Ficou fácil viajar com crianças!

O nosso roteiro em…Amsterdã, Paris, Veneza e Roma! A viagem da família Costa

Convidada Especial | Viviane Costa

A Viviane Costa participa do nosso grupo do Facebook, Viagens em Família e, como muitas famílias, ela voltou da Europa agradecida com as dicas que recebeu e, por sua vez, gostaria de compartilhar o seu roteiro, dicas e fotos.

“O voo RJ-AMSTERDÃ foi feito pela KLM, companhia áerea kids friendly, com chegada no Aeroporto de Schiphol, excelente! Viajamos três adultos e duas crianças de 3 e 4 anos.

1º dia: AMSTERDÃ. Chegada às 12:20.
Compramos o cartão I Amsterdam City Card no próprio aeroporto de Schiphol na Holland Tourist Information.
Pegamos um táxi e deu em torno de 50 euros. Até dá para sair do aeroporto de trem, mas tínhamos carrinho de bebê, malas e crianças pequenas e optamos pelo conforto sem dor de cabeça.
Nos hospedamos no $$$ Hotel ibis Amsterdam Centre Stopera, e foi excelente porque ele é bem localizado, perto de tudo que queríamos fazer com as meninas: museu marítimo Nemo, TunFun, o Zoo Artis… dá para ir andando para todos esses lugares.
Para ir para o centro fica a uma estação de metrô/tram.

2º dia: AMSTERDÃ
Visitamos a Praça dos Museus, a Museumplein, a Praça Dam e o parque lindo Vondelpark. Optamos pelo Museu Van Gogh, maravilhoso!
*Se estiver muito frio, podem ir com crianças ao Tunfun, parque indoor. Ou, eventualmente, alguns adultos podem querer fazer a visita à Fábrica da Heineken.

3º dia: AMSTERDÃNemo Museu e Museu Marítimo – 10 min a pé do hotel
Dá para fazer os dois museus se chegar bem cedo.
Passear por Amsterdã foi muito agradável. Demos até uma voltinha pela Red Light, que nos pareceu muito tranquila; as crianças nem perceberam onde estavam…nem nós! Para quem vem do Rio de Janeiro, Copacabana pode ser um bairro mais “pesado“. 🙂

Nemo-Amsterdam

4º dia: EFTELING PARK
Ida – de Amsterdam: pegar o trem para ´s-Hertogenbosch e da estação, pegar um ônibus especial (transfer) para Efteling.
Volta – de Efteling pegar o 300 em direção a Den Bosch via Waalwijk, descer na ‘s-Hertogenbosch, Leeghwaterlaan andar um pouco para pegar o Intercity 820 em direção a Alkmaar Amsterdam Amstel e em seguida pegar o 53 em em direção a Centraal Station, descer em Amsterdam Waterlooplein.
Efteling Park é um pouco distante (1h30 de trajeto), mas divertido e diferente. O parque fechou exatamente às 18h (no outono), incluindo as lojas. Mesmo tendo comprado o ticket que vale por mais 30 min de parque, este ficou aberto, porém o resto fechou, então não adiantou de nada. O parque é bem grande e lindo, com uma proposta diferente da Disney, mas muito legal e charmoso. Veja este post da Bailandesa (que mora lá) com mais detalhes.
* Outra sugestão de passeio: visitar Zaanseschan, fazenda dos moinhos (ver o post desta família que fez o passeio).

Eifteling-Holanda

5º dia: AMSTERDÃ/PARIS pelo trem Thalys.
A viagem de trem foi excelente. Chegando na Gare du Nord em Paris, optamos por pegar um táxi (Uber com booster) até o hotel.
Ficamos no $$$ Hotel ibis Paris Tour Eiffel Cambronne, no 15ème. Fomos andar para ver a Torre todos os dias! O hotel fica muito pertinho.
Dali a pé fomos até o Champs de Mars, Torre Eiffel e o Trocadéro em frente.
* Na segunda rua após a Praça Cambronne, há um Carrefour e na quarta rua em frente à estação de metrô, na rua do Mc Donald’s tem um excelente supermercado Monoprix, e lojas Zara e H&M.

Paris

6º dia: PARIS – Notre Dame e Sainte-Chapelle.
Não gostamos do bairro, muito turístico. Paramos para tomar um tradicional sorvete no Berthillon mas achamos o bairro perigoso e fomos embora logo.
* Sugestão: Jardin du Luxembourg, que tem um parquinho excelente para as crianças e pôneis.
Voltamos para passear pelo Sena de barco e ver a Torre Eiffel (dá para comprar os ingressos on line).

7º dia: PARIS – Musée du Louvre e Jardin des Tuileries
Passamos o dia no Museu de Louvre. Lanchamos no Museu, saímos pelo Jardin des Tuileries (ver post), na direção da praça da Concorde e subimos a Champs-Elysées.
Na Champs Elysées, tem novamente o supermercado Monoprix, lojas Zara, Disney Store, Gap e fomos até o Arco do Triunfo.

Louvre-Paris

8º dia: Disneyland PARIS
Do centro de Paris pegar o RER linha A em Châtelet-Les-Halles em direcção a Marne-La-Vallée/Chessy. Está tudo bem indicado nas placas, com o desenho da cabeça do Mickey.
Disneyland Paris: com crianças de 3/4 anos, eu faria só um parque ou reservaria dois dias para a visita (ver post). A minha filha dormiu, cansada, e acabou nem vendo nada do Walt Disney Studios. Voltamos de trem RER depois de ver a parada e o show noturno, foi muito tranquilo.

9º dia: PARISAquarium Trocadero
O Aquarium é bem legal mas não é muito grande; se as crianças já viram algum outro aquário, dá para pular essa visita.
Não deu tempo de visitar o Museu D’Orsay, por logística. As crianças ainda estavam cansadas do dia anterior na Disneyland e saíamos tarde do hotel.
* Sugestão: Museu Rodin ou o cruzeiro pelo Sena, se ainda não foi feito.

10º dia: PARIS -Versailles
Fomos de RER C e paramos na estação Versailles Rive Gauche, que é a estação mais próxima do castelo. Tem que comprar o ticket para zonas 1/4, porque sai da cidade de Paris para a periferia. A linha do RER C para em várias estações em Paris: Saint Michel Notre Dame, Musée d’Orsay, Invalides, Pont d’Alma, Champs de Mars Tour Eiffel…Você pode pegá-lo de vários lugares. Atenção: ao chegar na plataforma para pegar o RER, tenha cuidado porque param trens com destinos diferentes na mesma plataforma. Verifique no painel eletrônico a ordem de chegada do trem que vai para Versailles antes de embarcar em qualquer um, pois no próprio trem não há informação do itinerário específico. Chegando na estação Versailles Rive-Gauche, haverá muitas pessoas oferecendo transporte (pago, é claro) até o Palácio. Mas isso é apenas para os desavisados. Versalhes fica perto da estação do RER e dá para ir a pé!
Saindo da estação, vire à direita; depois de menos de 2 minutos de caminhada, você chegará ao semáforo; vire à esquerda e já avistará o Palácio, a 2 quarteirões dali.
Foi muito fácil ir e voltar de Versailles.
Versailles-Paris

11º dia: PARIS – Montmartre e Basílica do Sacré Coeur
Pode pegar o funicular (ver post), mas nós subimos as escadas e nem achamos tão cansativas. Tem um carrossel logo embaixo, perto do funicular com um parquinho, onde minha filha e a prima fizeram amigos franceses e brincaram muito. Passeamos pelo bairro de Montmartre, almoçamos na região que é cheia de cafés e restaurantes charmosos e fomos conhecer o Café Deux Moulins do filme Amélie Poulain (ver post do Blog Matraqueando).
* A intenção era ir até o Parc de la Villette e de tarde, visitar a Cité des Enfants (cuidado, tem horários de visita fixos) ou Cité des Sciences et de l’Industrie. Mas não fomos porque as crianças estavam cansadas, porém, daria pra ir, principalmente se você começar a sua programação cedinho ou com crianças um pouco maiores.

12º dia: PARIS e, de noite, trem noturno para VENEZA.
Nesse dia fomos ao Jardim de Plantes e no Museu de História Natural e a Grande Galerie de l’Evolution. Voltamos para o hotel por volta das 17h, chamamos um táxi e fomos pegar o trem noturno para Veneza. Compramos o ingresso com antecedência, pelo site da Thello, trens entre França e Itália.
Paris estava bem suja e perto da Torre passamos aperto com um vendedor ambulante que por pouco não tomou a câmera da mão da minha pequena. Em Notre Dame, um mendigo puxou minha mão com força. Eu fiquei histérica e ele se afastou…Coisas de cidade grande. Os cuidados devem ser com furtos mesmo; nada de assalto a mão armada ou violência maior.
Ainda assim, amamos Paris! Minha filha ficou encantada com a Torre Eiffel e com a Disneyland!

13º dia: VENEZA – Chegada perfeita em Veneza St. Lúcia
A viagem de trem noturno foi muito boa, melhor que de avião: brincamos, brindamos e dormimos a noite toda. O trem é velho mas bem macio. A limpeza não pareceu das melhores, assim como os lençóis já estavam cansados, mas eu tinha levado um lençol para isso mesmo! 🙂
As crianças amaram o trem com caminha e dormiram muito bem. Sentimos somente um pouco de pressão no ouvido.
Ficamos no $$ Hotel Stella Alpina pertinho da estação em Veneza St. Lúcia. Depois de fazermos check in, fomos andar pela cidade.

14º dia: VENEZA
Fizemos comprinhas, andamos muito pelas ruelas e pontes, fomos até a Praça de São Marcos, vimos a Ponte dos Suspiros e perdemos o nosso horário para andar de gôndola.
Veneza foi muito tranquilo ainda que com crianças. As meninas ficaram animadas com as gôndolas; pena que perdemos o horário do nosso passeio e não deu para fazermos essa experiência.

Veneza

15º dia: VENEZAROMA: pegamos um trem diurno para Roma.
A viagem foi boa mas tivemos dificuldades com as malas: afinal, eram duas crianças, um carrinho e 7 malas! O circuito de trem foi bonito e, novamente, bem tranquilo. Adoramos andar de trem!
Na chegada em Roma tínhamos um transfer agendado para o hotel. Ficamos no $$ Hotel Centro Cavour pertinho do Coliseu, espaçoso e limpo. Esse foi o único hotel durante toda a viagem, que tinha frigobar e uma cafeteira no quarto.
Andamos um pouco à noite, fomos ver a Fontana di Trevi. Mas esta está fechada em reforma! Dá para vê-la pelo acrílico, mas não soubemos a previsão de data para o fim da obra.
Não gostamos muito de Roma, mas é gosto pessoal. Talvez teria valido à pena trocar um dia em Roma por mais um dia em Veneza e visitar a Ilha de Burano. Mas veja este post para ter uma ideia de passeios interessantes na capital.

16º dia: ROMA – Colosseum, Palatino, Roman Forum
Não fomos a Piazza della Bocca della Verità porque fomos encontrar uns amigos, mas até que daria tempo.

Roma
17º dia: ROMA
Infelizmente, choveu muito nesse dia e passamos o dia na Via Del Corso e redondezas fazendo comprinhas.

18º dia: ROMA – Vaticano
Pegamos um dia de greve de transportes bem no dia que estávamos com visita agendada no Vaticano (comprar ingresso on line). Fomos de táxi e voltamos a pé. Passamos pela Piazza Navona, vimos a Fontana de Netuno, Castelo de São Jorge e várias coisas legais pelo caminho.

19º dia: ROMA /AMSTERDÃ
Pegamos um vôo pela Vueling e foi uma excelente opção, barata, mesmo se temos que pagar 13 euros por mala despachada. Chegamos cedo em Amsterdã por volta de 11h, ficamos no Hotel do aeroporto $$ Ibis Budget Amsterdam Airport, que tem transfer gratuito do hotel para o aeroporto.
Deixamos as malas e voltamos de transfer para o aeroporto, de onde pegamos o trem para o centro de Amsterdã. Andamos pela cidade sem compromisso.

Dicas para fazer compras em Amsterdam
A cidade tem uma grande variedade de lojas elegantes e diversos mercados. Desde mercados de pechinchas até grandes mercados de alimentos. O principal centro comercial da cidade fica na Leidsestraat, entre a Leidseplein e Spui, e entre a Kalverstraat e Nieuwendijk, na direção da Torre do Munt, cruzando a Praça do Dam no sentido da Estação Central (Centraal Station). Existem grandes lojas perto da Torre do Munt (V&D e Hema), e a Praça do Dam (Bijenkorf e Magna Plaza). Atrás da Palácio Real na Praça do Dam, encontra-se um grande supermercado que funciona diariamente até às 22 horas, inclusive aos domingos. No bairro Jordaan e redondezas, há um grande número de pequenas lojas interessantes. A PC Hooftstraat no quarteirão do Museu tem lojas chiques e exclusivas.
Horários de funcionamento: tradicionalmente as lojas e os mercados ficam fechados o dia inteiro aos domingos e nas manhãs de segunda-feira. O horário normal do comércio é das 9h/10h até as 18h (17h aos sábados). Mas muitas lojas permanecem abertas até tarde da noite. A metade das lojas das principais ruas do centro comercial também abrem aos domingos. Às quintas-feiras, as lojas do centro comercial ficam abertas, em sua maioria, até às 21h.

20º dia: AMSTERDÃ
Aproveitamos o dia para ir no Artis Zoo.

21º dia: AMSTERDÃRIO DE JANEIRO
Nosso voo da KLM foi cancelado. Tivemos que ficar 3h30 numa fila enorme para remarcar o voo. Voltamos para o hotel que não tinha mais vaga e ficamos no hotel do lado, $$$ Ibis Airport. No dia seguinte, embarcamos num teco-teco para Paris, onde tivemos uma espera de 6h para pegar o voo da Air France para o RJ, onde uma “desalmada” se recusou a trocar de lugar com meu marido e voltamos separados: minha filha e eu e papai lá atrás…perrengues de viagem.
Ainda assim, o saldo geral foi muito positivo! Amamos a viagem!” 🙂

 

Viagem feita em Setembro-Outubro de 2015 com 2 crianças de 3 e 4 anos.

 

Muito obrigada Viviane Costa por compartilhar a sua organização e passeios conosco! ;)

Se você também tem um roteiro e quer compartilhá-lo com outras famílias, escreva para viajandocompimpolhos@gmail.com

Leia também:
O nosso roteiro em…Londres, Paris e Amsterdam: a viagem da família Borges
O nosso roteiro em…Portugal: do Porto à Lisboa de carro
O nosso roteiro pela…Andaluzia com crianças
O nosso roteiro…pela Côte d’Azur com crianças
França com crianças: 5 dias de carro pela Provence
França com crianças: roteiro de 10 dias pela Normandia e castelos do Vale do Loire
Paris com crianças: roteiro de 1 semana
Roma com crianças

Bélgica com crianças
Bruges com crianças
Barcelona com crianças

5280 Visualizações

Sut-Mie Guibert, Family Travel Blogger, Blogueira especializada em Viagens em Família, com crianças e bebês. Jornalista e mãe de duas meninas de 5 e 2 anos, adora levar as crianças para conhecer o mundo! Mas também gosta de escutar e falar sobre o assunto com outras famílias, que são sempre bem-vindas por aqui!

5 comentários para este artigo

  1. Rogelia disse:

    Qual será o gasto q tiveram com alimentação em média?

  2. Luis disse:

    Ola Bom dia,
    Alguém sabe onde conseguir bilhetes baratos para a Eurodisney ?
    obrigado

  3. Laynecris disse:

    Q roteiro maravilhoso. Não tenho filhos ainda, mas fiquei com vontade de fazer.
    Obrigada por compartilhar!

Deixe seu Comentário





* Campos obrigatórios