Ficou fácil viajar com crianças!

Bonito com crianças: dicas da Manuela (6 anos) e dos gêmeos Joaquim e Pedro (5 anos)

Convidada Especial | Camila Colla Duarte Garcia

Camila Duarte Garcia é mãe de 3 crianças que adoram férias aventureiras! Recentemente, ela esteve em dúvida entre destinos como Amazônia, Fernando de Noronha, mas se interessou também por Ilha de Páscoa e Patagônia… Enquanto ela decide as próximas férias, ela topou nos contar os passeios que a família fez em Bonito, considerado pelos leitores da Revista Viagem e Turismo como Melhor destino de Ecoturismo do Brasil!

“Estivemos em Bonito entre os dias 20 e 24 de dezembro de 2013. A viagem foi uma dessas surpresas boas, pois recebemos um convite para passar o Natal com parte da família que mora em Campo Grande e resolvemos dar uma esticadinha com as crianças. Bonito fica no Mato Grosso do Sul, a 300 km da capital (Campo Grande) e é um dos melhores destinos de ecoturismo do país. As atividades por lá são diversificadas, agradam a todo tipo de público e, basicamente, se dividem em passeios de flutuação, cachoeiras, grutas, cavalgadas, bote, rapel, arvorismo, mergulho e balneários.
Então, pensamos que uma “viagem de aventura” com as crianças na idade em que estavam (6 e 5 anos) seria super bem aproveitada e cheia de histórias para contar. De fato, foi!

Ficamos 4 dias e adoramos:

Há diversos hoteizinhos e pousadas em Bonito, mas acabamos optando pelo Zagaia Eco Resort que é o único resort da região. A maior vantagem do Zagaia é que ele inclui café da manhã e jantar, o que facilita bastante em uma viagem com 3 crianças. Os passeios eram bem cedo de manhã e ficávamos exaustos à noite, então não precisar se preocupar com as refeições foi um facilitador. O Zagaia não é um hotel de luxo, mas extremamente confortável e atendeu todas as nossas necessidades e expectativas.
ENTRADA DO ZAGAIAFizemos um passeios de bote no Rio Formoso, a flutuação no Aquário Natural, uma trilha pelas cachoeiras na Estância Mimosa e o passeio para a Gruta do Lago Azul. Acho que essa programação era meio básica pela idade dos meus filhos e pelos dias que ficamos por lá. Sendo assim, achei a programação ideal, muito bem aproveitada, não teria tirado ou acrescentado nada, nem diárias! Mas, atenção, os passeios têm restrição de idade! Em geral, começam a partir de 6 anos. Alguns poucos a partir de 5 anos e outros, 8 anos. Veja a tabela de preços dos passeios e idade exigida. A flutuação do aquário natural é a mais simples e curta, mas é a única permitida para a idade dos meus filhos. Outra coisa importante: os passeios são feitos em grupos e eles são bastante rigorosos com a questão do horário, atrasos não são tolerados e corre-se o risco de perder o passeio pela impossibilidade de ser encaixado em outro grupo. Até por isso acabamos contratando um motorista que ficou conosco o tempo todo. Ele fez o transfer de Campo Grande até Bonito (em torno de 3 horas de carro, estrada boa), nos levou para todos os passeios e depois nos levou de volta para Campo Grande, onde passamos o Natal. Contratamos tanto o motorista quanto os passeios através da agência de viagens que fica dentro do Zagaia (crisval.com.br, o site é muito útil e cheio de informação importantes sobre Bonito. Vale a pena fuçar!). Uma outra opção seria alugar um carro, uma vez que as distâncias para os passeios são consideráveis e em estradinhas de terra. Nós não alugamos carro, pois precisaríamos do transfer de Campo Grande para Bonito de qualquer maneira, então fechamos um pacote com o motorista da agência.

PASSEIOS:

=> Passeio de bote pelo Rio Formoso (R$75/pessoa na alta estação): o passeio é feito em botes infláveis num percurso de 6km. Passamos por 2 cachoeiras e 2 quedas d´água. O uso do colete salva-vidas é obrigatório e há um mini-treinamento de como se posicionar no bote especialmente no momento das quedas. Esse foi o nosso primeiro passeio e estreamos em alto estilo. Um passeio lindo, divertido, animado e super radical. Vimos diversas aves e macaquinhos nas árvores, as crianças amaram e se encantaram. Há alguns momentos de paradas para nadar em piscinas naturais, muito gostoso. Nesse tipo de passeio, tudo o que se carrega, volta molhado. Não é exagero. Molha tudo mesmo. Vale a pena levar câmera à prova d´água (não levamos) ou comprar um DVD com as fotos que um fotógrafo vai tirando ao longo de todo o percurso. Custou uns R$50 e não nos arrependemos do investimento, fotos excelentes. Não se esqueça de passar protetor solar antes de entrar no bote!

treinamento no bote. Pedro foi cobaia!

Treinamento no bote. Pedro foi cobaia!

a primeira quedaA SEGUNDA QUEDACONTEMPLANDOPARADA PARA NADAR

=> Cachoeiras na Estância Mimosa (R$132/pessoa c/ almoço na alta estação – R$118/criança): esse passeio não se trata apenas de cachoeiras, é mais do que isso. Você chega na Estância Mimosa e se depara com uma fazenda toda rústica e charmosa, há redes no jardim e um lago cheio de jacarés. Foi bem impressionante vê-los tão de perto, menos de 1 metro de distância, atrás apenas de uma cerca baixa. Para quem está acostumado a ver jacaré nos zoológicos da vida, dá até um medinho de pensar que aquele bicho vai escapar dali e atacar todo mundo, mas é tudo tão tranquilo e natural que você simplesmente esquece e curte um monte. Para as crianças, esse foi um dos pontos altos da viagem com certeza. Depois do reconhecimento do local, eles servem um almoço delicioso, bem comida de fazenda, feita no forno a lenha, tudo muito fresquinho e saboroso (eu voltaria para Bonito só para almoçar na Estância Mimosa de novo!). Passado um tempinho do almoço, é hora de começar a aventura. Cada guia reúne o seu grupo e parte para a preparação do passeio e algumas informações. Neste passeio, você faz todo o trajeto de colete salva-vidas para usar nas cachoeiras, está incluído. O que não inclui é uma botinha de borracha que serve tanto para a trilha quanto para nadar na cachoeira. Você pode alugar por uns R$5 e eu recomendo. Não aluguei e me arrependi, pois estava de tênis e era meio chatinho de colocar e tirar para nadar nas cachoeiras. É possível e recomendável levar uma mochilinha com toalha, água, repelente, protetor solar e câmera fotográfica. No entanto, os guias fazem um discurso de evitar o uso do repelente e protetor na intenção de preservar a água. Dependendo do horário que fizer o passeio, é possível evitar o uso destes produtos, tanto pela ausência de mosquitos, quanto do sol, já que a mata é fechada e ninguém permanece exposto ao sol o tempo todo. Uma boa opção são as camisas anti UV de manga comprida.

A caminhada pela trilha é de mais ou menos 3,5km, meio puxadinho, mas não é íngreme e as crianças aguentaram numa boa. São feitas 7 paradas em diferentes cachoeiras, uma mais linda do que a outra! Nadamos em todas! As vistas são incríveis e há uma parte do passeio feita num barquinho a remo. Uma novidade para as crianças nesse passeio foi de poder ouvir as informações, histórias e lendas da região que o guia vai contanto. Eles prestavam a maior atenção e ficaram fascinados por tudo o que ouviram.

ESTANCIA MIMOSAPEDRO E O JACARÉPAUSA PARA NADAR NA CACHOEIRA
=> Flutuação no Aquário Natural (R$160/pessoa c/ almoço na alta estação – R$140/criança): acho que esse passeio era o mais esperado de todos, mas para as meninas não foi o favorito. Já explico. O passeio começa por uma caminhada na mata que nos leva até a nascente do rio. Durante esse percurso, já estávamos todos equipados com roupa de borracha, papete e máscara de mergulho em mãos (não havia papete no tamanho das crianças e elas foram de tênis mesmo. Não tem o menor problema e como eu sabia desse detalhe, levei um tênis bem velhinho que nem trouxe de volta. Mas se vcs tiverem aqueles sapatos de borracha, levem). Aqui, eles são ainda mais rigorosos com o uso do repelente e protetor: não pode mesmo!! Todas as pessoas são obrigadas a passar por duas duchas a fim de tirar tudo o que tem no corpo… Chegando no deck da nascente do rio, a guia começa a dar as instruções para fazer a flutuação e, no primeiro momento, você fica só explorando uma piscina natural lotada de peixes variados, é muito lindo mesmo. Uma experiência incrível. O problema aqui foi que, apesar da roupa de borracha, a água era muito fria e a Manu não curtiu muito. Além disso, ela não se adaptou ao uso da máscara, do snorkel e ficou de mau humor. Confesso que eu não sou muito fã de mergulho e fiquei com a minha filha no barco numa boa. Ou seja, existe essa possibilidade para quem faz o passeio com crianças. Ficamos no barco vendo os meninos, a paisagem e tirando fotos. Para os meninos, foi uma experiência muito rica e super bem aproveitada. Depois da flutuação na piscina natural, você começa a descer o rio por quase 1 km. No final da flutuação tem mais uma caminhada, uma tirolesa e daí você chega em uma área comum com piscina e restaurante. Almoçamos por lá, aproveitamos a piscina e abusamos do protetor solar nesse momento! No Aquário Natural também tem um fotógrafo que faz fotos de cada um dos grupos e depois disponibiliza o DVD para venda. Compramos esse também e não nos arrependemos, especialmente pelas fotos embaixo da água, coisa que as crianças adoraram ver. É permitido levar câmera à prova d´água e muita gente leva, fica a critério de cada um.

o aquário naturalmeninos mergulhadoresBARQUINHO PARA QUEM CANSAMANUELA MERGULHADORA
=> Gruta do Lago Azul (R$60/pessoa na alta temporada): acho que esse é o verdadeiro cartão-postal de Bonito. Não é à toa. Há uma caminhada curta e logo inicia-se a descida de uns 200 metros para dentro da gruta. O uso de tênis e capacete (incluso no valor do passeio) é obrigatório. Ficamos todos maravilhados ao avistar a água do lago. É de uma nitidez incrível! Um azul encantador! Você é capaz de enxergar o fundo do lago e pensa que é bem rasinho, mas na verdade tem uns 30 metros de profundidade. Escolhemos fazer esse passeio bem cedo de manhã, pois dizem que ver o lago com os primeiros raios de sol é indescritível de tão lindo. No entanto, não demos sorte e o dia estava encoberto. Ainda assim, valeu a pena. Por motivo de conservação, é proibido entrar no lago. Dica básica: é muito difícil tirar foto lá dentro da gruta devido à falta de luz. Quem tiver uma câmera mais profissional, não deixe de levar para registrar a beleza que é o lugar!
PREPARADOS PARA A GRUTAO LAGO AZULImpossível não fazer a piadinha de que Bonito é realmente bonito. Quer dizer, muito Bonito! Paisagens deslumbrantes, uma natureza muito bem preservada e excelente infra-estrutura para turistas. Recomendo fazer as malas e levar as crianças!”

 

Obrigada Camila por este texto e fotos tão bacanas! Já estou contando os dias para a minha menor crescer mais um pouquinho! 😉

Para mais informações:
Sobre Bonito: portalbonito.com.br

Os passeios são tabelados (custam a mesma coisa em todas as agências mas cuidado, não incluem transporte). Veja a tabela de preços e idades mínimas exigidas para cada passeio.

Cada passeios tem um número máximo de participantes/dia, por isso é melhor agendá-los antes. Além disso, você não pode participar dos passeios sem guia ou agência turística, porque muitos são em propriedades privadas.

A agência H2O Ecoturismo vende os passeios por internet e fez uma página específica com passeios para famílias: veja aqui

Qual a melhor época para ir? O ideal é entre os meses de dezembro e março, no período das chuvas, quando a vegetação está verde e os animais aparecem porque há mais comida. Faz mais calor, mas a chuva pode atrapalhar alguns passeios. No inverno (julho) geralmente não chove, as águas ficam mais nítidas para mergulhar, no entanto, faz mais frio.

Para se hospedar:
$$$$$ Zagaia Eco Resort: tem parquinho, Copa Baby, piscina infantil…além de pacotes meia pensão.
Veja também se o Zagaia Eco Resort está em promoção no Zarpo!

$$$ Pousada Surucuá: fotos, avaliações e disponibilidade*. Tem piscina ao ar livre e quartos familiares.
$$$ Pousada Águas de Bonito: fotos, avaliações e disponibilidade. Tem piscina ao ar livre e aquecida. Além de brinquedoteca e playground.
Pousada Olho d’Água: fotos, avaliações e disponibilidade*
Hotel Pousada Bonsai: fotos, avaliações e disponibilidade*
Hotel Cabanas: fotos, avaliações e disponibilidade*
Para ver outros Hotéis e Pousada em Bonito: fotos e avaliações*

Não esqueça de levar: repelente, boné, óculos, protetor solar, blusa de malha anti UV, sapatilhas para a água, máquina fotográfica à prova d’água, roupa de banho, moletom, tênis, capa de chuva fina (como as usadas na Disney).

* Somos afiliados Booking e recebemos uma comissão pelas reservas feitas através do Blog. Você não paga nada mais por isso e nos ajuda a manter as melhores dicas!

Você também pode gostar de ler:

No Blog Minha Mãe que Disse: Bonito, aventura para pais e filhos!

No Blog Eu Viajo com meus filhos: Bonito, ainda mais lindo com crianças

No Blog Eu Viajo com meus filhos: Flutuação em Bonito

Também estamos por aqui:

FACEBOOK TWITTER | INSTAGRAM | GRUPO VIAGENS EM FAMÍLIA

11143 Visualizações

Sut-Mie Guibert, Family Travel Blogger, Blogueira especializada em Viagens em Família e com crianças. Jornalista e mãe de duas meninas de 10 e 6 anos, adora levar as crianças para conhecer o mundo! Mas também gosta de escutar e falar sobre o assunto com outras famílias, que são sempre bem-vindas por aqui!

6 comentários para este artigo

  1. Débora disse:

    Viajar para Bonito com meu filho de 09 anos foi uma aventura adorável. Fizemos flutuação e nos divertimos no passeio de bote. Recomendo a viagem para Bonito com crianças.

  2. Danielle disse:

    Bom dia! Adorei as dicas. Tenho uma menina de 7 anos e um baixinho de 2. Vc acha q vale a pena já ir com o menor? Vamos conseguir fazer os passeios numa boa? Obrigada

  3. Rafaella disse:

    Oiiii muito completo seu blog.
    Só fiquei com uma dúvida, esse táxi que VC contratou para os transfers e passeios,foi um pacote ou ele cobrou por trecho. Vc lembra o valor ??

  4. Juliana Fernandes disse:

    Adorei a matéria. Estive em Bonito em 2012 com meu marido e nos apaixonamos pelo lugar. Agora mal vejo a hora de nossa bebê ter idade para voltar lá com ela. Fiquei feliz por saber que com 5/6 anos as crianças já conseguem curtir.

Deixe seu Comentário





* Campos obrigatórios