de voltar e voltar e voltar…!
      8 dias dá perfeitamente! E ainda lembrei de vc na dica da casa na árvore (no final), na caravana ou no camping de bicicleta! Deve ser o máximo conhecer a região de bike! 😉
      E fora que o Lipe vai adorar o Parque Le Puy du Fou!
      Bjs

  2. Sut querida,

    Fiz metade desse roteiro na minha lua de mel la em 2006. Uma amiga querida que morava em Paris me recomendou tanto St. Malo, Giverny e Mt. St Michel. Nos adoramos e fizemos de carro. O marido como bom americano quis visitar os cemiterios – o de Omaha Beach e o de Saint James. Tive que ir em cemiterio durante a lua de mel….Mas ele amou.
    Eu nunca fui para o Vale do Loire e vou esperar o Kenzo ficar mais velho para planejar a proxima ida a Franca. Mas queria fazer de trem e de repente alugar um carro em Tours.

    Vou deixar tudo anotado.

    Bjs.

  3. Oi, Sut. Tudo bem? 🙂

    Seu post foi selecionado para a #Viajosfera, do Viaje na Viagem.
    Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Até mais,
    Natalie – Boia

  4. Adriana Miyata disse:

    Olá! Que bom encontrar esse blog! Parabéns pelo capricho 🙂 Em abril vamos estrear uma viagem internacional com o nosso filhote de 5 anos. Nós passeamos com ele sempre em lugares próximos… confesso que estou bem ansiosa… escolhemos Londres e Paris. Periodo de 2 a 19 de abril. Eu e marido já fomos sem ele, mas ele fez falta 🙂 Bacana esse roteiro de 10 dias, mas eu achei nivel advanced para mim … vc poderia me ajudar com dicas para iniciantes? ♡ A ideia é curtir Londres (London Eye, Museu de Cera, Legoland, Parques, etc) e na França uns 10 dias para conhecer Paris, Giverny, Vale do Loire, Eurodisney… espero muito aproveitar bem e sem stress. Bj e obrigada por compartilhar suas valiosas experiências. Adri

    • Sut-Mie Guibert disse:

      Olá Adriana,
      Sobre a Eurodisney, vc tem alguns posts no blog, inclusive com uma dica de ingresso mais barato.
      Giverny, vc pode visitar ir de trem, de carro alugado ou de excursão. Veja o post.
      E para visitar o Vale do Loire, vc pode continuar com o carro alugado e fazer a sua base em Amboise ou Tours, ou vc pode ir de trem até Tours ou Amboise e de lá alugar carro para 2, 3 dias na região! Os castelos mais interessantes com as crianças estão neste post: Chambord, Chenonceau, Cheverny, Villandry, Le Clos Lucé…
      Em abril faz ainda um pouco frio, não esqueça dos casacos!
      Um abraço e boa viagem!

      • Adriana Miyata disse:

        Eba, obrigadão por retornar! Realmente, estou um tanto preocupada com a temperatura em abril, mas não tivemos outra opção de férias… estamos ensaiando Orlando, mas sério, estou aguardando há meses meu pedido de visto americano… afe, mas isso é outra história, merece um tópico à parte… Beijos.

  5. Adriana Miyata disse:

    Poxa… eu havia postado um comentário e não entrou… vi que estava sob análise de moderação… tem alguma restrição? Peninha…

  6. Patricia Merlim disse:

    Olá. Parabéns pelo blog e pelos artigos! Amei as dicas. Teremos somente 7 dias. Poderia tirar os 2 dias do Parque Le Puy du Fou mas o que mais? Ir direto de St. Malo a Amboisse não é cansativo com crianças? Tem alguma sugestão? Minha ideia inicial era fazer Vale do Loire, Lyon e Nice. Você acredita que este roteiro seja possivel em 7 dias sem trechos longos (>250 km)? O que indica ver e onde ficar em Lyon e Nice? Obrigadaaaaa!!!!

    • Sut-Mie Guibert disse:

      Olá Patricia,
      Eu acho 7 dias apertado para fazer o roteiro que vc deseja…. Eu faria de Paris direto para o Vale do Loire (e, portanto, deixaria de lado a costa da Bretanha e Normandia deste post). Passaria 2, 3 dias. De lá, vcs podem ir até Lyon (471 Km, mais de 4h de carro) e ao lado, ver Annecy que é linda! Se quiserem continuar até Nice, são mais 470 Km e novamente mais de 4h! Eu deixaria Nice de lado nesta viagem, até porque o Sul da França é lindo e merece ser visitado com calma: muitos vilarejos charmosos…!
      E fora que tem que voltar, ou podem deixar o carro na chegada e voltar de avião.
      Um abraço

    • Patricia Merlim disse:

      Olá! Obrigada pela pronta resposta e aproveitando pois ainda não defini o roteiro e suas dicas são valiosas. Se eu deixar Lyon/Nice para outro momento daria para fazer o seu roteiro, sem o parque Le Puy du Fou e sem Cunault, em 7 dias? Se entendi correto, neste caso eu teria de ir de St. Malo direto para Amboise. É factivel?

  7. Patricia Merlim disse:

    Olá!

    Já adaptei seu roteiro aos meus 7 dias. 😀
    Qual a dica sobre a tabela da maré em relação ao Mt St. Michel?

    • Sut-Mie Guibert disse:

      Olá Patricia,
      Me desculpe ter demorado em responder! 🙂 Sim, é tranquilo ir de St Malo à Amboise ou Tours (umas 3h de carro. A autoestrada é muito boa, tem sempre pontos para parar, com banheiros, café… alguns tem até Playstation)!
      Sobre a dica sobre a tabela da maré, eu não estou entendendo a sua pergunta. O Mt St Michel tem mar em volta (não parece em algumas fotos), mas tem. Então, sempre pedem para prestar atenção na tabela das marés antes de passear pelas areias em volta! Ou, se vc quiser ver o Mt St Michel com água em volta, tem que escolher certos dias do mês. Aí, vê a tabela das marés: (escolhe o mês na parte superior) http://www.ot-montsaintmichel.com/en/horaire-marees/mont-saint-michel.htm
      Um abraço

      • Patricia Merlim disse:

        Olá! Acabei de voltar adaptando seu roteiro para 7 dias. Ficou Paris – Les Allicourts Resort (casa na árvore) – Vale do Loire (2 noites em Autreche, nas Roulottes) – Saint Malo – Mont Saint Michel – Utah Beach (acrescentei) – Honfleur – Etretat – Giverny – Paris. Obrigada pelas dicas novamente!

  8. Cristina disse:

    OLá!!! Vou a França em dezembro deste ano e mudei o meu roteiro depois de ler esse post sobre a Normandia. Estava programando fazer o ciruito Cannes, Nice, Monaco….mas achei esse mais atrativo para meu pequeno de 2 anos. Só estou em dúvida devido ao frio de dezembro… Pela sua experiencia vale a pena levá-lo? Alguns blogs não recomendam levar crianças nessa época, só que o meu coração não permite deixá-lo no Brasil em pleno NAtal e Ano Novo. Help me!!!! Bjs

    • Sut-Mie Guibert disse:

      Olá Cristina,
      O Sul da França é lindo, mas ir no inverno vai perder a graça! Seria melhora nas outras estações!

      Sobre o seu filho de 2 anos no inverno parisiense…efetivamente, não é a melhor época para levá-lo, mas entre deixá-lo ou levá-lo, eu o levaria, claro! Ainda mais no Natal e Ano Novo! Só tem que agasalha-lo bem e fazer mais programas indoor! Há muitas crianças no inverno europeu! 🙂
      Não sei se vc já viu o nosso post sobre Natal em Paris e no inverno.

      E nesse caso, é melhor mesmo fazer circuitos pequenos de carro ou trem, mais perto de Paris.

      Um abraço

  9. Sonia Rodrigues disse:

    Passeio com crianças? Eu incluiria aí o Minimundo em Bruxelas, Bélgica.
    Lembrando de levar água a tiracolo pois é longo, exposto ao sol, mas lindo, muito lindo.

  10. Alessandra disse:

    Olá, primeiramente parabéns pelo blog, eu simplesmente amo seu blog!!Estava planejando ir para França com meus filhos, 3 e 1,5 anos e amei esse roteiro. O plano é ir em março, vc acha que ainda estará muito frio? Vale a pena esse roteiro nessa época? E com essas idades, vc acha que o Puy du Fou vale a pena para eles? Obrigada!! Alessandra

    • Sut-Mie Guibert disse:

      Olá Alessandra,
      O Puy du Fou ainda não está aberto em março, ele reabre em meados de abril, justamente por ter muitos shows ao ar livre. De qualquer forma, ele é um pouco “elaborado” demais para as suas crianças que ainda são pequenas. Pode imaginar voltar com eles quando eles tiverem 5, 6 anos, já estão mais interessados em cavaleiros e será melhor! 😉
      Sobre o resto do roteiro, dá uma olhada na média de temperaturas: de 8 a 16C em março. Se estiver frio, é melhor ir direto para o Vale do Loire e deixar a Normandia (costa perto do mar) de lado.
      Um abraço

  11. Mario disse:

    Olá,

    Parabéns pelo roteiro, muito bem planejado. Estamos viajando com nosso bebe que vai ter quase 2 anos na época da viagem. Chegaremos de Bruxellas (ou Bruges) no dia 08 de Abril na França e teria no máximo 8 noites para ficar na França antes de pegar um trem para Paris. Estamos então em um dilema, uma semana é muito para ficar somente em Paris, mas pouco se quisermos conhecer o interior da França.

    Primeiramente pensei em conhecer o Sul, passando pelo Loire e encerrando em alguma cidade de onde pudéssemos pegar o trem direto para Barcelona, mas nem de trem nem alugando um carro se encaixaria muito bem uns cinco dias para conhecer Loire-Bordeaux-Toulousse ou Carcassonne, são trechos de 300 a 350 km, além do que alguns gringos dos foruns internacionais nos disseram que sequer aceitariam crianças em visitas a vinicolas em Bordeaux, o que fiquei horrorizado com este tipo de mentalidade… 😎

    Então voltei a atenção ao Norte e Loire, mas mesmo assim 5 noites ainda parece ser pouca coisa, o que você acha? Seria mais ou menos assim : Trem de Bugges/Bruxelas para Paris Nord, transferir para estação Austerlitz e pegar trem para Tours ), alugar um carro e passar umas 2/3 noites no Loire , depois visitar Mont St michel (dormindo umas 2 noites em St Marlo) devolver o carro em Rennes e pegar o trem para passar mais 3 noites em Paris.

    Muito corrido ?

    • Mario disse:

      Ah esqueci de mencionar que já fizemos alguns roteiros de carro fora e dentro do Brasil, inclusive ano passado pela Alemanha(mesmo na época da oktoberfest) e nosso pimpolho normalmente se comporta muito bem, só evitamos passeios entediante tipos muitos museus. Sem neuras.

    • Sut-Mie Guibert disse:

      Olá Mario,
      Vcs fariam mais ou menos o trajeto deste post, só que em sentido contrário! 🙂
      Vc já viu quanto ficaria devolver o carro em Paris, em vez de voltar para Rennes para ter que devolver o carro? (tem que ver custos, inclusive do trem). Porque de Tours para St Michel ou St Malo não é tão pertinho assim para fazer ida e volta… meio chato. Melhor seria fazer esse trajeto Tours/St Malo uma vez só e continuar até Paris.
      Vcs podem fazer Bruxelas/Paris Nd/Austerlitz/Tours. Alugar carro e passar 3 noites (2 dias) em Tours. De Tours, ir pra St Malo. Dormir 1 noite. Dia seguinte cedo ir para Mt St Michel (fica a uns 30 Km de St Malo), curtir e de tarde ir direto até Paris (umas 4h de carro). Assim, eu contei 4 noites e deixei uma a mais para Paris! 🙂

      Outra ideia, sem querer bagunçar as ideias, já bagunçando: fazer o que fizemos em julho- da Disneyland, pegar o trem low cost Ouigo que vai para o Sul da França em 3h! Alugamos um carro em Aix de Provence e rodamos a região! (Cassis, Gorges du Verdon, St Marie Moustier, Gordes, Roussillon, Baux de Provence…). Em Cassis, visitamos uma vinícola linda com as crianças (vou lembrar o nome e coloco aqui).

      A França e Europa, em geral, tem essa vantagem que é tudo perto e muito variado! Há muitas coisas e regiões para visitar! 🙂

      • Mario disse:

        Ola,

        A questão do preço é importante, mas no momento vou desprezar essa variavel e falar somente do deslocamento de carro em si.
        De Tours ou Amboise até St Malo dá cerca de 321 km, daria para fazer em cerca de 4h30m já descontando tempo de paradas e eventualidades com o bebe? Chegaria a tempo de almoçar, fazer check in no hotel e curtir a cidade de tarde. Estaria bom né?

        Mas essa volta me preocupa. Eu teria que sair de St Malo, visitar St michel( quanto tempo? se colocar umas 3 hrs de visita mais almoço iria sair de lá umas 14h, correto?) e encarar mais 350km para Paris, chegando lá provavelmente a noite e enfrentando o temível transito parisiense, que dizem ser um verdadeiro inferno.
        É tão ruim quanto eu imagino?

        • Sut-Mie Guibert disse:

          Oi Mario,
          St Malo é pequena, dá para fazer um tour de trenzinho, subir nas muralhas e curtir um pouquinho o Centro à noite/restaurante. Dia seguinte, vcs podem ir até o Mt St Michel, voltar, entregar o carro na estação de trem em St Malo e pegar o trem para Paris. (eu estou tentando um jeito de não ter que voltar até Rennes para pegar o trem)! O último trem para Paris é às 16h39. Se vc achar isso tudo apertado (e está um pouco…é chato viajar estressado pelo horários, ainda mais com criança pequena), podemos voltar à tua ideia inicial de 2 noites em St Malo e vcs podem pegar o trem no dia seguinte às 11h44, chegando em Paris às 15h.
          Se possível, fique em um hotel intra-muros em St Malo, bem mais charmoso (e caro tb). Mas é mais legal mesmo. Veja o Ibis Styles, muito bem localizado: http://www.booking.com/hotel/fr/all-seasons-saint-malo-centre-historique.pt-br.html?aid=363505
          Outro hotel que ficamos: http://www.booking.com/hotel/fr/dulouvresaintmalo.pt-br.html?aid=363505

  12. Fabio disse:

    Olá,
    Adorei o roteiro,
    Em abril irei para frança com minha esposa e pimpolha.
    Chegaremos dia 3 em Paris e seguiremos direto de carro para Blois. Ficaremos no vale ate dia 6 onde partiremos para o Monte St Michel. O planejamento é visitar o monte dia 7 de abril (dia inteiro).
    Para visitar o monte tenho algumas dúvidas:
    Olhei na tábua das marés, no dia 7 o horário de cheia será às 9:39 am com altura de 11,80m.
    bom, aí vão as perguntas:
    Que horas devo chegar ao monte? É possível acessá-lo com esta maré alta ou tenho que entrar antes??
    Onde posso estacionar o carro??

    • Sut-Mie Guibert disse:

      Olá Fabio,
      O sistema de estacionamento do Mt St Michel se modernizou: agora não podemos mais parar nos estacionamentos que ficam pertinho da entrada (somente quem trabalha por lá nos hotéis e restaurantes ou quem se hospeda no Monte). O estacionamento fica bem longe, não tem como errar chegando lá de carro. Em seguida, todos são obrigados a deixar os carros ali e pegar um ônibus/van que faz idas e voltas ou tem até passeios de “charrettes” puxadas por cavalos – mas estes duram 1h30! De ônibus, vc chega em 5 mn. Foram mudanças positivas, para a circulação acontecer mais facilmente e com segurança, porque os próprios ônibus passam ou não.

      Eu não entendi se vc queria ou não ver o Mt com maré cheia? Se for o caso, o site do Mt indica que nesse dia a maré terá essa altura, mas às 8h58. O site indica também que se vc quiser assistir ao fenômeno do subir das águas, tem que estar lá 2h antes…! http://www.ot-montsaintmichel.com/fr/maree-montsaintmichel-fevrier2015.htm

      E o site indica também que a estrada de acesso (para os ônibus ou a pé) fica momentaneamente submersa a partir de 12,90m, o que não é o caso nesse dia, então, penso que não terão problemas. Aproveitem: o Mt St Michel é lindíssimo! 🙂
      Um abraço

    • Fabio disse:

      Olá,
      Muito obrigado pelas dicas a respeito do monte st Michel.
      Tenho mais uma dúvida. Tenho alguns dólares guardados que levarei para a viagem, vale a pena trocá-los no vale do loire?
      O problema é que chego em Paris e vou direto para Blois e não gostaria de trocar no CDG ou ficar trocando de pingado.

      Abraços

  13. Fabiana disse:

    Oi Sut, estou adorando seu blog e retirando dicas preciosas daqui!
    Só uma dúvida, vc acha possível fazer esse roteiro utilizando ônibus e/ou trem nos trechos, ao invés de carro??
    É que eu gostaria muito de conhecer o vale do loire, o monte st michel, st marlo, mas não terei como alugar um carro.
    Muito obrigada!

    • Sut-Mie Guibert disse:

      Oi Fabiana,
      Até dá, mas é um pouco mais difícil. Talvez seja melhor escolher: ou St Michel + St Malo ou Vale do Loire.
      Vc pode ir de trem de Paris (estação Montparnasse) até St Malo (3h30 de viagem), visitar St Malo e de lá, no dia seguinte, pegar o ônibus 17 em direção à Fougères e descer em Pontorson. Daí, pegar o ônibus 6 até pertinho do Mt St Michel. Depois, tem que voltar até St Malo para poder voltar para Paris, é mais fácil.
      De volta a Paris, vc pode pegar novamente o trem para Tours ou Blois e de lá, pegar ônibus para os castelos, mas é bem mais complicado. Talvez seja mais fácil pegar uma excursão em Paris que visita 3 castelos no dia!
      Chenonceau é um castelo que vc pode visitar de trem, porque a estação fica pertinho do castelo: De Paris Montparnasse até Tours e de Tours, pegar o TER Tours Chenonceau (outro trem).
      Um abraço

  14. Flavia disse:

    Ola, primeiramente parabens pelo blog, acho que dos poucos que fala de Puy Du Fou, senao for o unico, adorei!!!!!
    Entao, vou com minha familia passar as ferias de julho na casa de uma amiga que mora na regiao da Bretanha.
    Vamos visitar o Mont Saint Michel e queremos passar uma noite la, voce tem recomendacao de hospedagem dentro das muralhas?
    Obrigada

  15. Viviane disse:

    Olá! Procurei aqui pelo blog e não encontrei, mas estou com uma dúvida: é melhor viajar em fevereiro com crianças para Europa (Espanha ou Itália) ou para Patagônia (Ushuaia ou El calafate)? No caso, vamos eu, meu esposo e meus filhos de 2 e 6 anos. Muito obrigada!

  16. Laura disse:

    Cara Sut
    Quero deixar meu caloroso agradecimento a você por ter compartilhado esta viagem a Normandia e Bretanha com suas crianças porque nela muito me inspirei para realizar um trajeto muito semelhante com minha família e foi realmente inesquecível. Fomos em julho e como as crianças já tem 10, 10 e 9 anos, acrescentamos um dia nas praias do desembarque muito próximas de Honfleur e foi possível termos todos uma aula de história sobre segunda guerra mundial, intensamente. Amamos Etretat, cartão postal de tantos quadros do impressionismo, depois descobrimos; amamos o Puy du Fou e não o teríamos descoberto sem você! Amamos a cabana na árvore Les Alicours e não teríamos ido se não fossem suas dicas! Muito, muito obrigada por sua generosidade com os internautas. Nem nos conhecemos e tenho um carinho enorme por você e sua família. Obrigada!! Laura

    • Sut-Mie Guibert disse:

      Olá Laura,
      Estou sem palavras com o seu carinho! 🙂
      Que lindo comentário e mensagem que me deixa! Fico muito feliz que vcs tenham passado férias lindas! Comentários como os seus e a certeza de sonhos realizados é a parte gratificante deste trabalho!
      Um grande abraço e que venham mais sonhos e viagens! <3

  17. Simone disse:

    Olá, Sut! Adorei seu post, super detalhado em termos de distâncias, atrações, acomodações, tudo! Estou pra fazer uma viagem com minha família e temos no grupo duas crianças de 4 e 5 anos. Faremos Portugal e França em 18 dias, ainda n sabemos qual primeiro. Será agora, em janeiro (super em cima! correndo com td!), no auge do inverno.

    Daí, a grande dúvida:se vamos para o norte ou sul da França. Fiquei encantada com seu roteiro, mas uma agente de viagens amiga da minha mãe falou que no sul “é mais quentinho”. Porém, minha cunhada teve a informação que nessa época o sul fica meio vazião, justamente por ser procurado mais nas estações quentes. Aí, me lembrei de uma vez em Boston que fui visitar a ilha de Martha’s Vineyard no inverno e parecia um local fantasma, sem gente nas ruas, restaurantes fechados – uma tristeza! Claro q imagino q a Europa nunca fique vazia assim…rs Mas fiquei com uma preocupação de acharmos lugares fechados…ou algo parecido.

    Se puder me dar uma luz, agradeço!!!

    • Sut-Mie Guibert disse:

      Olá Simone,
      Realmente, a França no inverno não tem a mesma graça, com lugares vazios e mais fantasmas.
      E se, invés de vcs irem para a França, não fazem Portugal e Andaluzia, na Espanha, que fica perto, dá para fazer tudo de carro e é mais quentinho, sem lugares fantasmas? Dá uma olhada neste post: aqui.
      Um abraço

Deixe seu Comentário





* Campos obrigatórios