Ficou fácil viajar com crianças!

Qual a idade ideal para viajar?

Existe?

Essa é uma questão super pessoal, e vai da organização da família, dos pais, da própria criança…mas podemos, na leitura de alguns guias pediátricos, sites, blogs, oferecer algumas idéias e sugestões:

  • Antes de 1 ano:

Eu cheguei a ler vários textos dizendo para NÃO viajar, pois o bebê precisa de rotina, ter a sua alimentação regrada, a mala fica maior com mais coisas para levar, etc…

Como Pais viajantes que somos, não podemos compartilhar dessa opinião e pensamos justamente o contrário! Aqui vão os nossos argumentos:

- antes de 1 ano, eles são menos pesados e mais fáceis de carregar: no colo, no canguru, no sling, nas costas, vale tudo!

- eles não saem andando por aí!

- eles dormem e cabem facilmente em qualquer lugar, e o carrinho, nessas horas é essencial! Esse sempre faz parte da bagagem! Nós estamos falando do carrinho simples, tipo guarda-chuva, mas onde a criança possa deitar. O nosso, por exemplo, tem 5 posições (2 para os pés e 3 para as costas) e uma delas é praticamente deitada.

- Se o bebê mama no peito, melhor ainda! Não há que se preocupar com a alimentação! E ele ainda fica protegido contra infecções! Senão, incluir 2, 3 mamadeiras na bolsa, lata de leite em pó e mucilon, se for o caso. Quando o bebê ainda está na fase das frutinhas, lanchinhos, continua fácil, pois encontramos frutas em qualquer lugar, biscoitinho, pão…E na verdade, é quando eles vão crescendo, variando a alimentação que vai ficando um pouco mais complicado. Mesmo assim (e aí é suuuuper pessoal), eu sou da opinião de dar potinhos, que são facilmente encontrados em qualquer lugar. Isso não é a regra, é a exceção (e lembrem-se que estamos de férias!). Quando é possível dar comida, é claro que preferimos, mas se não for possível, vamos para os potinhos sem receio! E ainda achamos prático! Dependendo de onde estejam, há varias opções de sabores e menus elaborados! Na França, por exemplo, a Clara provou de salmão com legumes, purê de alcachofra com legumes… Mas claro que para isso, o bebê já testou potinhos antes! Durante a viagem talvez não seja a hora mais apropriada para fazer essa nova experiência! Ele já tem novidades demais para conhecer!

Em contrapartida, e aí sim, concordamos: a mala é maior, e pasmem, proporcionalmente inverso ao tamanho do bebê! Fraldas, mudas de roupas, mamadeiras, lenços umedecidos, nécessaire com remédios, brinquedinhos, carrinho, etc…a logística aumenta! Mas mantenham o senso prático e não desistam de viajar por causa disso!

De resto, os cuidados que teriam em casa são os mesmo que terão em qualquer outro lugar, tipo tomar cuidado com o que o bebê coloca na boca, etc…e para ficarem tranquilos, vale se informar sobre hospitais ou médicos no lugar ou perto de onde vão (isso para qualquer idade!).

SUGESTÕES: pousadas, hotéis fazenda, resorts com copa para bebê, ou se quiserem um destino internacional, com poucas horas de vôo, Buenos Aires, Punta Del Este. E dependendo da família e do bebê, se já forem viajantes na alma, eu diria até para fazerem aquela sonhada viagem e não postergá-la por causa do bebê. É tudo uma questão de adaptação.

  •  1 a 3 anos: tudo aquilo que falamos antes não é mais verdade!

As evoluções são enormes de 1 a 3 anos, mas no geral e aos poucos:

- agora a criança anda, corre, mexe em tudo…por isso temos que ter mais cuidados!

- ela fica mais impaciente em longas distâncias,

- ela está mais pesada e fica difícil levá-la no colo,

- ela continua dando umas sonecas, por isso o carrinho se mantém na lista de coisas imprescindíveis,

- quanto à comida, pois é, até nisso ficou mais difícil porque ela começa a ter gostos especiais. Por outro lado, vocês sempre vão achar uma massa, pão, arroz com molho, carne, legumes e frutas em algum lugar!

Em contrapartida, a criança começa a parar de usar a fralda diurna, não precisa mais de fraldinhas de boca e etc, e a mala começa a diminuir, vai ficando mais prática. Sua cria também fica um pouco mais “independente”, aos poucos ela fala e diz o que quer e o que sente e até a sua saúde é mais sólida, não tem tantos resfriados, dificuldades em respirar, alergias…

E na viagem, como em casa, ela faria as mesmas birras, correria do mesmo jeito…por isso, que seja em viagem então! E vocês vão ver que as crianças surpreendem! Elas se adaptam bem mais facilmente do que pensamos. Contanto que elas tenham suas referências: pai, mãe, brinquedo preferido, livro, e outros objetos, travesseiro, fronha, o que for…elas se acostumam e entendem que o resto pode mudar, mas o essencial continua ali. Fora que é maravilhoso realmente descobrir as coisas pela primeira vez, com as crianças dessa idade (praia, neve, zoológico, museus)!

SUGESTÕES: nesta idade, eles gostam muito de descobrir os bichos, então hotéis-fazenda continuam sendo uma boa pedida, lugares com bons zoológicos e parques (Buenos Aires) e resorts com estrutura. E para a necessidade de espaço, todas as nossas praias! No quesito viagens internacionais (com preferência para os vôos noturnos), os parques abertos das grandes capitais na primavera, início do verão ou no outono: Nova York, Paris, Buenos Aires…

  • 3 a 5 anos: a criança começa a não usar mais a fralda noturna, come sozinha e anda bem mais, interage com outras crianças. A viagem se torna mais interessante para ela!

SUGESTÕES: os resorts com mini-clubs, as praias e de novo, todos os parques verdes das capitais! Aqui, uma atenção especial para os parques da Disney, seja em Orlando ou em Paris, pois é a idade em que eles ainda se emocionam e acreditam nas Princesas, nos personagens e no mundo dos Sonhos!

  • Acima de 5/6 anos: a criança começa a ler, ela já pode até participar dos preparativos da viagem, ajudar a escolher o destino e ver livrinhos antes de partir. Durante os passeios, ela já pode levar a sua mochila, com um caderninho para desenhar o que for vendo durante a viagem, colar coisas, cartões postais e fazer assim um belo “carnet de voyage” para ser guardado de lembrança!

SUGESTÕES: as capitais e seus museus já ficam bem mais interessantes, assim como outros programas culturais, castelos na Europa…Eles já agüentam também viagens bem mais compridas, então aproveitem!

 

E o que há de melhor nisso tudo é acostumar a criança a viajar, conhecer outros mundos, outras culturas, sabores, abrir os olhos e a cabeça…Viajar pode se tornar uma “rotina normal” à qual ela já estará acostumada desde cedo!

E para nós, pais, também é maravilhoso descobrir novamente as coisas através dos olhos das crianças! Todos sairão ganhando!

Uma família inspiradora nesse sentido é “Nalu Pelo Mundo“, a família do surfista Pato, que roda o mundo com a pequena Isabelle: vejam a entrevista do Multishow viagem aqui

48 comentários para este artigo

  1. maria luiza roman folle disse:

    adorei saber que existem pessoas que compartilham das mesmas convicçoes do que eu….ler estas sugestoes me deixaram mais corajosa e tranquila com a viagem que iremos realizar…pois sou mae da maria gabriela de apenas 11 mese….

  2. mariana disse:

    adorei o blog, vou para porto de galinhas num resort com o filhote, depois conto como foi, beijos, mariana – diario da mariana

  3. Gleice disse:

    Muito boa suas dicas, vou viajar com um pequeno de 09 meses o outro de 04 anos mas estou ansiosa pq 02 é mais complicado. bjs depois coloco algumas dicas aqui vamos para floripa-SC e E Beto Carrero. bjs

  4. Tatiane de Andrade Avelar de Freitas disse:

    Realmente excelentes dicas… O que dizer em relação à praia com crianças menores de 4 meses??? Vou com meu bebê para Salvador e ele terá 3 meses… Sugere alguma forma de manter a “rotina” e ainda aproveitar um pouco??? Obrigada!

    • Sut-Mie disse:

      Ola Tatiane,
      Normalmente, os pediatras não aconselham crianças na praia antes dos 6 meses, até porque ainda não podem passar filtro solar, nem repelente (tudo somente após os 6 meses). Além disso, podem pegar um vento, uma areia no olho…
      Seria bom que você pelo menos ficasse em um lugar com estrutura: resort, pousada ou até casa alugada. Que você possa ficar sempre na sombra, pegando somente o sol fraquinho da manhã (bem cedo! Tanto pela estação, quanto por Salvador!). Mas com um bebê de 3 meses, não me parece que você possa aproveitar MUITO da praia em si…mas pode aproveitar de outros passeios, visitar a cidade, comer em restaurantes…
      E não esqueça de levar o carrinho, para que ele possa fazer suas sonecas durante o dia!
      Beijos,

  5. Urbaninho disse:

    Oi Sut-Mie,
    Tenho um blog de crianças e a gente queria colocar um link um link pra essas suas dicas de viagem! Pode?
    Passa lá:
    http://www.urbaninho.com
    Beijos

  6. mamaemoderna disse:

    Olá! Estou apaixonada por este Blog… Sim, eu sou especialista em rotinas e organização familiar, mas não é por isso que eu não recomende a TODAS minhas clientes a viajarem… Sair da rotina para ter experiências valiosas como as de uma viagem são muito importantes… Parabéns pelo Blog… ameiiii… bjks MAri

  7. Lavínia disse:

    Eu tenho uma questão. Como faz para esterelizar coisas em viagens (com bbs pequenos)? Quero viajar com meu filho e concordo que antes de 1 ano é mais simples. Só que como lava mamadeiras, talheres? Como você fez na sua viagem a Lisboa quando sua filha tinha 8 meses? Abraços

    • Oi Lavínia,
      O mais fácil com bebês é ficar em resorts com Copa Baby (onde tem tudo: cadeirão, sopinhas, frutas, leites, papinhas, etc…) ou apart hotéis ou quartos de hotel/ pousada com cozinha americana, onde tem pia, micro-ondas…Já aconteceu de ficar em pousada/ quarto “normal”, e tb em resort sem copa baby, ms aí eu pedia para lavarem na cozinha (em geral, o pessoal é muito solicito com quem tem bebês – ms levei a escova de mamadeira!).

      Não sei se vc viu, ms estamos fazendo um levantamento de hotéis kids friendly dentro e fora do Brasil (tem hotéis, pousadas, apartamentos…para todos os gostos e bolsos)! Para onde vc pensa ir?
      Bjs

  8. Márcia disse:

    Olá, amei as dicas. Estamos querendo viajar com o nosso principe de 2 anos e 8 meses, estava em dúvida se deveria leva-lo ou nao mais com essas dicas aqui resolvi leva-lo
    Estamos viajando para Buenos Aires. Se vc tiver alguma dica para nós, será bem vinda.
    Bjs!!!!

  9. Tatiana disse:

    Adorei este blog e as dicas! Tenho um bebe de 3 meses e 10 dias e vamos fazer nossa primeira viagem juntos. É perto, mas vamos para um Hotel fazenda . Espero aproveitar! depois venho contar como foi!

  10. Michelle disse:

    Acho que o maior problema de viajar com um bebe pequeno, alem do desconforto de mudar a rotina(porque acaba mudando, nao adianta falar q nao muda ou que nao estressa o bebe) e nao poder passar protetor e repelente e expor um bebe q nao esta vacinado a um aglomerado de pessoas, nos temos defesas, eles nao, por mais q amamente, a resposta dele nao e igual a sua.. Eu e meu esposo gostamos de viajar, nossa famila e toda em outra cidade, mas acreditamos q o bem estar do nosso bebe (hj com 3 meses) e mais importante que a satisfacao da nossa necessidade de viajar. E um periodo que passa logo, com 7 meses o bebe esta imunizado e pode viajar com seguranca. Quando somos pais temos que nos adaptar a nossa nova realidade.

    • Olá Michelle,
      Concordo com você que quando somos pais, temos que nos adaptar à nova realidade, mas penso que cada criança e cada família tem a sua dinâmica. Verdade que antes dos 6 meses, o bebê não pode passar repelente nem filtro solar, mas é possível passar um final de semana em alguma pousada, por exemplo. Muitas já tem estrutura para acolher bebês e famílias. Dependendo, pode ser bom para a família inteira mudar de ares! Tudo depende de bom senso, e aí, vai da percepção de cada um.
      Bjs

  11. Laura Cruz disse:

    Dicas importantíssimas para quem se preocupa em trazer qualidade e conforto para seus filhinhos, parabéns pelas dicas e pelo blog em si, em toda viagem é necessário avaliar alguns pontos em especial, principalmente quando se trata de crianças.

  12. Bruna disse:

    Oi!!!
    Adorei o blog! No final do mês estou indo para a Disney com a minha bebê de 9 meses! Primeira viagem de avião! Estou com muito receio, mas estou fazendo de tudo para dar super certo: escolhi um vôo direto (SP-Orlando) e noturno para que ela possa dormir o vôo todo; reservei um quarto de hotel com cozinha completa e estou tentando acostumá-la com as papinhas da Nestlé…
    Espero que dê tudo certo!
    Beijos

    • Oi Bruna,
      Que bom que vc gostou do blog!
      Já vi que vc está colocando todas as chances do seu lado! Isso mesmo, a viagem vai correr bem, vc vai ver!
      Uma perguntinha sobre as papinhas: vc vai levar papinhas Nestlé para lá? Porque lá são de outras marcas e com gostos bem diferentes…algumas crianças tem um pouco de dificuldade. Outra questão: vc dá a papinha aquecida? Essa foi uma dificuldade que tive com a minha filha em Orlando/Miami – os americanos são a favor de dar a papinha em temperatura ambiente e é um pouco difícil conseguir aquecê-la. Na Disney, vc tem a Copa Baby com micro-ondas, e vc falou do seu hotel com cozinha completa, mas prepare-se porque nem todo restaurante aceita aquecer o seu potinho no micro-ondas.
      Bjs e boa viagem!

  13. marisa disse:

    O QUE VOCE ACHA DE BONITO/MS PARA CRIANCA DE 10 MESES?
    ESTOU QUERENDO PASSAR CARNAVAL LA, MAIS TO COM MEDO POIS DIZEM QUE COM BEBE NAO VOU APROVEITAR NADA.

  14. Eli disse:

    Achei super interessante o blog… Tenho uma duvida que talvez vcs possam me ajudar.
    Vou viajar pra outro país e ka terei um carro disponivel pra mim… A pergunta é: sera que posso levar a cadeira do bb no aviao sem ter que pagar taxa extra?

    • Olá Eli,
      Normalmente os acessórios do bebê (carrinho ou cadeirinha) não são pagos, mas depende da companhia aérea. (na Europa, por exemplo, a companhia low cost -barata- Easy Jet, cobra tudo)!
      Só para não ter surpresas, é melhor dar uma ligada para a companhia aérea.
      Um abraço,

  15. disse:

    Aqui em casa a turminha é viajada! Até a pequena q tem 9 meses ja’ viajou algumas vezes, inclusive fez uma viagem internacional. O mais velho entao, nem se fala. Com 3 anos ja’ visitou 10 paises e esta’ numa fase deliciosa que curte demais os passeios. Claro que a logistica é mais complicada para bebês, mas nada impossivel. Acho que quando mais tranquilos os pais, mais facil é a viagem. Eu levo apenas o basico para a viagem e para o dia seguinte. Depois compro fralda, papinha e tudo o mais que precisar, na cidade destino. Na nossa ultima viagem (um final de semana de 3 dias), inovei e consegui levar apenas malas de mão e aluguei um carrinho no local. E isso com um bebê de 7 meses e uma criança de 3 anos. Tô me achando turista profissional hehe! Beijos!

  16. Adorei as dicas, como não tenho mais pimpolhos, vou guardar para meus netinhos e espero usar todas! parabéns pelo post. bjs

  17. Perfeito, Sut-Mie! A primeira viagem do filhão foi com 6 meses, curta distância. A mais longa, uma internacional, aos 2 anos. Com programação, dá para viajar. É trabalhoso, mas é tão booommm…. Bjs.

  18. soliane disse:

    Quais as dicas de uma viagem para fortaleza com um bb de seis meses de idade

  19. natalia disse:

    Aqui sempre viajei com filhas pequenas tb. A última foi Salvador com minha bb com 5 meses. Foi simples, pois ela só mamava, ficava confortável no sling o dia todo, dormindo, acordando e mamando, sem nos impedir de quase nada. Pra driblar o sol usei um guarda-chuva o tempo todo, e no dia que fomos na praia ela ficou bem de roupinha e embaixo da barraca. Foi excelente!
    Agora fim do ano vamos viajar novamente pela Argentina, em uma viagem de 11 dias, ela já estará com quase 11 meses. Na volta vou colocar o relato no nosso blog http://www.cadernodamaeluca.com.
    Bjs!

  20. Iris disse:

    Olá..

    É bom saber que tem pessoas como eu.. Na verdade me sentia até um pouco irresponsável. Meu bebê tem dois meses e meio e já viajamos para vários lugares.. Ele já tem bastante quilometragem rodada. Estamos de viagem marcada pra conhecer todo nordeste e claro o pequeno vai junto.. E incrível, ele adora viajar, nunca me deu um pingo de trabalho… É claro que tenho cuidado redobrado, além do mais estamos falando de um recém nascido…Mas é isso, com ele está muito mais prazeroso nossa viagens…

  21. Nour disse:

    :) Olá,

    Estamos com um bebê de 3 meses, e planejamos fazer uma viagem no ano que vem, pra ver nossos pais, nossa escala é na Itália, depois Turquia e finalmente Egito, sendo que o último, exige a vacina de febre amarela, mas o bebê ainda não pode tomá-la, porque ainda estaria com 5 meses, na data da viagem, e a febre amarela só se toma depois dos 9 meses.
    Já perguntamos na PF eles não sabiam como proceder, já tentamos a Anvisa, eles não sabem, dizem que é pra procurar o pediatra, o pediatra diz que não pode tomar e pronto. E nas agências de viagem, eles também não sabem. Enfim, ninguém sabe.

    Espero ter uma luz vinda de vocês, papais viajantes. :)

    • Olá Nour,
      Por acaso eu já tive mais ou menos o mesmo problema, porque fomos transferidos a trabalho para a Bolívia, onde a vacina era exigida e eu estava com uma bebê de 2 meses que portanto, não podia tomá-la (efetivamente, ela só é dada após os 9 meses no Brasil e na Bolívia, só após 1 ano)! Como ela não podia tomar, as autoridades aparentemente sabiam disso, porque não disseram nada. Mas a grande diferença é que nós estavamos indo para morar e não a passeio! Nós não tínhamos opção!

      Vocês tem opção, então seria mais fácil esperar e postergar um pouco a viagem, não só pela questão da vacina e documento em si (peçam um Certificado Internacional da vacina, que vem também em inglês), mas principalmente por questões de saúde mesmo. Se as autoridades pedem para vacinar é porque há casos da doença na região e seria bom evitá-la. Vocês sabem se onde vcs estão indo há casos? (para nós, por exemplo, por regra as autoridades na fronteira pediam a vacina, mas na cidade onde fomos morar não haviam casos, só nas montanhas, onde evitamos ir enquanto a nossa filha estava pequena – um pediatra local nos explicou).
      Uma opção é entrar em contato com o consulado brasileiro onde vcs vão e se informar como podem fazer, se há casos de doenças, se podem fazer um atestado do pediatra falando que o bebê não pode tomar a vacina (traduzido no consulado egípcio)?: http://cairo.itamaraty.gov.br/pt-br/servicos_consulares.xml Ou até mesmo se informar no Consulado do Egito: http://www.consulados.com.br/egito/
      Aqui não fala nada sobre a exigência de vacina contra febre amarela…: http://www.portalconsular.mre.gov.br/antes/alerta-aos-viajantes/egito-1/

      Um abraço, vai dar tudo certo! ;)

  22. vania disse:

    adorei as dicas e concordo que o bebê deve se adaptar ao estilo de vida dos pais.
    Minha bebe está com 2 meses e pretendo passar o fim de ano em Florianopolis, minha unica duvida é como levo o carrino e o bebê conforto

  23. akismetuser376139045 disse:

    Sigo o seu Blog ha bastante tempo e quero compartilha de sua opinião, afirmando que concordo com as sua afirmações. pois eu mesmo tenho 2 garotinhos, O Lucas desde o 9 meses que viaja conosco. Hoje também temos o Gabriel, que no último mês de Março de 2013, também com 9 meses, enfrentou uma viagem de carro de Nova York a Florida. Ou seja, você está certa ao afirmar que não existe idade certa para viajar. Porém, com os pimpolhos deve-se tomar alguns cuidados para mante-los saudáveis também durantes as viagens.
    Também sou blogueiro de viagem e pesquiso no seu blog antes de viajar com os meus filhos. Valeu pelas dicas!

  24. Paula disse:

    Olá,
    Estou querendo ir para Santiago no Chile, minha filhinha terá 6 meses, pelo que li, não tem contra-indicações, né?… hehehe
    Abraço!

    • Olá Paula,
      Santiago é uma cidade maravilhosa e fácil com crianças!! Moderna, limpa, agradável com seus parques verdes! Vcs vão adorar! No nosso grupo do FB de Viagens em Família, alguém mencionou que está tendo surto de meningite em Santiago, portanto sempre é bom ficar alerta e evitar lugares fechados. Qualquer coisa, pergunte para o seu pediatra se ele(a) está sabendo de algo?
      Um abraço e boa viagem!

  25. Kalynka disse:

    Olá. Excelentes dicas! Também amo viajar e preciso comprar um carrinho simples como o seu, mas q tenha mais posições. Qual é o modelo do seu? Obrigada.

    • Olá Kalynka,
      Nosso carrinho é bem simples, guarda-chuva, da marca própria da Toys´r´us, comprado na França: http://www.toysrus.fr/product/index.jsp?productId=4255921 Vou te falar o que gosto nele e o que olhei antes de comprar (já comprei 2, uma para cada filha):
      - para mim, importantíssimo é ter 5 posições, que significa que ele deita bastante (para mim não serve ter somente 3 posições). 5 posições são 3 nas costas e 2 nos pés, fazendo com que uma das posições seja quase completamente deitada. Se vc puder olhar e testar os carrinhos pessoalmente, melhor, assim você vê o quanto eles deitam e repara tb na forma prática ou não que eles tem de abrir e fechar.
      - acho prático que tenha cesto em baixo para colocar tudo e nada (baldinho, capa de chuva, etc..).
      - alguns já vem com capa de chuva ou guarda-sol
      - é interessante também que o cinto de segurança aperte no meio e segure braços e cintura (se segurar só na cintura, há crianças que se viram e conseguem se levantar ou tirar o cinto)! :)
      - dá uma olhada no peso total tb.
      No mesmo estilo que o nosso vejo muitos da marca Mc Laren ou Chicco.

      Hoje em dia há carrinhos bem bonitos, aqueles de 3 rodas, mas esses não são fáceis de dobrar. Outro que tem feito sucesso é o Quinny, mas ele é tão bonito, bacana (e caro) que as famílias ficam com pena de mandá-lo no avião!

      Um abraço,

  26. Qual carrinho (guarda-chuva) de viagem vcs usam? Vamos com nosso bebe de 5 meses para San Francisco, California e achamos q um bom carrinho com diferentes posições será essencial (pretendemos fazer a maior parte dos passeios a pé). Valeu pela ajuda!

    • sutmie disse:

      Olá Daniela,

      Me desculpe a demora em responder, achei que já o tivesse feito! :-(
      Nosso carrinho é um modelo guarda-chuva de marca própria da Toys´r´Us, comprado na França: http://www.toysrus.fr/product/index.jsp?productId=4255921
      O que eu gosto nele é que ele deita completamente (eles falam de 5 posições: 3 para as costas e 2 para os pés), tem cesto embaixo para as coisas e sombrinha para o sol. às vezes há promoções com capa de chuva e tudo!

      Mas escuto muito as famílias falarem do Chicco Liteway, do City Mini e do McLaren Volo ou XT que deitam completamente tb.
      E como o seu bb é pequeno ainda, além do carrinho, pode ser interessante ter um sling ou falam muito do Ergo Baby para levar nas costas: http://store.ergobaby.com/baby-carriers
      Um abraço

  27. Pricilla disse:

    Oii, Eu tenho 16 anos posso viajar com minha amiga de 15 pra bonito?

    • Sut-Mie Guibert disse:

      Olá Priscilla,
      Você diz sozinhas, sem autorização dos pais? Sim, pela lei, vocês podem…mas é sempre bom que a família saiba por onde andamos! E Bonito é um destino caro (os passeios são caros), mas podem ser feitos à partir dos 5/6 anos (flutuação nos rios e passeios radicais).
      Um abraço,

  28. Simone Tie disse:

    Olá Sut Mie, estava com uma viagem comprada de férias em família (eu, marido e meu filho de 1 ano e 2 meses) para Austrália em agosto quando tive a notícia em fevereiro que estava grávida, pois bem.. Estamos na dúvida se vamos para Orlando, pois com um bebê e eu grávida(estamos planejando viajar em abril 2014 e eu estarei com 5 meses de gestação)estamos com muitas dúvidas e receios! Alguns falam que é muito tranquilo e outras falam que todos sofrem (pais e filhos). Você que já tem experiência em viagens internacionais, acha que a ida à Orlando será um desastre ou será ótimo para diversão e compras?
    Obrigada, Simone.

  29. Letícia disse:

    O meu menino tem 52 dias, to querendo visita a minha mãe que mora no interior de São Paulo são 380 km posso levar ele? Ainda Não tomou as vacinas de 2 meses tem algum problema, gostaria de aproveitar o feriado de carnaval.Obrigada

    • Sut-Mie Guibert disse:

      Olá Letícia,
      A melhor pessoa à quem perguntar isso é o(a) pediatra do seu filho! Ninguém melhor do que ele e vocês (os pais) para tomarem essa decisão! ;-)
      Um abraço e bom Carnaval!

  30. ELIANA disse:

    Olá!

    Eatamos programando Eu e meu Esposo uma viagem com meu bebe q ainda nem nasceu rs…para finzinho de setembro , ele tera quase 4 meses, e uma viagem de avião para porto de galinhas – PR…é viavel? será que podemos?
    Obrigada Eliana

    • Sut-Mie Guibert disse:

      Olá Eliana,
      Possível sempre é…mas não seria melhor deixar o neném nascer, para vocês verem como vocês e ele se adaptam? É um pouco difícil prever assim de antemão, sem ele nem ter nascido! Às vezes o bebê pode ter cólicas, refluxo… essas coisas. Por isso, acho melhor programar esse tipo de viagem já conhecendo ele melhor. Vira e mexe há promoções de voos.. ;-)
      Um abraço

Deixe seu Comentário





* Campos obrigatórios