Ficou fácil viajar com crianças!

Ilha Maurício: dicas da Camila (15 meses) e dos seus pais.

Neste período de Copa do Mundo só se fala da África do Sul, mas bem ali do lado, a 4h de vôo direto de Johannesburg, existe a “Pérola do Oceano Índico”, uma ilha que vale muito a pena visitar: a Ilha Maurício. A Ilha Maurício, Maurícia ou Mauritius é, na verdade, um país cuja capital se chama Port Louis. Normalmente, trata-se de um destino procurado por casais em Lua de Mel, mas também por famílias européias em busca de calor! Aqui, o mar é azul turquesa, a água é quentinha e a paisagem, de cartão postal!

Esta família viajou diretamente de Paris, mas para nós, brasileiros, o avião passa pela África do Sul, com escala em Johannesburg. Para quem já vai para a África para a Copa, esta “esticada” vale menos de US$ 700 ida e volta, e pode ser uma boa escolha para desligar-se do mundo e conhecer um lugar exótico com excelente estrutura hoteleira.

A família ficou 1 semana e adorou

O $$$ Hotel Casuarina situado no Trou aux Biches a 18Km da capital: um lugar paradisíaco da ilha, com uma longa praia de areia branca e mar azul super cristalino. Mas isso é redundante por aqui!

Um Hotel 3 estrelas com meia-pensão, bastante confortável, charmoso em uma construção em estilo arabesco e de frente para a praia. A família optou por ficar em um pequeno bangalô, mais confortável e com kitchinette, prática para lavar a mamadeira, esquentar o leite do bebê; porém existem também apartamentos mais em conta, e todos com ar condicionado.

O Hotel ainda conta com piscinas, um Clubinho para crianças a partir de 3 anos e um SPA para os pais. Tudo de bom!

E como todos os hotéis ali da região, ainda tem kaiak, windsurf, ski náutico à disposição na praia.

Curtir a praia: o mar é lindo, azul da cor do céu! Só tomem cuidado com restinhos de corais na beira da praia, por isso, antes de ir para a água, é melhor colocar sapatos nas crianças, tipo melissa ou havaianas.

Praia em frente ao Hotel…paisagem de cartão postal!

Comendo areia enquanto Mamãe tira a foto…!

Fazer um passeio de barco com fundo transparente: passeio imperdível para ver todos os peixinhos coloridos! Um passeio de 1h30 que deixa as crianças menores muito empolgadas! Para as maiores, vale à pena mergulhar com com máscara e snorkel para ver os peixes bem de perto! Esse passeio pode ser reservado na praia mesmo, onde existem várias ofertas.

Conhecer as tartarugas gigantes no Jardin Pamplemousse: um mini Jardim Botânico cheio de árvores e plantas tropicais, um lindo lago cheio de nenúfares, cisnes,…para quem vem do Brasil, esta é uma paisagem meio habitual, mas o que vai surpreender mesmo é o canto das tartarugas gigantes, espécie nativa da região: de Maurício, Madagascar, Seychelles. São tartarugas gigantes, com mais de 1m de altura e 200Kg, capazes de carregar uma criança, mas melhor mesmo é vê-las com os olhos! Até porque são bastante impressionantes!

Jardim Botânico de Pamplemousse

Lago com nenúfares

Tartarugas gigantes

Visitar uma Fábrica de chá, em Bois Chéri: onde se pode aprender as diferentes etapas do processo de fabricação do chá e, após a visita, fazer uma degustação de chá, sendo que o de baunilha realmente é especial!

Conhecer Port Louis, a capital, e o seu mercado exótico: um mercado com produtos variados, frutas, especiarias, peixes, carnes. Uma mistura de cheiros e cores. Aqui, vão poder perceber como a cultura da ilha é uma cultura mista, feita de indianos, imigrantes africanos, malgaxes (de Madagascar, ilha ao lado) e chineses. Vale a pena comprar para trazer de lembrança: bolsas e cestos de palha, favas de baunilha (para fazer bolos, colocar no açúcar), chá de baunilha, rum… 

Comprar camisetas com DODÔ: para mostrar para os amiguinhos a aparência deste pássaro já extinto. O Dodô era o maior pássaro que existia na Terra, e não voava. Por isso ele se tornou uma caça fácil e hoje, ele não existe mais. Ele é um dos símbolos da ilha e vocês o encontrarão de todos os tamanhos, em vários lugares ou estampados nas camisetas.

“Conhecendo” o Dodô

Com crianças maiores, aproveitem também para fazer o passeio de um dia inteiro de táxi, conhecendo os principais pontos da Ilha: os hotéis sempre têm motoristas para recomendar, e não esqueçam de combinar o preço antes.

Como a Camila era pequena, a família optou por não fazer estes dois passeios, e preferiram descansar e curtir a praia, mas não podemos deixar de recomendá-los se viajarem com crianças:

Ver mais tartarugas, crocodilos, insetos e borboletas no La Vanille Réserve des Mascareignes: este parque no Sul da ilha tem mais de 1.000 tartarugas, 2.000 crocodillos, 20.000 espécies de insetos e borboletas. Programem-se para passar o dia inteiro, pois há muita coisa para ver e vocês podem almoçar por lá mesmo, pois tem restaurante, parquinho

Aqui, é permitido se aproximar das tartarugas gigantes

Outro parque imperdível é o Casela: onde a grande atração é se aproximar e tirar fotos com os felinos (para crianças acima de 1,50m)! Se forem menores do que isso, é possível ver outros animais e até alimentá-los na fazendinha. Além disso, ainda podem fazer um “foto-safari” em uma combi ou jeep protegido e ver zebras, avestruzes…uma forma de lembrar que estão na África!

Foto do Site, que mostra a grande atração que as crianças adoram: aproximar-se e tirar fotos com os felinos!

 

A família gostou menos:  

Eles chegaram a experimentar um ônibus, mas acharam a maneira de dirigir meio radical! Portanto, melhor mesmo é pegar táxi para circular de um lado para o outro.

A noite cai rápido (estamos no hemisfério sul!), portanto as lojas também fecham cedo. Fiquem atentos se quiserem sair da praia, tomar um banho e passear para ver as lojas.

A família também achou os preços em geral um pouco « salgados », mas isso é normal, por tratar-se de uma ilha (onde tudo é sempre mais caro, por ser mais difícil de se abastecer!)

Outras observações:  

A Ilha Maurício foi uma antiga colônia holandesa, francesa e inglesa, por isso a língua oficial é o inglês, bastante falado pela população de origem indiana, mas eles também falam francês e crioulo, uma língua local, parecido com uma mistura de africano com francês.

Não vale à pena alugar um carro: primeiro que a mão é inglesa e, realmente, não se necessita de carro. É mais prático pegar os táxis.

Experimentem as “samoussas”, espécie de pastel indiano, e “mins-frits”, tipo um macarrão frito, mas como Maurício tem uma influência indiana muito forte, cuidado com as crianças, pois a comida é BASTANTE picante! Para elas, melhor pedir “without spice or garlic“.

Esta família levou fraldas e potinhos desde a França, mas perto do Hotel, acharam um supermercado com isso tudo, portanto, não é necessário se carregar, mesmo sendo um pouco mais caro.

E saibam que os habitantes da ilha adoram crianças, eles as pegam imediatamente no colo, dão beijo, são super calorosos.

Não esqueçam de levar na mala : tudo para a praia, bóia, máscara e snorkel, protetor solar, chapéu, repelente…

E, última recomendação: tomar a vacina contra a Febre Amarela, pelo menos 10 dias antes da viagem.

 

Viagem feita em Novembro de 2006: sol, com alguns aguaceiros rápidos.

 

Para mais informações: 

Sobre a Ilha Maurício: www.mauritius.net

$$$ Hotel Casuarina* (ver fotos e avaliações)

O Jardin Pamplemousse (em francês): aqui

Fábrica de chá, em Bois Chéri (em francês): aqui

Parque La Vanille Réserve des Mascaraignes (em inglês): aqui

Parque Casela (em inglês): aqui

*Somos afiliados Booking e recebemos uma comissão pelas reservas feitas através do Blog. Você não paga nada mais por isso e nos ajusa a manter as melhores dicas!

Também estamos por aqui:

FACEBOOK TWITTER | INSTAGRAM | GRUPO VIAGENS EM FAMÍLIA

 

 

12481 Visualizações

Sut-Mie Guibert, Family Travel Blogger, Blogueira especializada em Viagens em Família, com crianças e bebês. Jornalista e mãe de duas meninas de 5 e 2 anos, adora levar as crianças para conhecer o mundo! Mas também gosta de escutar e falar sobre o assunto com outras famílias, que são sempre bem-vindas por aqui!

32 comentários para este artigo

  1. Mãe Mochileira,filho Malinha disse:

    Meninaaaa..que mar é esseeee??? demais,não é?? lindooo de viver!!!
    E a fauna local é realmente fantastica..pra variar to aqui viajando junto,,ai que delicia ler esses relatos,sabia?amo,amo…
    Além de acompanhar as aventuras de outras mamães viajantes, a gente aprende sobre cada lugar..adoro!;-)
    O de hj,por exemplo..sabe que nunca tinha lido tanto assim a respeito??

    menina, tem 2 selinhos de indicação p vc no meu blog..beijão,otima semana!
    adoro teu blog!;-)

  2. Que dica fantástica. Fiquei me imaginando nesse mar e imaginando as minhas filhas enlouquecidas com as tartarugas.
    beijos
    Chris
    http://mairapaolucci.blogspot.com/

  3. lia disse:

    Que demais essas tartarugas! amei!

  4. Nine disse:

    Que mar maravilhoso! E as tartarugas gigantes, então? Adorei! Com certeza é um lugar maravilhoso para se conhecer! E a pequena Camila parece ter se divertido bastante!

  5. Carol Garcia disse:

    já imaginei isaac com a carona grudada no fundo do barco e querendo levar uma “cucuia” (tartaruga na língua dele) pra casa!
    muito bacana!
    bjo bjo
    carol
    http://viajandonamaternidade.blogspot.com

  6. shi disse:

    Oieeee 🙂 Eu passei pra te conhecer através da indicação da mãe mochileira 😀 Eu ainda não sou mamãe, mas tenho um bloguinho onde conto meu dia a dia. Passa lá pra conhecer tb 😉

    Beijinhos,

    Shi

  7. Paloma disse:

    Muito legal! As cores, o clima e até (parte d)a fauna me lembraram algumas ilhotas caribenhas que conheci (sem filhos).
    Beijos

  8. patipapp disse:

    Socorro, estou surtando! Que sonho. Se eu mandar este post pro meu marido (e eu vou rsrsrsrs) ele vai querer fazer reservas agora!!!

    AMEI MIL VEZES AMEI!

    Eu queria ter uma ideia de valores… Sera que ela não pode passar uma ideia pra gente (fiquei muito mal acostumada depois da Tailandia, era tudo tão barato!)

    beijos

  9. Coincidentemente voltamos à um mês do paraíso (Ilhas Maurício), e já escrevi TRÊS posts sobre a ilha. Faltam ainda mais três, pra explorar mais detalhadamente em fatos e fotos…

    Obrigado por sua visita e parabéns pela dedicação ao nicho turístico viajando com bebês!

  10. Beta disse:

    Obrigada pela visita e pelo incentivo!!!
    Tb tou te linkando.
    Gente, teu blog é um serviço de utilidade pública materna! Estou há horas planejando uma viagem daqui de Porto Alegre/RS até Montevidéu com o maridão e a filha e ficamos nos amarrando, por um ou outro motivo.
    Agora com o teu blog quero ver se tomo vergonha e agilizo nossa viagem, hehehe.
    Bjão

  11. patipapp disse:

    Mandei o link do post pro meu marido e ele me ligou na hora “Vamos???” diz ele tod empolgado!! hehe Pena que já fomos pro outro lado do mundo este ano… mas com certeza vai ficar no topo da lista de proximos destinos…

    Já entrei em todos os links e cada vez acho mais bacana!!

    Sabe que quando comecei meu blog, tudo o que eu queria era mandar noticias dos meus filhos pra minha irma e alguns amigos muito proximos que moram longe, de repente começo a conhecer pessoas que tambem amam viajar (e ainda por cima com os filhos) e estou quase surtando com tantas possibilidades e relatos legais! O mundo fica enrome e minisculo a cada dia!

    Acho que dei uma viajada agora ne???

    hehe

    beijos

    Pati

  12. piscardeolhos disse:

    e eu achava que era uma pessoa de sorte…isso até conhecer a pequena camila!
    com 15 meses já frequentando um paraíso desses!
    ai, ai (suspiros esperançosos)
    bjs!

  13. Paloma disse:

    Sut-Mie, no mesmo disco de Caetano que tem Clarice, tem uma música linda chamada Clara, ouça aqui: http://www.youtube.com/watch?v=ZMifsyn50u4&feature=related.
    Beijos para vc e Clara

  14. Guaciara disse:

    Oi! Vi seu blog como dica no caderno Viagem do Estadão e simplesmente amei tudo! Eu amo de paixão viajar, sempre que posso estou na estrada, apesar do emprego fixo e casa. Fiz faculdade de Hotelaria e agora estou fazendo Turismo, amo mesmo esse meio, já trabalhei muito nesse ramo. E meu marido tem um filhote lindo de 6 anos, que eu convivo desde os 3 aninhos dele. Ele é meu xodó e acredito que até o fim do ano estaremos com as férias dele regulamentadas na justiça, por isso já estamos elaborando nosso roteiro: Brasília, Caldas Novas e visita à famíliares em Uberlândia. Por enquanto só fizemos roteiros leves de fim de semana, como Praia Grande, Louveira e foi tudo muito gostoso, apesar das malinhas de viagem mais recheadas, rs. Ele fez toda a diferença e conseguimos fazer de tudo, brincar com ele durante o dia, ir à praia, piscina, jogamos bola e a noite, depois que ele caiu no soninho bom nos reunimos com os outros pais para bater papo, muito gostoso. Sucesso para você e agora te acompanharei sempre!

  15. Carol P disse:

    Deixei uma brincadeira lah no blog para vc. Carol xx

  16. fernanda disse:

    Quero ir pra lá agora, adorei tanto tudo, e tô precisando tanto de férias…. melhor ainda ser incrível para as crianças né? amei amei amei, sempre pensei no local como lua de mel…. beijos

  17. Carol P disse:

    Oi!
    Obrigada pelo seu comentario lah no blog, adorei saber mais de vc. Realmente tu eres uma cidada do mundo !!!
    Pois eu sou apaixaonda pelo seu pais, e gostaria de ter fluencia em frances, assim como vc tem em portugues. Pois a[esar de me comunicar e ler em frances sou incapaz de escrever uma linha.
    Bisous

  18. silvana disse:

    Oiii! Estou indo em Janeiro/2010 com minhas crianças(11 e 8 anos) e marido, fazer safari na Àfrica e tb ir até Cape Town.Gostaria de saber se tem alguma dica de lá ou endereço de blogs.
    Obrigada, bjos Silvana

  19. Norma Cunha disse:

    Sue,adorei suas dicas de Mauritius!!!vamos pra lá em fevereiro de 2012…e os sites anexos ao hotel,passeios etc são otimos…valeu muito sua ajuda,obrigada

  20. catiie disse:

    Oiii tudo bom!!

    Eu amava fazer esta viagem, me pode dizer quanto é o bilhete da entrada no “la Vanille Réserve des Mascareignes” Amava ver aquelas tartarugas!!!

  21. Gustavo disse:

    Olá!
    Eu particularmente fico meio com um pé atrás de ir para um local tão longe e ao mesmo tempo tão desconhecido… O que você achou da questão da segurança na ilha? É tranquilo? As pessoas são receptivas e confiáveis?
    As fotos estão lindas, pensando seriamente em ir pra lá!
    Obrigado!
    Gustavo (@BlogCheckIn)

    • Olá Gustavo,
      Quem foi nesta viagem é minha irmã e a Camila em questão, minha sobrinha. Este destino é muito conhecido e frequentado pelos franceses (ex colônia francesa). Nunca ouvi falar de problemas de segurança e me parece que sim, as pessoas são receptivas. Se vc achou estas fotos lindas, dá uma olhada no Blog Fatos & Fotos de Viagem! Ele tem vários posts e fotos lindas!
      Penso que uma boa para ir para lá é fazer África do Sul junto.
      Um grande abraço,

  22. Paula disse:

    Olá

    Seus comentários são excelentes, sou muito “ignorante” para fazer as conversões, vc poderia me dizer, por exemplo:

    Entendi que a moeda e rupia mas preciso de um exemplo…

    Um real é igual a quanto de rupia?

    Ou quanto é uma rupia?

    Abç.

    Paula

  23. Giovanna disse:

    Sut-Mie,
    Sairemos de férias em outubro, com nossa filha de 2 anos. Em princípio, o destino óbvio seria a Disney. Mas estou querendo fugir do óbvio e estou flertando com a África do Sul. Tem alguma dica?
    OBrigada

    • Sut-Mie Guibert disse:

      Olá Giovanna,
      A única dificuldade na África do Sul é que vc não poderá fazer safáris com ela. Normalmente, pedem um mínimo de 5 ou 6 anos, dependendo do lugar. Ou, outros até aceitam mas impondo condições como ter que reservar um veículo só para a família (em vez de veículo para o grupo no safári), o que encarece bastante as férias! 🙁
      O que te agrada na ideia da África do Sul? Os animais, a natureza? (eu entendo a sua dificuldade, porque tenho muita vontade de conhecer esse país também, mas estou aguardando a minha filha menor crescer um pouquinho).
      Há vários outros destinos interessantes, de praias (Cancun), de ecoturismo (acabamos de voltar de Jericoacoara e amamos, por ex), fomos para o Havaí e foi espetacular…

Deixe seu Comentário





* Campos obrigatórios