Ficou fácil viajar com crianças!

Dicas para visitar Moscou, St. Petersburg e Helsinki com crianças

Convidada Especial | Isabela Pitanga

Isabela Pitanga, assídua frequentadora do nosso grupo de Viagens em Família, deu várias dicas preciosas de sua viagem com marido e filho de 5 anos em Moscou. Eles também foram à St. Petersburgo de trem e de lá, até Helsinki na Finlândia, onde passaram o dia. No total, foram 10 dias intensos de viagem:

Transporte e social
– A cidade de Moscou é uma das mais engarrafadas do mundo. Leve isso em conta no seu planejamento. Nós, por exemplo, pegamos um trânsito na saída do Aeroporto Domodevo e levamos 2h até o nosso Hotel Golden Ring!
– Um dos primeiros impactos ao chegar na Rússia, é a língua eslava e, principalmente, o alfabeto cirílico! Vale à pena ter um aplicativo de tradução simultânea, para traduzir frases de necessidades básicas, para saber onde tem um restaurante, um banheiro, indicar um endereço, etc…

cirilico-moscou-com-criancas– O Motorista do nosso traslado, por exemplo, só falava russo. Apesar do inglês ser ensinado nas escolas, poucas pessoas no geral se expressam na língua.
– A frota de carros é interessante, vimos vários carros antigos como no filme Carros 2. Nosso filho adorou!
– Boa parte das grandes avenidas não têm passagem para pedestres. São subterrâneas. Melhor e mais prático para os longos meses de inverno e neve.
– Os russos são bem sérios, não sorriem muito. Pelo menos, é a impressão que passam. E também têm o péssimo hábito de furar filas.
– Vodka, a bebida nacional: experimentei numa loja de souvenir como cortesia. Apesar de estar grávida, não pude fazer uma desfeita… (foi só um golinho, juro!). Achei normal. Para mim, vodka é vodka. Mas saibam que a marca Stolichnaya, por exemplo é uma vodka premium das mais vendidas no mundo. E sim, os russos bebem bastante mesmo, faz parte da cultura.
– As jovens russas pintam o cabelo de VÁRIAS cores, à la “My little poney”… estranho para quem esperava só encontrar loiras. 😀
– Casas de câmbio: existem em vários lugares e os valores não variam muito.

 

ESTAÇÕES DE METRÔ (merecem um parágrafo à parte):

– As estações são muito bonitas, com esculturas, lustres, mármore…uma atração à parte! Elas também são muito limpas, apesar de não encontrarmos cestas de lixo.
metro-moscou-com-criancas– A estação de metrô mais bonita é a das estátuas, próxima a Praça Vermelha. Tem que colocar a mão no focinho dos cachorros para retornar um dia a Moscou e também colocar a mão nas armas dos soldados para ser aprovado em concursos. Dá para perceber a diferença de cores nestas partes das estátuas, porque todo mundo passa a mão.
– Tem escadas rolantes bem rápidas e as maiores que já vi! As estações são super, super subterrâneas!
– Se ficarem paradas, as pessoas devem se colocar do lado direito das escadas rolantes e deixar a esquerda livre para os que querem passar rápido, assim como acontece nas demais capitais europeias.
metro-moscou-com-criancas– Os metrôs: nunca demoram e têm um arranque e freiadas fortes. Tem que se segurar!
– Os russos se levantam para as crianças se sentarem, independente da idade delas!
– De 0 a 4 anos, as crianças não pagam passagem. Elas sempre passam por uma entrada próxima ao funcionário do metrô na catraca. De 5 a 9 anos, pagam metade.
– Os valores dos bilhetes variam de acordo com a quantidade que se compra, tendo opções com desconto: para 1, 5, 11 ou 20 dias.
– o metrô é muito bem sinalizado, mas só em russo mesmo! O truque foi gravar as 3 primeiras letras de cada estação e segui-la. Tem marcação por placas penduradas e também no chão. Basta encontrar o nome da sua estação e seguir a placa. Não tem erro. Outra opção é imprimir este mapa do metrô com as duas versões de alfabeto: cirílico e romano.
metro-moscou-com-criancasmetro-moscou-com-criancas– Boa parte dos russos não fala inglês fluente, mas eles entendem. “Rola uma comunicação“. Segundo a nossa guia do city tour de Moscou, o inglês é obrigatório em todas as escolas desde a década de 90, mas não é tão eficiente. Sendo assim, os mais idosos não sabem inglês.

KREMLIN (Sede do Governo)
– Fizemos uma visita rápida. O Tsar-Kolokol (Sino Real) é o maior sino do mundo e um dos principais e mais conhecidos símbolos da Rússia. Ele fica em um pedestal e é realmente gigante: 6,24 metros de altura, 6,6 metros de diâmetro e com o peso de 200 toneladas! Duvido que alguma criança vá se esquecer dele.
sino-kremlin-moscou-com-criancas

Ao lado, PRAÇA VERMELHA
– Coisa mais linda! Outro lugar que a gente olha e diz: “UAU! Existe mesmo!”.
– Bem na entrada da Praça, tem o Marco Zero da cidade de Moscou. É o lugar de jogar moedinha – as crianças adoram! Algumas senhoras russas ficam catando as moedas que os turistas jogam pra trás ao pisarem no marco zero; mas elas só pegam as que caem fora de um círculo ao redor do marco.
– Não deixe de visitar a Praça à noite também, para ver as iluminações.

Kremlin-Moscou-com-criancasPraca-vermelha-com-criancaspraca-vermelha-de-noiteLi tanta coisa dizendo que a Catedral de São Basílio não tinha nada por dentro que até a achei bem bonita. Em todo caso, por fora ela tem esse encantamento e colorido!
catedral-sao-basilio-moscou-com-criancasCatedral-sao-basilio-moscou-com-criancasShopping Gum: Fica na Praça Vermelha, bem ao lado da Catedral de São Basílio. No terceiro andar há restaurantes self service (com macarrão, pizza, batata, carne, … tudo o que criança adora!). Um detalhe chato: os banheiros estavam sujos e cheios. Afinal de contas, é muita gente.
lanchonete-shopping-gumO Mausoléu de Lenin: é possível ver o corpo do fundador e líder da URSS. O passeio é gratuito e a fila é grande mas anda relativamente rápido, porque é rotativa. Não se pode parar em frente ao corpo nem tirar fotos.

mausoleu-lenin

GRANDE CIRCO DE MOSCOU
– Um dos melhores passeios de Moscou. Gostei demais e queria ter ido aos outros circos também, mas não deu tempo. Achei um circo super tradicional. E tem uma coisa que não vemos mais por aqui, que são os shows com animais.
Grande-circo-de-moscou– Compramos os ingressos numa estação de metrô (a das estátuas dos cachorros). Como foi no dia do city tour com guia em português, ela nos ajudou.
– Fomos de metrô.
– Vimos palhaços, mágicos, malabaristas, equilibristas e animais.
– Sobre os animais: urso (fofíssimo e só acredito que era de verdade porque eu estava lá; a minha família não acredita), cachorros, gatos, araras, cavalos, camelos e macacos.
– Na saída há alguns homens com macaquinhos para as crianças segurarem e tirarem foto por 30 rublos (20 reais).
– Vendem também aqueles brinquedos iluminados, pipocas, refrigerantes (achei uma Mirinda) e sucos.
grande-circo-de-moscou

TEATRO BOLSHOI
– Não assistimos ao ballet no Teatro Bolshoi. Estávamos com uma criança de 5 anos e não foi possível. O silêncio aqui não é o forte e é exigido silêncio absoluto lá dentro.
– Mas a construção é linda. E à noite fazem umas projeções no teatro e vale a pena assistir.
– Em frente tem uma pracinha à noite com umas comidas típicas e artesanatos. Comemos um crepe perfeito e um chá característico da Rússia.
teatro-bolshoi-moscou

ARBAT STREET
– Você vai encontrar muitas lojas de souvenir com as famosas Matrioskas! As com 3 bonequinhas são vendidas por 100 rublos = R$7,00 e com 5, por 200 rublos = R$14,00 (e não está escrito “Made in China”, elas são originais mesmo). 🙂

arbat-street-moscouHard Rock Café – Adoro! E é sempre fácil com crianças porque tem menu infantil com quantidades menores. Porém, fomos num sábado à noite e, mesmo sendo cedo, vi muitos jovens já bêbados. Uma pena.
– Vale à pena conhecer a rede de cafés “kids friendlyAnderson, que está espalhada pela cidade. Eles tem cafeteria com waffles, pães frescos mas também um restaurante que serve massas, pizzas, … além de menu infantil, cadeirão e áreas para brincar!

CHILDREN’S WORLD (Detskiy Mir)
Para um programa mais infantil ou comprar um brinquedo diferente, de marca local, você pode dar um pulo neste shopping. Inteiramente dedicado às crianças, ele foi construído em 1957 e tem 4 andares com muitos brinquedos, roupas e uma decoração interessante. Endereço: Teatralny dr., 5/1, Metro Lubyanka.

 

TREM (SAPSA) Moscou – St. Petersburgo

trem-sapsa-moscou– Nós compramos tudo pela agência, mas é possível comprar os bilhetes on line, com site em português.
– A plataforma de embarque só é mostrada cerca de 40 minutos antes da partida.
– Conferiram nossos passaportes.
– Alguns funcionários falam inglês (no crachá tem bandeirinhas identificando os idiomas falados- Inglaterra/Rússia).
– Os anúncios são em russo e em inglês.
– Dentro do vagão, tem televisão no corredor e música.
– A viagem até St. Petersburg dura 4h30.
– Vendem lanches nos assentos (passam no corredor) e tem lanchonete para comprar algo, mas sem lugar para sentar.
trem-Sapsa-moscou

SAINT PETERSBURG
– O Zoo é muito bacana e é o mais antigo da Rússia. As refeições dos animais chamam atenção porque são bem naturais mesmo. Vimos um ratinho junto com uma cobra e umas aves carnívoras caçando outras aves.
zoopark-st-petersburgozoopark-st-petersburgo– As estações de metrô também são muito bonitas por lá.
– Vimos o Hermitage, um dos maiores museus de arte do mundo! Fantástico! Demos uma passada rápida por estarmos com criança. São dez prédios e mais de 3 milhões de peças, então teriam que ser vários dias de visita para ver tudo! 🙂
hermitage-st-petersburg– Ao lado do Museu, tem a Catedral do Sangue Derramado, lindíssima!
catedral-sangue-derramado-st-petersburgocatedral-sangue-derramado-st-petersburgo – Visitamos também a Igreja de Santo Isaac, a maior igreja ortodoxa da cidade. Ela tem uma impressionante cúpula banhada a ouro!
Santo-Isaac-st-petersburgo

HELSINKI (Capital da Finlândia)
– Pegamos um trem da Allegro em St. Petersburg até Helsinki e passamos o dia lá. Duração: 3h30min.
Horários de saída St. Petersburg para Helsinki: 06:40h e 09:30h
Horários de volta para St. Petersburg: 15h ou 19:30h
A passagem de ida e volta deve ser comprada apenas na estação Ploshchad Lenina. Nas outras, só dá para comprar a ida.

allegro-trem-st-petersburgo-helsinki– No vagão, tem Wifi, um mini parquinho e uma mini biblioteca (em russo) para as crianças. Os assentos 49, 50, 51, 52 e 53 ficam bem de frente para a área infantil. A partir do assento 33 já é no vagão 7, o infantil. O meu filho viajou na ida e na volta brincando o tempo todo.

allegro-trem-st-petersburgo-helsinki– Compramos o city tour de ônibus panorâmico quando chegamos lá, para ter uma visão da cidade. Fomos em outubro e, devido ao frio, o ônibus era fechado. Em estações mais quentes, usam o ônibus aberto. Ele faz duas paradas para foto.
helsinki– Em um dia visitamos os principais pontos turísticos.
– Almoçamos no Hard Rock Café, perto da estação.

DICAS GERAIS SOBRE A VIAGEM:
– A viagem foi toda feita através da Empresa de turismo Tia Eliane (BH): através dela, fechamos um pacote com hotéis, traslados aeroportos – hoteis de Moscou e St. Petersburg e city tours privados com guias falando em português e super agradáveis. Há anos não viajávamos por agências de viagens, mas optamos por fazê-lo desta vez por medo do idioma. E valeu muito a pena. Na nossa opinião, até dá para se virar sem estes serviços na Rússia, mas acho bem recomendável.
– Achei essencial o city tour no primeiro dia com um guia em nosso idioma para já termos uma ideia das cidades e tirarmos todas as dúvidas.
– Aproveite para ficar em bons hotéis, palacetes lindos, bem mais baratos que a média brasileira! Nós ficamos no Golden Ring em Moscou e Hotel Petro Palace em St. Petersburgo.
– Curiosidade: a loja da Apple e alguns Mc Donald’s não têm wifi.
– O táxi da estação de trem pela agência de táxis é mais seguro e custa 600 rublos. Os táxis na rua cobravam mil rublos.
– Viajamos em Outubro. Já fazia frio (nas fotos estamos de casaco e luvas), mas ainda estava suportável e sem neve!
– Viajamos de Iberia, companhia aérea espanhola:
* Pagamos 30 euros para marcar cada assento,
* No check in em GRU (Guarulhos -SP) conseguimos 3 assentos juntos,
* O meu filho teve menu infantil com macarrão de letrinha,
* Há opções de refeições sem sal, sem lactose e sem carboidrato,
* Estranhamente, a nossa bagagem não foi enviada direto ao destino final. Mas quando chegamos no check in em Madrid, nos questionaram esta atitude de São Paulo. Era para ter ido direto!

Leia também:
Na Gazeta Russa: Moscou com crianças
No Blog Casa da Atzin: Domingo de sol e frio em Moscou
No Blog Viajar e Pensar: Trem entre Moscou e St Petersburgo

Também estamos por aqui:

FACEBOOK TWITTER | INSTAGRAM | GRUPO VIAGENS EM FAMÍLIA

744 Visualizações

Sut-Mie Guibert, Family Travel Blogger, Blogueira especializada em Viagens em Família, com crianças e bebês. Jornalista e mãe de duas meninas de 5 e 2 anos, adora levar as crianças para conhecer o mundo! Mas também gosta de escutar e falar sobre o assunto com outras famílias, que são sempre bem-vindas por aqui!

Deixe seu Comentário





* Campos obrigatórios