Ficou fácil viajar com crianças!

Hawaii com crianças: Kauai, a belíssima “ilha jardim”.

Esta foi uma de nossas viagens mais bonitas: o Hawaii! Se você gosta de natureza, animais, praias, esportes, vida calma e, no entanto, com organização americana (hotéis confortáveis, menu kids, salva-vidas na maioria das praias,…) você vai se apaixonar pelo arquipélago! Basicamente, o Havaí é composto por 4 grandes ilhas, indo da esquerda para a direita: Kauai (a mais “natural”), Oahu (a mais desenvolvida e onde fica a capital Honolulu), Maui (a mais “surfista”) e Big Island (a “vulcânica”). Repare que este adjetivos traduzem a NOSSA impressão. Pode ser que você não concorde. Ainda existem 2 pequenas ilhas, Molokai e Lanai, visitadas por mergulhadores ou por quem já visitou as outras ilhas. Qual é a melhor ilha para ser visitada ou quais são imperdíveis? Essa era a pergunta que nos fazíamos e vou repetir a resposta que li tantas vezes: elas são todas lindas! Com paisagens e características diferentes, no entanto com o mesmo fio condutor havaiano, misto de polinésio (origem do povo havaiano) com um pouco de asiático e americano, o “Aloha Spirit“!

KauaiNós optamos por visitar 3 ilhas: Oahu (6 dias) – Maui (5 dias) e Kauai (4 dias). Deixamos a vulcânica Big Island para uma próxima vez. Como as crianças estão pequenas (a menor com 2 anos), pensamos que talvez elas não aproveitassem tanto. Definitivamente, o Havaí é um lugar onde voltaremos!

Vamos começar pela mais natural e que foi a nossa última ilha visitada: Kauai! Mas por que começar pelo final? Porque é de onde se tem menos informações, ainda mais com crianças! 🙂

Kauai é chamada de “The Garden Island“, a “Ilha Jardim” devido à sua geografia: bem montanhosa, 80% não habitada, muito verde pelo alto nível de chuvas, e plana em volta, onde justamente tem uma estrada principal, que contorna a ilha.

Kauai“The Garden Island”: algumas paisagens lembram a Ásia

Passamos 4 dias e adoramos:

Do nosso Hotel, pertinho do aeroporto Lihue: Kauai Beach Resort. Excelente para chegar e partir! Vimos o review deste hotel no Blog Mauoscar e, efetivamente, gostamos bastante. Tinha uma estrutura boa, muito confortável, com piscinas com escorrega para as crianças. Havia até uma piscina com areia imitando praia. Uma excelente relação custo-benefício, onde a hospedagem é relativamente cara. Outras boas opções são ao Sul, em Poipu, ou na luxuosa cidade de Princeville, ao Norte, ou no vilarejo com clima surfista, Hanalei, mas preferimos ficar no meio da ilha e no caminho mais fácil para circular e descobrir: ir tanto para o Sul, quanto para o Norte. Há um Walmart perto do aeroporto (e portanto não muito longe do hotel), onde compramos coisas para lanchar.

Visitamos a Costa Sul:

No caminho, passamos pelo Tree Tunel,um túnel formado pelas copas das árvores, super bonito. Tree Tunel KauaiDepois, chegamos no charmoso vilarejo de Koloa, que tem um pequeno centro com lojinhas e restaurantes, tudo de madeira e no estilo faroeste.

Koloa KauaiÉ em Koloa que fica a Pizzaria Pizzetta, onde fomos jantar algumas vezes: pizzas e massas gostosas, atendimento amigável, menu infantil e sorvetes no final! Não deixem de provar as cervejas havaianas, que em geral vem da Big Island. São gostosas, mas principalmente tem rótulos lindos e condizentes com a vibe das ilhas!

Cerveja no HawaiiPoipu Beach A Poipu Beach Park é excelente em família! Tem uma estrutura muito boa: estacionamento gratuito, caminhos para cadeirantes e bicicletas, salva-vidas, um gramado enorme com mesas para piquenique (aliás, essa é uma constante em todas as ilhas: muitos lugares com mesas e bancos), playground, banheiros e chuveiros externos. Do lado esquerdo da praia, pedras artificiais foram colocadas para não deixar as ondas chegarem e formar uma baía e piscina natural, excelente para os bebês e crianças pequenas. Alguns sargentinhos (peixes zebrados amarelo e preto) até podem ser vistos perto das pedras. Do lado direito da baía um braço de areia divide as praias, formando um visual interessante. Ainda tivemos a surpresa de encontrar uma “Hawaiian Monk Seal”, uma foca havaiana que tomava sol tranquilamente! A espécie (infelizmente em extinção) é protegida e salva-vidas ou voluntários já tinham colocado um cordão de isolamento que delimitava a área (podíamos observá-la sem incomodar o seu descanso). Até hoje a mini pimpolha de 2 anos fala dessa foca! O Havaí foi muito bom para encontrar vários animais em seus habitats naturais!

Poipu Beach KauaiPoipu Beach Kauai HawaiiPoipu Beach with Hawaiian Seal MonkeyPoipu Beach, Kauai, HawaiiNo almoço, podem experimentar o Brennecke’s que tem vista pro mar, saladas, frutos do mar e menu kids (“Keiki”= crianças em havaiano). Ou até passar antes da praia: eles tem sanduíches para levar “take-me-to-the-park” e fazer um piquenique.

Depois do almoço, podem ir até o final da estrada de Poipu para ver os Spouting Horn, espécies de gêiseres que são formados pelo mar que bate em cavernas subterrâneas e sai com força por alguns buracos. É interessante para as crianças e tem barreiras de proteção para não se chegar muito perto. Na volta, podem parar no Kukui’ula Village Shopping Center, um shopping aberto bem charmoso com um Living Foods Market and Coffee, restaurante-delicatessen com comida natural (vale a visita). E onde também podem provar o delicioso sorvete havaiano Lappert’s. Experimentem sabores diferentes como “caramelo com nozes de macadâmia”. Há também o Poipu Shopping Village que tem shows típicos e gratuitos às 16h30, toda segunda e quinta-feira. Programem-se se ainda não viram nenhum show do tipo. Lappert's Hawaii Ice CreamVisitamos a Costa Este, perto do Hotel: Fomos ver Wailua Falls, mas para a nossa decepção não é possível chegar perto. Devido a acidentes, agora ela só pode ser vista do alto e é cercada por muros e grades, para as pessoas não fazerem a trilha até a parte baixa da cachoeira. Ela é bem bonita, mas acaba sendo um passeio rápido: viu, tá vista! Wailua Falls, Kauai, HawaiiDepois vimos a Wailua River desde a estrada. É um lugar excelente para as famílias com filhos maiores que querem fazer ou experimentar o caiaque. Com crianças pequenas podem passear de barco (1h20 de passeio). O Rio tem curiosidades que só podem ser vistas por quem anda pelo rio, como a imperdível Fern Grotto, uma caminhada no meio do verde até um gruta lotada de samambaias pendentes, super diferente! Esses passeios podem ser fechados no início da estrada de Wailua. Wailua River, Kauai, HawaiiSe continuarem pela estrada, podem ir até a Opaeka’a Falls, uma cachoeira que também só pode ser vista de longe, porque fica no meio da mata. Há um estacionamento em frente e interessante que, uma vez mais, havia a preocupação com os cadeirantes: montaram um andar mais alto para eles acessarem e verem o visual.

Opaeka'a Falls, Kauai, HawaiiOpaeka'a Falls para cadeirantes, Kauai, HawaiiPara os cadeirantes

Relativamente em frente à Opaeka’a Falls, há um caminho que desce para o Kamokila Hawaiian Village, a reconstituição de um vilarejo havaiano (visita paga). Não visitamos, achamos um pouco fake. Mas o mais interessante ali é a paisagem e a partida para passeios de caiaque (com crianças maiores que aguentem ficar sentadas) para a Fern Grotto (que fica pertinho dali, a 10 mn de caiaque) ou para as Secret Falls, uma enorme cachoeira acessível após 15 mn de caiaque e 30 mn de trilha por terra (lembrem-se de levar sapatos aquáticos). Kamokila Hawaiian VillageNa volta podem dar uma parada no Lydgate State Park, mais uma área protegida por pedras que forma uma excelente piscina natural. De novo, tem toda a estrutura: salva-vidas, playgrounds, banheiros, chuveiros e área para fazer piquenique. É possível fazer um pouco de snorkel também.

Visitamos a Costa Norte (e nos apaixonamos)! Definitivamente a mais bonita na nossa opinião (sem contar a Na’Pali Coast, na Costa Oeste, que só pode ser vista de barco ou helicóptero)!

Começamos a visita pelo Farol de Kilauea, lindo, em uma península de frente para uma ilhota. O lugar também é um santuário de aves, que fazem seus ninhos nas encostas. Essa visita foi muito interessante para as crianças! Elas puderam ver diferentes espécies de aves, muitas! Aparentemente, também é um bom ponto de observação de baleias, de dezembro a maio. A visita é paga ($5/adulto), mas vale à pena, é educativo, além de ter uma vista linda! Farol de Kilauea, Kauai, HawaiiFarol de Kilauea, Kauai, HawaiiFarol de Kilauea, Kauai, HawaiiDepois passamos pela luxuosa cidade de Princeville, com casas lindas em cima de um penhasco; mas as praias ali são de difícil acesso, escondidas pelos condomínios. Condomínios da costa norte, KauaiKauai, HawaiiHanalei, ao lado, é mais cool. Parem em Hanalei Gourmet para comprar sanduíches, eles emprestam mochilas térmicas gratuitamente para quem quiser fazer um piquenique. E juro que vai valer muito à pena! É ali que fica uma das praias mais bonitas (é tão difícil fazer essa escolha): a Baía de Hanalei com um deck que dá um charme tremendo. E lá na ponta, tem duas mesas para fazer um dos piqueniques mais lindos que vocês possam imaginar!

Hanalei Bay, Kauai, HawaiiHanalei bay, Kauai, HawaiiA água mais uma vez é uma piscina, por ser uma baía. Tem muita gente fazendo caiaque, stand up paddle, as crianças podem nadar tranquilamente. Do lado direito, vários carros param pertinho da areia e montam tendas para piqueniques familiares. A praia não oferece estrutura (guarda-sol, cadeiras) e tem pouca sombra, já que a praia tem coqueiros, mas distantes da água. Perto do estacionamento gratuito há sempre uma estrutura com banheiros e chuveiros externos.

Hanalei bay, Kauai, HawaiiHanalei bay, Kauai, HawaiiHanalei Bay, Kauai, HawaiiVisual de uma fina cachoeira no meio das fendas das montanhas

Como não tinha sombra, ficamos ali um tempo, mas continuamos a nossa visita da região e seguindo a estrada, chegamos em Haena, onde é possível parar para ver a Dry Cave, um buraco imenso e profundo na rocha e, um pouco mais à frente, a Wet Cave, com água no fundo. São dois fenômenos bem curiosos!

Dry Cave, Kauai, HawaiiDry Cave, Kauai, HawaiiE, no final da estrada se preparem para a Ke’e Beach, uma das mais lindas (já disse isso para outras?)! 🙂 Esta praia tem como décor o início da Na’Pali Coast, com suas montanhas altas e talhadas e, uma vez mais, forma uma pequena baía com água tranquila e transparente! Muita gente mergulha e faz snorkel ali, porque tem recifes um pouco mais distantes. Desta vez, tinha a sombra de amendoeiras que beiram a praia. Amamos!

Ke'e Beach, Kauai, HawaiiKe'e Beach, Kauai, HawaiiDali é possível fazer uma trilha que vai até a Praia de Hanakapiai, mas é uma trilha muito demorada (3h) e perigosa com crianças! Se quiserem ter uma vista bonita, podem fazer o início dela, até o primeiro mirante a uns 20 mn. Atenção: como chove bastante em Kauai, o terreno é escorregadio e lameado.

Trilha em Ke'e Beach, KauaiKe'e Beach vista da trilha Kalalau Trail, Kauai, HawaiiNa volta, esperimentem jantar no The Dolphin, na saída de Hanalei. Se vocês gostam de peixe ou comida japonesa, vão adorar! Há mesas do lado de fora, na beira do rio onde passam grupos em canoas havaianas, bem bucólico e mais agradável com crianças.

The Dolphin, Hanalei, KauaiCanoa havaiana, Kauai, HawaiiTem Menu Kids, com lápis de cera. Nós optamos por sushis elaborados, diferentes e deliciosos. E também por Poke, um prato havaíano, como uma salada com cubos de peixe cru, que lembram pedaços de sashimi.

The Dolphin, Hanalei, KauaiPoke, prato típico havaíano, KauaiSe ainda sobrar espaço e tempo, parem no Princeville Center onde tem uma filial do sorvete Lappert’s.

Visitamos a Costa Oeste: Na’Pali Coast e Waimea Canyon

É nesta Costa que fica a impressionante e única Na’Pali Coast com suas fendas, terra avermelhada e cachoeiras escondidas que só podem ser vistas do alto.

Existem diferentes formas de visitar a Na’Pali Coast:

– de barco: há inúmeras companhias que fazem passeios de snorkel em diferentes embarcações (lanchas, catamarãs). Visitam a costa, descobrem praias escondidas, veem golfinhos. Mas os passeios duram de 4 a 5h e não são autorizados para crianças abaixo de 5 ou 6 anos (depende da empresa). Na Holo Holo custa $129/adulto e $89/criança. O Blog Mauoscar fez o passeio: aqui.

– de helicóptero: não é a forma mais barata, mas certamente a mais impressionante! Os helicópteros partem em sua maioria do lado do aeroporto de Lihue, onde ficam as diferentes empresas. Elas aceitam crianças pequenas, mas como nos aviões, a partir de 2 anos elas tem assento próprio e pagam o preço cheio (em torno de $200, por internet tem desconto). O passeio dura 1h e passa por Wailua Falls, cachoeira filmada no seriado da Ilha da Fantasia ou pelas Jurassic Falls, filmadas no famoso filme Jurassic Park! Apesar da grande vontade, acabamos não conseguindo fazer este passeio: de manhã o tempo sempre estava encoberto, chovia um pouco e também ficamos com receio da reação da nossa menor de 2 anos. Mas bobeamos, pois vejam estes dois blogs americanos que fizeram o passeio com crianças pequenas: Walking on Travels e Mommy Points.

– outra forma de ter uma vista das falésias é de carro, contornando o Waimea Canyon até o final da estrada, no Kalalau Lookout. Dali se tem uma visão do Canyon com 915m de profundidade de um lado e para a costa do outro. Optamos pelo carro, mas não foi ideal: o caminho é longo, demorado e a paisagem mais árida, bem menos bonita que o resto da ilha. Parece que as melhores vistas ficam depois da milha 9, mas não aguentamos e voltamos para trás com as crianças dormindo de tédio. A cidade de Waimea é pitoresca, como se tivesse parado no tempo do faroeste.

Teremos que voltar com as crianças um pouco maiores para ver corretamente o mais impactante da ilha: a Na’Pali Coast!

Veja mais fotos desta viagem no instagram @viajandocompimpolhos, hashtag #pimpolhosnohawaii.

Viagem feita em junho de 2013 com crianças com 5 e 2 anos.

 

OBSERVAÇÕES:

==> É imprescindível alugar carro! As estradas são boas, as paisagens lindas e as pessoas respeitam muito o trânsito. Nós fizemos o pacote todo pelo Expedia que encontra as promoções do momento (carro+hotel+voos Maui-Kaui e Kauai-Oahu), portanto a empresa do aluguel de carro mudou em cada ilha: usamos Álamo, Avis e Dollar e saíamos do aeroporto já de carro. Levamos cadeirinha e booster. Estradas em Kauai, Hawaii==> Fomos de Island Air (Maui-Kauai) que é da Star Alliance (pontua milhagem) e voltamos de Go (Kauai-Oahu). Voos de 30 mn, aproximadamente. Island Air==> Os voos internos cobram $15/bagagem (tamanho e peso). Levamos uma só mala grande para os 4.  Cadeirinha e carrinho não foram cobrados.

==> Assim que chegarem nos aeroportos, hotéis, peguem todos os folhetos e livrinhos publicitários. É o sistema americano de cupons que impera: vários descontos para passeios, restaurantes…

==> De dezembro a maio é possível observar baleias jubarte.

==> aproveite a sua estadia no Havaí para fazer aulas de stand up paddle, o esporte que nasceu no arquipélago e virou moda. (aproximadamente $30/meia hora de aula individual).

==> Compre o seu material para fazer snorkel e deixe-o sempre no carro, quando menos se espera, há sempre um point interessante! Ou alugue o material para vários dias assim que chegar em cada ilha. A loja que mais vimos foi a Snorkel Bob’s.

==> Não deu tempo, mas pode ser interessante: fazer o passeio de locomotiva no Kilohana Plantation Tour: dura 40 mn e percorre toda a fazenda, passando no meio de plantações de abacaxi (fruta quase símbolo do arquipélago, encontrada em todos os cafés da manhã e sobremesas), bananas, abacates, canas de açúcar…e fazendinha com animais que podem ser alimentados. Nos casarões, podem comprar artesanato e aproveitar para comer no premiado restaurante Gaylord’s, que também tem menu kids. Abacaxi no Kaui, Hawaii==> Fiquei bem impressionada com a atenção para os cadeirantes e férias inclusivas.

==> Vimos um Luau em Oahu, onde há mais opções de shows.

==> O símbolo de Kauai é o Galo vermelho, que pode ser encontrado na ilha toda: em tudo quanto é lugar, além de estar estampado nas camisetas e souvenirs! 🙂

Galo, símbolo de Kauai, Hawaii

Onde se hospedar: Kauai tem diversos resorts*

$$$$$ Kauai Marriott Resort (ver fotos e avaliações)

$$$$ Westin Princeville Ocean Resort Villas (ver fotos e avaliações)

$$$$ Castle Kiahuna Plantation & Beach Bungallows (ver fotos e avaliações)

$$$$ Kauai Coast Resort at the Beachboy (ver fotos e avaliações)

$$$ Kauai Beach resort (ver fotos e avaliações)

$$$ Aston at Poipu Kai (ver fotos e avaliações)

$$$ Outrigger Kiahuna Plantation (ver fotos e avaliações)

$$$ Aston Islander on the Beach (ver fotos e avaliações)

*Somos afiliados Booking, recebemos uma comissão pelas reservas feitas através do blog. Você não paga nada mais por isso e nos ajuda a manter as melhores dicas!

Não deixe de ler:
No Blog Uma Mala no Hawaii, da Lucia Malla, blogueira de mão cheia, apaixonada pelo Havaí onde mora: 4 dias no Kauai
No Blog Viagens que sonhamos: Kauai, roteiro de 3 dias com crianças
GoHawaii: Kauai
Havaí com crianças: o que fazer na ilha de Maui?
Maui com crianças: mama’s FishHouse, um restaurante imperdível

Também estamos por aqui:
FACEBOOK TWITTER | INSTAGRAM | GRUPO VIAGENS EM FAMÍLIA

9121 Visualizações

Sut-Mie Guibert, Family Travel Blogger, Blogueira especializada em Viagens em Família, com crianças e bebês. Jornalista e mãe de duas meninas de 5 e 2 anos, adora levar as crianças para conhecer o mundo! Mas também gosta de escutar e falar sobre o assunto com outras famílias, que são sempre bem-vindas por aqui!

20 comentários para este artigo

  1. Fran Agnoletto disse:

    Sut,

    Amei! Muito obrigada por “antecipar” o post.
    Meu roteiro está muito parecido. Minha principal dúvida é sobre a Na Pali. Acho que o pequeno vai amarelar no helicoptero. Vou ter que deixar para decidir lá mesmo.

    Vai ser nossa segunda vez no Havaí, e já estou vendo que vou precisar voltar!
    Aloha!

    Fran, @ViagensqueSonhamos

    • Sut-Mie Guibert disse:

      Oi Fran,
      Pois é: vc viu que ele nem tem idade permitida para embarcar, né?
      Vai ter que ser de helicóptero ou carro (para ter uma vista mínima), mas nós amarelamos no meio do caminho e voltamos…
      Espero que vcs se divirtam muito!
      Bjs, Aloha!

  2. Lucia Malla disse:

    Maravilhoso, Sut-Mie!! Incrível como viajar com criança puxa uma perspectiva completamente diferente!! Amei seu post, muito bacana!! Agora é só voltar… :). Aloha!

    • Sut-Mie Guibert disse:

      Oi Lucia,
      Engraçado: eu tinha lido o seu post antes de ir para lá e agora o reli de novo, e efetivamente, é divertido ver como são programas e visões diferentes! 🙂 Informações complementares!
      Mas já falei para o maridão que quero casar lá de novo, como a minha amiga Lúcia! <3

  3. Oi, Sut. Tudo bem? 🙂

    Seu post foi selecionado para a #Viajosfera, do Viaje na Viagem.
    Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Até mais,
    Natalie – Boia

  4. Ariete disse:

    Oi Sut, pena eu ter ido antes do post, tem boas dicas, adorei. Mas tbm pretendo voltar e com certeza irei utiliza-las. Fiz o passeio de barco e foi ótimo, pudemos admirar uma baleia e tartarugas. A costa é lindíssima. Tbm fui assistir um Luau com comidas e danças típicas e visitamos um jardim maravilhoso. Agora, galos e gailnhas me surpreenderam, tem por toda parte!!

    • Sut-Mie Guibert disse:

      Olá Ariete,
      Vc fez o passeio de barco com criança? Ela aguentou bem? Deve ser lindo! Quero muito voltar para poder fazer esses passeios que faltaram!
      O Luau, vimos um em Oahu, então nem falei disso aqui…
      E qual foi o jardim que visitaram? O Jardim Botânico perto dos Spouting Horns em Poipu? Fiquei na dúvida desse passeio, mas já vi que perdemos mais uma coisa linda!
      Sobre os galos e galinhas…menina, é uma diversão à parte! As crianças passavam o dia correndo atrás delas! 🙂
      Bjs

  5. Edna Almada disse:

    Que lugar maravilhoso adorei o post ,sempre tive muita vontade de conhecer o Havaí com meus baixinhos talvez ano que vem bjim.

  6. natasha disse:

    ola!gostei muito do seu post. Tenho uma bebe de 5 meses e em fevereiro esotu querendo fazer uma viagem e pensei no havai .Ela estará com 1 ano . Você acha que da para aproveitarmos com ela. obrigada beijos

    • Sut-Mie Guibert disse:

      Olá Natasha,
      Se você está acostumada a viajar com ela, se ela topa voo compridos, não tem problema. O Havaí é super kids friendly, super acolhedor para famílias: é um Estados Unidos tropical! Se você achar necessário, você pode até dar uma parada de 2, 3 dias em Los Angeles… e depois encarar o voo para o Havaí (aí, são só 6h). A maior dificuldade é a distância da viagem mesmo. Tudo depende de como ela encara isso: se é calma ou se fica agitada, se dorme a viagem toda ou não…?
      No Havaí, a estrutura com crianças é muito boa: águas calmas em algumas praias (apesar de que janeiro/fevereiro é a época das ondas gigantes no North Shore), mas sempre tem outras praias mais calmas.
      Um abraço

  7. Cumbicão disse:

    Oi,
    Em que mês você foi e como era o clima?
    Muito quente? Abafado?
    Estou pensando em ir em fevereiro com um pequeno que terá 1 ano.
    Abraço

  8. Ans disse:

    Oi, Sut!!
    Estou numa duvida cruel para as ferias de julho con ks meninos: Africa do Sul ou Hawaii?? Voce ja foi em ambos qual é a sua opiniao? Os meninos terao 8 e 4 anos. Bjs

    • Sut-Mie Guibert disse:

      Olá Ana,
      Ai, que dúvida cruel!!!!! Os dois lugares são absolutamente maravilhosos, tanto para adultos quanto para crianças e cheios de experiências fantásticas com animais e natureza!
      Mas há um dado aí que pode fazer diferença: como vc tem um menino de 4 anos, terá que procurar Lodges que aceitam crianças para fazer safári. Normalmente, os safáris são permitidos à partir de 6 anos. Alguns hotéis aceitam crianças menores, MAS, ou elas não fazem o safári (ficam no hotel com alguém) ou você pode levar para o safári mas tem que pegar um carro particular para a família e isso encarece muito o passeio)! Uma solução, seria aproveitar o grupo que a agência Viajar com Crianças, nossa parceira, está fazendo para o mês de Julho, assim não há problemas. Como a criança menor está inserida num grupo, tanto ela pode fazer o safári, quanto não paga extra por isso: http://viajarcomcriancas.com.br/grupos/post/africa-do-sul-nas-ferias-de-julho

      Outra opção é esperar que o menor tenha pelo menos 6 anos e aí podem partir para o Havaí. Lugar maravilhoso, com excelente estrutura para as crianças, mesmo pequenas. Afinal, estamos no Estados Unidos, mesmo se são ilhas.
      Será que ajudei? 🙂
      Um abraço

      • Ana disse:

        Oi, Sut!
        Me ajudou sim!! Estou muito inclinada a escolher Hawai!! Ate pelo clima que estara na epoca! So uma duvida: voce foi daqui do Brasil ou voce morava fora na epoca? Porque vamos do Rio e gostaria de saber o melhor itinerario e companhia aerea. Um beijo e obrigada 😉😘

        • Sut-Mie Guibert disse:

          Oi Ana,
          Eu estava morando fora nessa época, mas tive que vir até São Paulo, de qualquer forma. Então é como se o meu voo tivesse saído daqui. Porém, pegamos uma SUPER, super promo, então nem vale à pena te dar o nosso roteiro porque ele foi bastante alongado ao que normalmente se deve fazer. Tudo depende também se vc tem milhas e em que companhias?
          Nós fomos de TAM até os EUA e de lá, os voos internos até Honolulu foram pela United (parceria com a Tam). Saiba só que os voo internos americanos não servem refeição, elas são vendidas. Nós chegamos a comprar no aeroporto e levar, com medo que lá dentro fosse muito mais caro e não foi. Ficou mais ou menos pelo mesmo preço. Então, pela praticidade, pode deixar para comprar dentro do avião, ou comer antes no aeroporto ou levar algo só se for algo que as crianças gostam muito de comer (ou em caso de alergia, por ex, ou comprado em supermercado..).
          Muita gente sai do Brasil e vai para San Francisco/ Los Angeles/San Diego… e de lá para Honolulu. São as pernas mais próximas. Se quiser, pode ir para Los Angeles, cortar a viagem, passar 2/3 dias, aproveitar ver a Disney California em Anaheim… assim não fazem 2 voo longos diretos.
          Pessoalmente, nós fomos direto, apesar dos voos longos. Mas porque as nossas crianças dormem bem nos voos e para nós, todo o processo de sair e voltar para o aeroporto, passar polícia, raio X, esperar, etc… cansa mais do que ir direto. Queríamos logo chegar em Honolulu, deixar para descansar na praia! 😀

        • Sut-Mie Guibert disse:

          E Julho é uma excelente época porque o mar está flat, excelente para stand up paddle, snorkel…. diferente de Janeiro, quando tem as ondas gigantes de Jaws! 🙂

Deixe seu Comentário





* Campos obrigatórios