Ficou fácil viajar com crianças!

Foz do Iguaçu com crianças: é melhor ficar no Bourbon ou no Mabu?

Estivemos em Foz do Iguaçu, um destino super recomendável para as famílias e pessoas de qualquer idade. A cidade tem passeios lindos, super organizados e uma excelente estrutura hoteleira para famílias. Há vários bons resorts mas dois se destacam para o público infantil e de tanto ouvir a pergunta: “é melhor ficar no Bourbon ou no Mabu?”, acabei decidindo ficar nos dois, um após o outro para poder fazer uma comparação mais objetiva. É difícil dizer que este é melhor que aquele, pois tudo depende do seu foco, objetivos e preferências. Mas posso ressaltar os melhores pontos de cada um.

Antes de mais nada e para a historinha, saiba que, surpreendentemente, o Bourbon Cataratas tem mais de 40 anos! Foi lançado em 1973 quando não havia nada em volta, e o divertido é que tem fotos do antes e depois na sala do café da manhã.
Já o Mabu Thermas Resort tem uns 20 anos, o que é bastante também.

=> Note, portanto, que não são hotéis novos mas tem história e são muito conceituados na região, até hoje!

LOCALIZAÇÃO
Por incrível que pareça, um fica praticamente ao lado do outro, na Av. das Cataratas! Dá para ir de um ao outro a pé! 🙂
Uma localização, aliás, muito prática porque fica fora do agito da cidade mas super central para os passeios! Ambos ficam a 9,7 Km do Aeroporto (13 mn de carro), 11 Km do Parque das Aves e das Cataratas (15 mn de carro), 15 Km de Itaipu (25 mn de carro) e 6 Km da fronteira argentina e Duty Free Puerto Iguazu! As Cataratas do lado argentino ficam a 23 Km (uns 30 mn de carro).

=> Igualdade neste quesito.

Vai alugar carro em Foz do Iguaçu? Compare os descontos das principais locadoras na RentalCars

CONSIDERAÇÕES GERAIS
Vou colocar aqui tudo o que não se encaixa nos outros comentários que vou fazer:
– O Mabu fica em um terreno maior, parece ter mais espaço no geral. Atualmente, tem até o Projeto My Mabu que já está sendo construído: um Parque aquático com praias termais, piscina com ondas, escorregas gigantes e apartamentos que você pode comprar fracionado e usar por 4 semanas por ano.
Esse grande espaço se nota também no restaurante bem amplo e no número de piscinas (6, sendo 2 infantis).
O fato de ter mais espaço pode ter suas vantagens porque significa que comporta eventos e convenções de grande porte. Mas, também pode ser um inconveniente, porque não é agradável para uma família pegar o hotel cheio com um seminário. Mas se você prefere espaços grandes, esta opção é mais indicada.

– O Bourbon também é bem grande, com 3 piscinas (2 grandes, sendo 1 infantil e 1 aquecida), trilha ecológica na floresta, campo de futebol,… mas no geral parece um pouco menor que o Mabu (mesmo se ele também recebe grandes eventos).

=> Nesse sentido, o Bourbon pode parecer ser mais acolhedor por ser menor, mesmo se ele acolhe eventos e seminários também. Mas se você curte estar em espaços grandes, o Mabu é mais indicado.

DECORAÇÃO GERAL
– O Bourbon é chique, com espaços comuns mais bonitos, contemporâneos e bem decorados, inclusive com uma loja da H. Stern logo na entrada. Adorei o lobby da recepção, o bar e a fonte de mármore e cortina de plantas no caminho para os quartos. Me lembrou alguns hotéis de Cancun.

– Já o Mabu é mais simples no geral, apesar de clássico, com móveis mais antigos. Ele também carece de alguma manutenção: uma pintura descascando aqui, uma infiltraçãozinha acolá…nada que comprometa a sua estadia, mas são detalhes que você tem que saber. Se você não se importa com isso, vai fechar os olhos e dar preferência a outros quesitos, pode ir sem problemas. Mas se você é mais exigente e não vai suportar ver esses detalhes, atenção.

=> Neste quesito, o Bourbon é mais interessante.

ACOMODAÇÕES
– No Bourbon, quem entra no hotel naquele lobby lindo, passa pelo bar, lindo também, passa pela impressionante cortina de plantas…espera encontrar um quarto à altura mas não foi o nosso caso! 🙁
O quarto tem uma decoração clássica e antiga, vide carpete (alguns quartos tem piso frio – faça a observação na sua reserva se tiver crianças alérgicas), cabeceira acolchoada, luminárias antigas, pouca quantidade de tomadas, ar condicionado central com botão com 3 opções (fraco, médio, frio sem possibilidade de escolher a temperatura), cores da parede e das colchas (ocre, marrom, verde escuro, bordeaux) e móveis de madeira escura. Itens que pesam e escurecem o ambiente. No entanto, tem a configuração prática dos hotéis americanos com 2 camas de casal queen size, prático para um casal e duas crianças. Nos quartos maiores (Premier) é possível pedir uma cama extra. De resto, o quarto tem TV LCD com canais a cabo, frigobar e  mesa para duas pessoas.
O banheiro tem mármore antigo e bidê (!). O toque moderno ficou para o secador de cabelo e um bom kit de amenities com escova de dentes, pente, pasta, touca de banho…itens que ajudam se você esqueceu de algo! No armário, roupões de banho/SPA, já que o hotel oferece o Mandí Nature SPA.
Os tipos de quarto que existem são o Superior vista Jardim, o Superior vista Piscina ou os maiores (e melhores), os quartos Premier mas estes tem vista para o jardim e estrada e não para a piscina. Todos são reformados a cada dois anos, por alas. Para informação e fotos, ficamos num Superior vista piscina.

-Em contrapartida, no Mabu, a decoração geral é mais antiga e menos luxuosa. No entanto, quando chegamos no quarto, temos uma grata surpresa! O quarto é amplo, claro com piso frio e decoração moderna e tropical. Tudo bem novo. O que mais chama a atenção é o tamanho das camas: os quartos da ala nova TROPICAL tem 2 camas king size! A família de 4 pessoas fica muito bem instalada! Além disso, edredons fofinhos, travesseiros, roupa de cama e toalhas novas…tudo novinho e propício para uma boa noite de sono! Além disso, TV LCD com canais a cabo, frigobar e mesa de trabalho. O banheiro também é novo, com uma boa bancada e secador de cabelo.

=> Neste quesito, o Mabu com certeza leva a vantagem.

RESTAURANTES/ REFEIÇÕES
– No Mabu, os restaurantes são grandes, espaçosos (e até um pouco barulhentos se estiverem cheios). Há 4 grandes mesas de buffet self service com muitas opções, mas a comida em si é relativamente simples. Tem opções de sopas, saladas, massas, carnes, peixes…e todos os dias há um prato diferente feito na cozinha envidraçada, visível para os clientes: tivemos risottos ou sobremesas especiais. Muitas opções de sobremesas. Como da primeira vez que fiquei lá, achei a comida simples, sem grandes sofisticações. Não é “intragável“, como já escutei em algumas reclamações. Mas entendo quando dizem que não tinha muita graça ou gosto. Porém, são tantas opções de comidas variadas, que você sempre consegue montar o seu prato. E para os paladares mais finos ou para festejar um evento, há o restaurante à la carte, pago à parte, que deve ser marcado no dia anterior.
Um ponto interessante é que no restaurante principal as bebidas são incluídas, com sucos, refrigerantes, vinho nacional e cervejas.
Já o café da manhã, no mesmo restaurante, é mais impactante porque tem muitas opções nesses mesmos 4 buffets. Muitos pães, queijos e frios, bolos, frutas, etc.

Os funcionários no geral são simpáticos, mas precisam de um treinamento mais forte. Eles usam um colete de gosto duvidoso, que não ajuda no visual.
A Copa Baby com micro ondas, pia, liquidificador fica fora dos restaurantes, de frente para o Kids Club.
No restaurante, não há um espaço específico para as crianças, mas elas jantam com os animadores e outras crianças em uma mesa separada, se quiserem.
O Mabu oferece as opções com café da manhã, meia pensão ou pensão completa. Eu aconselho a opção meia pensão com café e jantar, porque vocês vão passar parte do dia fora do hotel, fazendo passeios. Para informação, há um novo shopping Catuaí bem em frente, com uma Praça de alimentação razoável. Não caiam na besteira de almoçar no próprio hotel no dia da chegada: o buffet “por fora” custa R$80/pessoa e não vale esse preço. Melhor comer no Shopping e deixar para comer as refeições incluídas na diária.

– No Bourbon, a comida é efetivamente mais sofisticada e gostosa. Eles oferecem as opções com café da manhã ou meia pensão com jantar. O restaurante do jantar é menor que do hotel anterior, mais íntimo, com um buffet central. As comidas, saladas e pratos são mais elaborados com ingredientes mais selecionados. Come-se bem mesmo. O café da manhã acontece em outro restaurante, o que é uma boa solução para quebrar a sensação de comer sempre no mesmo lugar. O buffet é farto, com uma cozinha que prepara omeletes, panquecas, waffles,… E no geral, os funcionários são simpáticos e acolhedores. Não há um espaço específico para as crianças, mas elas jantam com os animadores e outras crianças em uma mesa separada, se quiserem.
A Copa Baby fica dentro do restaurante do café: um espaço com micro ondas, liquidificador, sopas, frutas e cadeirões.

=> Neste quesito, o ponto vai sem dúvidas para o Bourbon.
Mas em ambos é bom saber que é melhor optar pela meia-pensão, porque as refeições for fora do pacote ficam bem caras!

ESPAÇOS INFANTIS E RECREAÇÃO
Aqui, temos quase um empate! As duas recreações e espaços são muito bons!

– No Bourbon, a parceria é com a Turma da Mônica! Assim que fazem a inscrição no Kids Club, as crianças recebem uma pulseira com nome e número de quarto. A criança recebe uma carteirinha em casa, pois passa a fazer parte do Clube Bourbon e Turma da Mônica, um programa de relacionamento com jogos interativos na internet, promoções na próxima estadia e brindes exclusivos. E, para dar as boas-vindas, os pimpolhos ganham um livrinho para colorir e cartas de jogo da memória.

Os espaços infantis são temáticos com a Turma da Mônica. Tem um espaço fofo que é a Vila da Mônica, o Kids Club que fica do lado de fora do Hotel perto da piscina, com casinhas, carros, ônibus e cabana com piscina de bolas. Ao lado, escorregas e pontes. Belos espaços para crianças pequenas. Mas as meninas de 6 e 9 ainda brincaram porque é tudo muito colorido. Nos finais de semana e em algumas datas, alguns personagens da Turma da Mônica aparecem.

A piscina infantil fica em frente, com um brinquedão cheio de jatos de água e escorregas. Infelizmente, ela não é aquecida e, ao contrário, é até bem gelada!!
Como não podia faltar, há uma lojinha nesse espaço que vende bonecas e itens licenciados da marca.

Um espaço que faz muito sucesso é o Fun Place, a “área Teen” decorada com os mesmo personagens teens, pista de dança com luzes e som, sala de cinema, jogos eletrônicos e pista de boliche (estes dois últimos pagos à parte). Uma graça! À noite, após o jantar, os monitores acabam levando todas as crianças para lá. Em frente, tem também uma área Baby com chão e brinquedos acolchoados.

Na área externa, bosque com caminhada, casa do Tarzan, campo de futebol, muro de escalada, tirolesa e casa na árvore. É bom acompanhar a programação para saber os horários das atividades. Tem também um mini viveiro com alguns papagaios, araras, passarinhos e micos. Segundo o cuidador, são animais que nasceram no resort ou que foram trazidos por pessoas ou pela polícia, resultado de apreensões do tráfico de animais.

Há duas grandes piscinas: uma para os adultos e outra para as crianças, mas ambas não são aquecidas. Para os dias frios, as crianças podem ir na piscina do SPA, que é aquecida e totalmente coberta. Ela só não é muito grande…

Gostamos dos recreadores: uma equipe sorridente, paciente, com comunicação facilitada por walkie-talkies. A recreação está disponível das 8h até as 22h para crianças acima de 4 anos.

– No Mabu, a parceria é com a Turma do Sítio do Picapau Amarelo! Como no sistema anterior, na hora da inscrição no Kids Club, as crianças recebem uma pulseira com o nome e a cor em função do pacote alimentar escolhido (meia pensão/pensão completa). Um detalhe que chamou a minha atenção e que nunca tinha acontecido em nenhum outro resort: anotaram o plano de saúde da criança. Imagino que em caso de acidente, sirva para agilizar o atendimento.

O Kids Club, decorado com Turma do Sítio do Picapau Amarelo nem se compara ao espaço do Bourbon. É um kids club “normal”, com TV e brinquedos habituais. Tem uma parte de salão de beleza da Emília, mas não funciona sempre.

Quais seriam os diferenciais, então? A equipe do Mabu é maior, tem mais animadores (uma equipe de pelo menos 20 pessoas no alta estação) e eles são muito bons! Animados mesmo! Como o espaço do Mabu é grande, eles vão pra lá e prá cá com as crianças!

O Sítio do Picapau Amarelo fica no fundo do terreno, em uma casinha simples com sala, cozinha com fogão à lenha e varanda. Todos as tardes, antes das 17h, a Tia Anastácia faz bolos, café, bolinho de chuva… e toda a família pode ir lá tomar café. Os recreadores levam muito as crianças para lá para jogar jogos, escutar uma história contada pela Dona Benta. De manhã, as crianças podem tomar café com a Narizinho ou Pedrinho. Nos finais de semana, há horários para conhecer e tirar foto com a Emília e Visconde de Sabugosa (verifique o calendário).

Outras atrações que as crianças gostam muito são as que ficam ao ar livre: o muro de escalada é mais alto e a tirolesa também é maior e passa por cima de um lago, o que dá mais adrenalina. Até os pais entram na brincadeira. É bom acompanhar a programação para saber os horários das atividades.

O que também faz sucesso é o lago para pescaria! As varas ficam à disposição e miolo de pão também, todos os dias. Qualquer um pode chegar lá na hora que quiser e pescar. A regra é pescar e soltar. O lago tem tantos peixes que não demora muito, nada mesmo, e o peixe já está mordendo a isca para a felicidades dos pequenos e grandes!

O melhor do lazer do Mabu são as piscinas termais! O hotel fica localizado acima do Aquífero Guarani, uma das maiores reservas de água doce do mundo! Além de ser água doce, ela ainda é termal, rica em minerais, benéficos para a pele e que chega na superfície com uma temperatura média agradável acima dos 30ºC, a mesma do nosso corpo, o que causa um grande conforto e relaxamento. Isso significa também que o banho é possível a qualquer época do ano, mesmo no inverno e qualquer horário do dia, mesmo de noite!
São 7 piscinas ao todo, sendo uma infantil, mais rasa, ligadas por um sistema de cascatas, portanto todas tem essa temperatura e são de água natural termal, sem cloro! Ideal para bebês, crianças e pessoas alérgicas! A cada 4 horas, a água das piscinas é completamente renovada. Na etapa final, essa água ainda acaba no lago semi artificial da pescaria (com uma máquina para aumentar o oxigênio para os peixes).
No inverno e se estiver muito frio, eles fecham uma das piscinas que fica, assim, coberta (mas aberta na lateral).
Além das piscinas termais, as mais recentes imitam uma praia, com rochas, chão cor de areia, água degradé de azul e o que provoca muito sucesso tanto com crianças quanto com adultos é o brinquedão com balde que vira a cada 6 mn e molha tudo. Além disso, os escorregas são grandes e os pais conseguem entrar neles com crianças menores no colo. Essa praia termal e o seu brinquedão são sucesso absoluto! E o resort está aumentando essa parte para transformá-la em um verdadeiro parque aquático, com outras praias termais, piscina de ondas e escorregas gigantes para os adultos e adolescentes!

Um detalhe chato: o Mabu cobra R$5/toalha de piscina (e cá entre nós, nem são novas)!

Aqui também a recreação fica disponível das 8h até as 22h para crianças acima de 4 anos! Só com uma pausa às 18h para as crianças tomarem banho e às 20h já estão recolhendo as crianças para jantar e brincar em seguida.

=> Como eu disse no início do parágrafo, aqui vale praticamente um empate mas com uma nítida vantagem para a equipe do Mabu, com programação mais dinâmica. Depende também da época do ano, idade e preferências da criança:

  • Se a criança for pequena, até uns 4 anos, o espaço Kids do Bourbon e da Mônica é ideal.
  • Se a criança for maior e fissurada em jogos eletrônicos, o Bourbon também leva vantagem.
  • Se a criança for mais aventureira e gostar de brincadeiras ao ar livre, o Mabu tem melhores opções.
  • Se a criança for “peixinho”, nem hesite, esqueça os defeitos já citados do Mabu e jogue-se nas piscinas termais e brinquedão!

De qualquer forma, são duas excelentes opções para as crianças com diversão assegurada!

PARA OS ADULTOS: ESPAÇO SPA e ACADEMIA
– o Bourbon tem o Mandí Nature Spa, com acesso lateral desde o Hotel, por onde a pessoa pode entrar e sair com o roupão-toalha que fica dentro do armário no quarto. Há vários tratamentos disponíveis (pagos à parte). A piscina aquecida e sauna são de livre acesso e tudo com toalhas novas.
A parte de academia é bem completa e grande com máquinas atuais.

– o Mabu também tem um SPA e academia, mas ambos são bem mais simples.

=> Vantagem para o Bourbon.

PREÇOS
=> Os preços são relativamente similares, em torno de R$500/diária para casal com 2 crianças na baixa estação. O Bourbon geralmente é um pouco mais caro (e só oferece meia pensão), mas depende das promoções. Temos que levar em conta também que o Mabu cobra coisas à parte, como estacionamento e toalhas de piscina. Seria mais simples e simpático embutir esses detalhes no preço, como no Hotel vizinho.

PARA MELHORAR
=> O Bourbon teria que ter quartos mais modernos e piscinas aquecidas,
=> O Mabu teria que ter uma comida, serviços e manutenção melhores.

A pegadinha é que o que falta num, tem no outro! Ambos são boas opções se você souber o que o espera e escolher os itens que prefere e os que não abre mão. 🙂

BOURBON CATARATAS
Mais detalhes e fotos: Bourbon Cataratas: um dos melhores resorts de Foz do Iguaçu

$$$$$ Bourbon Cataratas – nota Booking 8,8 Fabuloso – reserve com cancelamento gratuito

Veja se tem  PROMOÇÃO no Zarpo para o seu período.

MABU THERMAS RESORT
Mais detalhes e fotos: Mabu Thermas Resort tem praia termal em Foz do Iguaçu!

$$$$$ Mabu Thermas Grand Resort – nota Booking 8,2 Muito Bom – reserve com cancelamento gratuito

Veja se tem PROMOÇÃO no Zarpo para o seu período.

*Somos afiliados Booking e Zarpo e recebemos uma comissão pelas reservas feitas através do Blog. Você não paga nada mais por isso e nos ajuda a manter as melhores dicas!

Leia também:
Foz do Iguaçu com crianças: dicas para um roteiro de 5 dias em família

Também estamos por aqui:

FACEBOOK TWITTER | INSTAGRAM | GRUPO VIAGENS EM FAMÍLIA

1416 Visualizações

Sut-Mie Guibert, Family Travel Blogger, Blogueira especializada em Viagens em Família e com crianças. Jornalista e mãe de duas meninas de 10 e 6 anos, adora levar as crianças para conhecer o mundo! Mas também gosta de escutar e falar sobre o assunto com outras famílias, que são sempre bem-vindas por aqui!

5 comentários para este artigo

  1. Muito boa a informação, estou indo de Curitiba pra Foz, e me ajudou muito a decidir, pois meu filhão adora essas atividades extra viagem. O sítio do pica pau amarelo, muito bem bolado. Valeu!

  2. Silvana disse:

    Poderia nos falar sobre a acessibilidade de ambos?
    Quero muito ir e meu filho de 9 anos é cadeirante…
    Grata

    • Sut-Mie Guibert disse:

      Olá Silvana,
      Penso que o Mabu é mais indicado: tem rampas para ir até as “praias-piscinas”, elevadores para os quartos mais amplos (ala Tropical), acesso direto para o restaurante que também é mais amplo.
      A equipe de monitores também é maior. Acho que eles podem dar mais atenção para o seu filho.
      Um abraço

  3. Leticia disse:

    quando for viajar vou pegar todas informações daqui muito obrigada

  4. Leticia disse:

    muito topzao esse blog valeu por tudo

Deixe seu Comentário





* Campos obrigatórios