Ficou fácil viajar com crianças!

Foz do Iguaçu com crianças: roteiro de 5 dias em família

No final do ano passado, participamos do BlogTrip Mabu Experience e conhecemos Foz do Iguaçu, um excelente destino em família, que oferece muitos passeios bacanas, organizados, uma boa estrutura hoteleira e pode ser visitado em um tempo curto, um feriado prolongado ou uma boa semana de férias.

Veja a nossa programação que serve de base para um roteiro de 5 dias:

=> 1º dia: quarta-feira

– 13h00 chegada do voo GOL Congonhas SP-Foz do Iguaçu. Há voos diretos do Rio de Janeiro também. O acesso é muito fácil: os voos são diretos e com somente 1h30 de duração. Ideal com crianças!

– check in, almoçar, descobrir e curtir o Hotel se for algum resort, como no nosso caso, o Mabu Thermas Resort.

– 16h00 (ou mais tarde se não tiverem interesse em compras – fica aberto até as 19h), podem visitar o Vale dos Dinossauros, com réplicas perfeitas em tamanho real, que fazem ruídos e se mexem (respiram, piscam os olhos…). Por enquanto, o espaço é pequeno, tem só uns 30 animais pré-históricos, mas é legal para tirar fotos e se as crianças estiverem na fase dos dinossauros, vão curtir!
Custa R$40/adultos e R$25/crianças acima de 4 anos.

Vale-dos-dinossauros-foz-do-iguacuAo lado, tem o Museu de Cera Dreamland com réplicas de personalidades da história e do showbiz. Alguns bonecos são bem feitos e bons para tirar fotos. Mas, pessoalmente, eu guardaria esse programa na manga para usar em caso de chuva. 🙂

– 17/18h00: saída para conhecer o Duty Free da Argentina (aberto até 21h). Uma loja enorme, bonita e organizada. Infelizmente, ela não permite fazer fotos, o que é uma pena. Mas você pode ter uma ideia no site. Lá, você vai encontrar objetos de decoração para casa, chocolates (Lindt, Milka, Godiva,…), vinhos e bebidas, brinquedos da marca americana Melissa & Doug, roupas Gap, eletrônicos Apple, as mais variadas marcas de cosméticos, MAC, etc…tudo sem taxas de importação e original (ao contrário da dúvida que existe sobre os produtos provenientes do Paraguai). Para quem curte compras, é um passeio interessante: é praticamente uma loja de departamento. Em termos de preços, em contrapartida, achei decepcionante. Só está valendo à pena nos chocolates, vinhos e bebidas. Claro que comparando com os preços praticados no Brasil, o Duty Free tem produtos mais baratos mas, ainda assim, com a alta do dólar, tudo tem que ser bem calculado. Vale pela oportunidade de comprar produtos diferentes.
Dica: baixe o aplicativo grátis Currency que faz a conversão dos preços. Além disso, lembre-se que você só tem direito à uma cota individual alfandegária de US$300/pessoa por via terrestre. Acima disso, você deve declarar os produtos e pagar uma taxa de 50% do valor dos produtos.

Duty-Free-Argentina– 20h00: jantar no Restaurante argentino El Quincho del Tio Querido em Puerto Iguazu, onde comemos uma autêntica parilla de carnes, saborosa e com cortes altos. O todo acompanhado de vinho bom e barato. A carta de vinhos lá é bem variada. O ambiente é simples e despojado, recebe tanto grupos de amigos quanto grupos de turistas. Todos os dias, às 20h30 acontece um show musical, vimos um trio de guitarristas excelentes. E, às quintas e sábados, tem também um show de tango. Note que o Tio Querido tem menu infantil com batatas sorriso, salsichas, hambúrgueres, mas a comida é gostosa e as crianças podem comer um verdadeiro pedaço de carne (as porções são enormes e dá para dividir) com arroz e salada.
Outras boas opções de restaurantes argentinos: Aqva, famoso pelas carnes e crepes de dulce de leche. Salive com o post do Matraqueando. E La Rueda. Todos estes restaurantes tem um bom custo benefício se levarmos em conta que é possível tomar bons vinhos por $200 (R$65) e os pratos são sempre muito bem servidos, dá para dividir! É bom fazer reserva.

ATENÇÃO: para todos os passeios que atravessam fronteiras, é necessário levar documento com foto, RG ou passaporte (sendo que, com RG os procedimentos são mais rápidos)! E no caso de crianças desacompanhadas ou acompanhadas somente por um dos pais, é importante ter várias autorizações de saída, mesmo que estas nem sempre sejam solicitadas (lembre-se: as autorizações são válidas por 2 anos, portanto sempre poderão ser usadas em alguma outra ocasião).

=> 2º dia: quinta-feira: visitar as Cataratas do Iguaçu, umas das sete novas Maravilhas da Natureza e classificado pela UNESCO como Patrimônio Natural da Humanidade. Prepare-se para passar um dia de puro encantamento com a força da natureza!

Não é possível entrar com carro próprio dentro do Parque Nacional do Iguaçu. Ele deve ser deixado no estacionamento pago R$19 e, depois, todos pegam ônibus turísticos hop on hop off (ou vans turísticas privadas) que circulam dentro do parque. O valor do transporte está incluído no preço do ingresso, que pode ser comprado por internet (R$31,30/adultos e R$8/crianças de 2 a 11 anos).

mapa-do-parque-Catartas-do-iguacuClique na imagem e imprima o mapa do Parque

– 10h00: Vá diretamente para a Trilha das Cataratas e veja o belíssimo Hotel Belmond Hotel das Cataratas, o único dentro do Parque! Dali também sai a trilha para ter uma vista ampla das Cataratas.

cataratas-do-iguacuO Parque é lotado de quatis, que devem ser encontrados pelo caminho. Apesar de serem fofos, cuidado: não ofereça comida ou deixe bolsas abertas, pois eles podem ser agressivos na busca por alimentos. Há várias placas avisando. Dá para continuar pelo caminho até a Garganta do Diabo, a impressionante queda de 90m! Dependendo da época, é possível enxergá-la melhor: no inverno chove menos, o rio fica menos cheio e há menos vapor. Ao contrário do verão, quando chove e as quedas ficam mais cheias e com mais vapor de água que forma uma “névoa”. Independente da época, é sempre um passeio impressionante! Já as temperaturas: no verão, com calor, é mais fácil se molhar e secar rapidamente. No inverno, com temperaturas em torno de 18ºC, esses passeios ficam mais difíceis para quem é friorento e principalmente com crianças! Se estiver com carrinho (com capa de chuva), é melhor descer na última parada e pegar o elevador panorâmico. Senão, se quiserem fazer a trilha, é melhor usar um carregador/sling e não esqueça das capas de chuva, porque só o vapor das Cataratas molha bastante!

passarelas-das-cataratas-do-iguacuNa volta, não deixe de pegar o elevador panorâmico que passa bem do lado das enormes quedas de água. Cuidado com o ar gelado do ar condicionado no elevador!

Elevador-panoramico-das-cataratas-do-iguacuA estrutura geral e organização do parque é excelente: tem lojinhas de souvenirs, onde vendem lembranças mas também filtros solares, repelentes, bonés, capas de chuva…E para uma foto especial, é possível tirar com fotógrafos profissionais (R$20).

– 12h00: almoço no Porto Canoas, único restaurante dentro do Parque. Se estiver calor, pegue uma mesa do lado de fora, com vista para o rio. O buffet (R$49/pessoa) é imenso e, aos sábados, servem feijoada.

– 14h/15h00: saída para o Macuco Safári. Excelente aventura para vivenciar de perto a força das Cataratas! O passeio consiste em ir de bote bem pertinho, praticamente debaixo das quedas d’água e, como você pode imaginar, é um passeio que molha muito (veja detalhes no post)! Por isso, se estiver frio, é melhor repensar o passeio e deixar a experiência para dias com mais sol e calor.
O passeio dura ao todo umas 2h, custa R$179/adulto e R$89,50 dos 7 aos 11 anos e pode ser comprado on line (fora o ingresso ao parque). Crianças abaixo de 7 anos não pagam. Vale à pena com crianças menores? O Macuco Safari não impõe restrições de idade. Tudo vai depender de você e da criança. Saiba que é um passeio com vento, eventual frio, muita quantidade de água, o que pode ser assustador pelo barulho e pela situação em si. MOLHA TUDO! Impossível sair de lá seco, mesmo usando capa de chuva! 😀 Mas também é um passeio emocionante, onde é possível ver as Cataratas de perto, de um ângulo único, de dentro do Rio Iguaçu. É um “banho de cachoeira” especial, super energético, diferente, maravilhoso! Crianças destemidas podem curtir a partir de uns 4/5 anos. Abaixo disso, eu não levaria. Na verdade, acho que o Macuco Safári vale mesmo com crianças acima de 6/7 anos! Importante saber que o passeio de barco, apesar de mais caro, é mais organizado do lado brasileiro! O uso do colete é obrigatório, há tamanhos infantis e as famílias com crianças ou pessoas com medo devem sentar no meio ou no final do bote, perto do condutor. Não esqueça a sua Go Pro ou câmera à prova d’água e se as crianças tiverem olhos sensíveis, podem até lembrar de levar óculos de piscina, porque cai muita água e eles podem ficar incomodados! Esse é um dos pontos altos da viagem, sem dúvida!
macuco-safari– Depois disso, é bom descansar de tantas emoções e relaxar no hotel/resort.

=> 3º dia: sexta-feira

Se vocês curtem trilhas e natureza, dia de experimentar as Cataratas do lado argentino e decidir qual o lado mais bonito! Na verdade, ambos lados valem a visita, para se ter uma visão geral: do lado brasileiro, você tem a visão de frente das  Cataratas e do lado argentino, você passeia por passarelas por cima delas e tem a visão vertical!
– Comece cedo, o parque abre às 8h00. Pelo circuito superior, você vai pegar 2 trenzinhos e vai chegar pertinho da Garganta do Diabo! Absolutamente impressionante a força centrífuga das águas! Uma vez mais, é um passeio que molha bastante. Leve capa de chuva, boné, repelente e filtro solar.

trenzinho-do-parque-nacional-Iguzu-Argentinagarganta-do-diabo-iguazu-argentinaFotos site www.iguazuargentinacom

Almoce no Restaurante La Selva, que tem ar condicionado e um enorme buffet à disposição. Um pouco de conforto para matar a fome e retomar as energias. Veja este post excelente dos Destemperados.
O parque é bem menos estruturado que o brasileiro e, dependendo da época, há filas grandes para os trens ou passarelas escorregadias e fechadas por causa da força das águas. Ainda assim, o passeio vale muito à pena. Podem levar carrinhos guarda-chuva leves (ou alugar carrinho na entrada do parque), mas algumas vezes, há escadas e o carrinho tem que ser dobrado.

ATENÇÃO: na entrada do parque, o ingresso só pode ser pago em dinheiro e em pesos argentinos (há uma casa de câmbio ali perto): $200/adulto, $50 crianças de 6 a 12 anos e $70 de estacionamento. Lá dentro, aceitam reais ou cartões de crédito, mas lembre-se da taxa de IOF para compras no exterior.

– De tarde, você pode aproveitar que está no lado argentino e parar no Duty Free Argentino, se não passou por lá no primeiro dia. Ou, se não tiver interesse em compras e as crianças estiverem cansadas das trilhas, podem curtir o hotel/resort ou fazer o voo de helicóptero (até 17h30) ou visitar o Vale dos Dinossauros (até as 19h).

=> 4º dia: sábado

– 7h/8h00: se tem interesse em compras no Paraguai, saia bem cedo em um tour organizado (custa aproximadamente R$55/pessoa e é bem mais confortável e prático! Veja se o seu hotel não oferece esse tipo de serviço ou entre em contato com a Chamon ou com a Loumar). É importante ter uma ideia do que vai procurar para não ficar muito perdido, veja preços e produtos no site comprasparaguai.com.br. Aquilo lá é um mundo lotado: de lojas, gente, produtos! Os preços valem à pena, mas não compre em qualquer lugar, porque a maior dificuldade é saber a boa procedência e qualidade das mercadorias! Muitas lojas aceitam pagamento em reais, assim você não paga IOF do cartão de crédito. E lembre-se, uma vez mais, que existe a cota de isenção de impostos de US$300/pessoa por via terrestre.
=> Não aconselho de jeito nenhum levar as crianças (jogue “Ciudad del Este” no Google imagens e veja o que o espera)! É melhor deixá-las com o pai, para curtirem a piscina e kids club enquanto você se descabela nas compras ou vice versa: você fica com as crianças e outra pessoa vai! 😀

Isso vai ocupar a sua manhã toda e você estará de volta para o almoço.

– De tarde, vocês podem visitar a Usina Hidrelétrica de Itaipu que tem horários fixos e, assim, podem se organizar.
Por incrível que pareça, alguns acham a visita de Itaipu sem interesse e boa essencialmente para engenheiros. Já eu, fui daquelas que fiquei de queixo caído com essa fantástica construção que é uma das maravilhas do mundo moderno! Foz do Iguaçu tem o privilégio de mostrar as duas faces: o que a força da natureza é capaz de fazer e o que o homem, reles mortal, tem a imensa capacidade de construir! Vou me repetir, mas as Cataratas do Iguaçu são uma das novas Maravilhas no Mundo Natural e Itaipu, uma das Maravilhas do Mundo Moderno! Itaipu é o maior gerador de energia do Mundo, com 8 Km de extensão e 20 turbinas enormes! Mais um item para a lista de orgulhos brasileiros!
Existem vários tipos de visita em Itaipu com horários marcados e os ingressos podem ser comprados on line (o que é recomendado, porque os passeios tem vagas limitadas): a visita panorâmica, feita na parte externa da usina com ônibus turístico de 2 andares que faz algumas paradas para tirar fotos (essa é a visita mais adequada com crianças e custa R$26/adulto e R$13 crianças de 7 a 12 anos. Abaixo de 6, não pagam). E o circuito especial de 2h30 (somente para maiores de 14 anos e custa R$64/pessoa), onde é possível entrar dentro da usina e ver de perto como funciona essa obra de engenharia. Note que para essa visita dentro das turbinas, é necessário estar com sapatos fechados, sem salto e roupa com comprimento abaixo do joelho, para melhor proteção.

ItaipuItaipu– 10h/11h00: Se vocês não tem interesse em compras no Paraguai, podem começar diretamente o dia em Itaipu (veja no Google Maps a distância do seu hotel, porque Itaipu fica mais longe e fora da cidade).
No meio do passeio panorâmico, podem parar e almoçar no restaurante Kattamaran, que tem uma vista agradável para o reservatório de Itaipu, cadeirão e até menu infantil! Podem comer à la carte ou buffet livre (R$45/pessoa).

restaurante-kattamaran– 14h30/15h30: De volta ao Centro de visitantes, se as crianças tiverem interesse em bichos, podem conhecer o Refúgio Biológico (R$20/pessoa) com animais locais como jaguatirica, macaco-prego, onça pintada…

– Ou, na volta para o Hotel, podem parar e visitar o Templo Budista de Foz do Iguaçu (até as 17h). Um lugar contemplativo, bem diferente e que rende belas fotos! Veja o post do Matraqueando.

=> 5º dia: domingo

– 8h30/9h: visita do Parque das Aves. Este é um dos passeios imperdíveis de Foz do Iguaçu! É bom chegar cedo para pegar a alimentação das aves bebês, como os flamingos, por exemplo, e para evitar o parque mais cheio (durante a semana há grupos escolares).

Parque-das-aves-foz-do-iguacyAlém disso, de manhã cedo está mais fresco e é mais fácil encontrar as aves mais “dispostas”. Tucanos e araras ficam soltos em viveiros gigantes. Cuidado com crianças pequenas e tucanos atrevidos que podem bicar. Preço: R$24/adulto. A estrutura geral é muito boa e no final, dá para tirar fotos com as aves e tem cafeteria e lojinha de lembranças.

Parque-das-Aves– 11h30/12h: bem em frente ao Parque das Aves, tem o heliponto da Helisul para visitar as Cataratas de helicóptero! Uma extravagância, custa R$300/pessoa/10mn, mas você terá a oportunidade de ver as Cataratas sob um ângulo incrível! Uma oportunidade única de fechar essa viagem com chave e despedida de ouro! Veja o post da Matraqueando.

– almoço no Hotel. Descanso, curtir as piscinas e recreação do Hotel. Se estiverem no Mabu, aos finais de semana há encontros com os personagens do Sítio do Picapau Amarelo, Emília e Visconde de Sabugosa.

– Marque o seu voo de volta no final do dia, para aproveitar ao máximo o destino!

Foz do Iguaçu é definitivamente um dos melhores destinos para famílias, com estrutura de primeiro mundo e atrações que podem agradar à todas as idades! Repare que este roteiro foi feito para 5 dias, com tempo para curtir o Hotel/Resort, mas ele pode ser feito em 4 dias, ou ao contrário, mais dias se quiserem mais ecoaventuras, como trilhas e rapel nas Cataratas! 😉

 

*Agradecemos o convite feito pelos Hotéis Mabu e para a Blog Trip Mabu Experience em Foz do Iguaçu e passeios feitos com a Chamon.

Onde ficar?
$$$$$ Mabu Thermas Resort: ver fotos, avaliações e reserva com cancelamento grátis* Tem praia termal e é temático Sítio do Picapau Amarelo. Pacotes meia-pensão ou pensão completa.
$$$$$ Bourbon Cataratas: ver fotos, avaliações e reserva. Tem piscinas, área kids temática Turma da Mônica e excelentes restaurantes.
$$$$$ Wish Resort Golf Convention: ver fotos, avaliações e reserva. Tem piscinas e área kids.
$$$$$ Recanto Cataratas: ver fotos, avaliações e reserva. Tem piscinas termais e parquinho.
$$$$ Bella Itália: ver fotos, avaliações e reserva. Fica no centro de Foz e tem quartos para famílias.

*Somos afiliados Booking e recebemos uma comissão pelas reservas feitas através do Blog. Você não paga nada mais por isso e nos ajuda a manter as melhores dicas!

Alugar carro?
Não é necessário, as distâncias são pequenas e podem ser feitas de táxi. Há pontos de táxi em todas as atrações e os preços são tabelados. Os lugares mais distantes, Itaipu, lado argentino ou Paraguai podem ser feitos de van e pacotes turísticos. É mais prático.
Mas se ainda assim, preferir o carro, faça uma cotação com a Rentalcars, buscador de aluguel de carros.

Leia também:
Mabu Foz do Iguaçu lança praia termal
Macuco Safari em Foz do Iguaçu: aventura radical
No Blog Café Viagem: 5 atrações com crianças em Foz do Iguaçu
No Blog Viajo com Filhos: As melhores viagens com crianças: Foz do Iguaçu
No Blog Filhinhos da Mamãe: Foz do Iguaçu com bebês

Também estamos por aqui:
FACEBOOK TWITTER | INSTAGRAM | GRUPO VIAGENS EM FAMÍLIA

 

10467 Visualizações

Sut-Mie Guibert, Family Travel Blogger, Blogueira especializada em Viagens em Família, com crianças e bebês. Jornalista e mãe de duas meninas de 5 e 2 anos, adora levar as crianças para conhecer o mundo! Mas também gosta de escutar e falar sobre o assunto com outras famílias, que são sempre bem-vindas por aqui!

23 comentários para este artigo

  1. Sério que Itaipu divide opiniões??? Aquilo é majestoso, fiz todos os passeios lá (panorâmico, especial e noturno)… uma mais interessante do que o outro! Obra absurdamente incrível e que se fosse planejada hoje não teria saído do papel! #ativismo(Ah, obrigadim pelas menções ao Matraca News). 😉

    • Sut-Mie Guibert disse:

      Oi Silvia,
      Eu também sou super da sua opinião! Fiquei absolutamente maravilhada com aquilo, achei tudo fantástico! Mas já escutei algumas vezes que era “sem graça” (repara tb que é o programa que sempre fica de lado quando a pessoa tem pouco tempo). Como pode uma construção espetacular daquelas não tocar o coração/sensibilidade de alguém?! 🙂
      E no nosso passeio (imagino que sempre aconteça isso), um senhorzinho subiu no ônibus no final e ele fazia parte dos que ajudaram à construir Itaipu! Fantástico! Adorei escutar as histórias dele!
      Bjs,

  2. Rafael disse:

    Excelente post, Sut! Gostei muito das dicas e das explicacoes. Valeu!

  3. Walter Leite disse:

    Muito legal esse seu post Sut-Mie, adorei, um excelente roteiro e com todas as dicas e sem complicações. Serve para qualquer tipo de viajante, é só seguir as dicas e fazer a viagem dos sonhos: conhecer Uma das Setes Maravilhas da Natureza!!!

    • Sut-Mie Guibert disse:

      Oi Walter,
      Sempre bacana a tua visita por aqui!
      Obrigada pelo elogio! É um super destino mesmo, para pequenos e grandes! Eu amei!
      Bjs

  4. Oi Sut!

    Obrigada pela referência do blog! Quanto à Itaipu, eu levei minha filha qdo estava com 9 anos.
    Eu acho que o passeio é mais interessante acima dos 14, quando eles já podem fazer o circuito especial. Para os adultos, acho que é imprescindível conhecer. A “obra” é realmente impressionante.

    Abraços grandes
    Alexandra – Café Viagem

    • Sut-Mie Guibert disse:

      Oi Alexandra,
      Infelizmente, eu não tive tempo de fazer a visita interna, mas fiquei com muita vontade! Deve ser sensacional! Mas me encantei só com a visita externa, e acho que a minha filha de 7 anos ia curtir também! É muito impressionante!
      Bjs

  5. Sut, você pra variar facilitando minha vida!
    Como te falei, tô indo pra Foz depois da semana santa e, pela primeira vez, não tive tempo para fazer um planejamento detalhado da viagem. 🙁
    Aí você vem e me dá uma colher de chá dessas! Já favoritei e levarei esse post como nosso roteiro. Obrigado mesmo!

    • Sut-Mie Guibert disse:

      Oi Tiago,
      Que bom que vai ajudar! Não deixe de clicar nos links, tem muita coisa aí!
      O Parque das Aves é sensacional para a Maria, ela vai amar! E as Cataratas, obviamente! Não deixe de tirar uma foto em família feita por um fotógrafo de lá: custa R$20 (não achei caro em relação a fotos que pagamos no estrangeiro) e ficam boas. Uma super lembrança! Me arrependi de não ter feito!
      Bjs, vou tentar detalhar mais posts até a tua ida! 😉

  6. Patricia disse:

    Oi Sut!

    Adorei esse post e estou indo para Foz em julho por causa dele 🙂
    Estou olhando os hotéis e fiquei com uma super dúvida se vale a pena o pacote com meia-pensão pois os passeios são longos e pelas dicas o melhor é almoçar onde estiver. No jantar, ir a Puerto Iguazu parece interessante tb. Sei que isso é muito pessoal, mas como vc fazia, vc voltava ao hotel para alguma refeição? É que não tenho muita noção das distâncias e da logistica de ficar saindo e voltando.
    Obrigada pela sua opinião, nesse caso 🙂

    Abraços

  7. Fabiane disse:

    Amamos….as dicas ajudaram muito.

  8. Mirela disse:

    Parabéns pelo post. Amei! Tenho um bebê de 2 anos e meio e fico maluca pensando quais lugares são legais e aconselháveis para crianças dessa idade. Parabéns e valeu pelas dicas!!! Eu vou com certeza… ele vai amar os dinos kkkk

  9. juliana disse:

    Pretendo ir para Foz de Iguaçu em 15 de junho e voltar dia 19 de junho. Quais hotéis vc me sugere e quais passeis não poderemos deixar de fazer. Chegaremos já tarde da noite no dia 15. Vou com marido e filha de 3 anos.oBrigada.

    • Sut-Mie Guibert disse:

      Olá Juliana,
      No final do post, você tem a sugestão de alguns hotéis acolhedores para famílias. E, sobre passeios, os melhores estão no post também! Não deixe de visitar as Cataratas dos 2 lados, de ver o Parque das Aves e de jantar na Argentina.
      Um abraço

  10. Nidia disse:

    Olá! Sem querer ser repetitiva: adorei o seu post! Quero ir para foz em 10/2016 com minha filha de 3 anos (fará 4 em 11/2016) e fiquei com duas dúvidas: no duty free argentino é possível alugar carrinho de criança? Estou pensando em ir ao duty no mesmo dia das cataratas do lado argentino: veria a garganta do diabo, almoçaria no Selva e iria para o duty, o que você acha? Provavelmente me hospedarei no Nadai e, como é um pouco longe, acho que vale a pena matar tudo no mesmo dia… Obrigada

    • Sut-Mie Guibert disse:

      Olá Nidia,
      Acho que o DF não aluga carrinho. É melhor vc levar o seu mesmo (um carrinho prático guarda chuva), até porque nas Cataratas argentinas tem bastante passarelas tb, vcs vão andar bastante!
      Acho que até dá para fazer tudo no mesmo dia, mas caso estejam muito cansados, pode deixar o DF para outro dia. É perto do seu Hotel. E nesse dia, você pode aproveitar para passar no DF e almoçar ou jantar na Argentina, por exemplo. 🙂
      Um abraço

  11. Mel disse:

    Olá! Adorei o post. Quero ir com meus 2 filhos. Só que um tem 4,5 anos e o outro 2 anos e meio. Acha que vale a pena ou vou me cansar mais do que aproveitar? Obrigada

    • Sut-Mie Guibert disse:

      Olá Mel,
      Acho que é uma boa idade sim. Vão curtir a imensidão das Cataratas, o Parque das Aves, O Parque dos Dinossauros… Só não aconselho o Macuco Safari com crianças tão pequenas, que podem se assustar (veja aqui). E lá tem vários hotéis com excelente estrutura para as famílias, então tem que prever curtir o Hotel também. Leve o carrinho ou sling para o menor.
      Um abraço

  12. Marco Ávila disse:

    Só para ilustrar o que você disse sobre os quatis, eles são terríveis!!! Em 2013 estivemos no lado argentino, em uma das trilhas meu sogro resolveu abrir um pacote de biscoitos, os quatis, que estavam a uns 50 metros de distância, vieram em bando, como uma quadrilha arrancaram o pacote de biscoitos das mãos dele e devoraram em segundos. Pode imaginar isso? Um arrastão de quatis!!! Por sorte ele não foi mordido apenas um pequeno arranhão na mão, mas todo cuidado é pouco, principalmente com os pequenos

    • Sut-Mie Guibert disse:

      Olá Marcos,
      Efetivamente, os quatis são terríveis com comida! Não se pode aproximar deles com comida na mão! Tem até placas falando para tomar esse cuidado! Eles são bonitinhos de longe! 🙂
      Ainda bem que não aconteceu nada pior com o seu sogro!
      Obrigada pelo aviso,
      Um abraço,

  13. Daiany disse:

    Oi tudo bem?

    Muito boa suas dicas, me tiraram várias dúvidas.
    Estou indo em Dezembro viajar pra Foz com meu pequeno de 2 anos, vc sabe me dizer se nas cataratas do lado brasileiro aluga carrinho ou algum hotel que tem esse serviço?
    Você acha que vale a pena visitar o lado Argentino?

    Obrigada

    • Sut-Mie Guibert disse:

      Olá Daiany,
      Nas Cataratas não há carrinhos disponíveis. E em alguns hotéis há sim (como no Mabu, por exemplo), mas você sempre corre o risco de não ter na chegada, porque geralmente os hotéis tem poucos exemplares e são entregues por ordem de solicitação. Nesses casos, acho sempre mais fácil levar o carrinho guarda-chuva da própria criança, ao qual ela está, inclusive, acostumada. Lembre-se de levar a capa de chuva do carrinho, porque é um destino que molha e respinga bastante! 🙂
      Sobre ver o lado argentino, tudo depende do tempo disponível que você tem, mas se der tempo, faça sim, porque é uma outra visão, mais de perto e impressionante!
      Um abraço

Deixe seu Comentário





* Campos obrigatórios