Ficou fácil viajar com crianças!

Buenos Aires com crianças: as atrações bairro a bairro

Sempre que me pedem um destino internacional para ir com crianças, Buenos Aires me vem à cabeça! Seja para uma primeira viagem de avião ou para qualquer feriado ou férias rápidas, acho a capital portenha um excelente destino, prático e com diversas boas atrações para crianças. Veja esta programação que fizemos bairro a bairro:

 

 

 

Porque Buenos Aires é um bom passeio com crianças?
Porque fica pertinho, a aproximadamente 3h de voo direto de São Paulo ou Rio e dá para viajar só com o RG; não precisa de passaporte,
Porque tem muitos programas para crianças,
Porque tem muitos parques arborizados e passeios planos, fáceis com carrinhos,
Porque tem lojas diferentes e bonitas com roupas e brinquedos para crianças,
Porque a cidade tem os melhores sorvetes e o famoso dulce de leche,
Porque a cidade tem uma boa rede de hotéis e apartamentos para hospedagem,
Porque a cidade tem uma boa rede de metrô, bem espalhada por toda a cidade,

CAMINITO

Como é um lugar bastante turístico e um dos cartões postais da cidade, é interessante dar um pulo lá, para ver as casas coloridas e tirar fotos. Caminito é uma rua principal, no Bairro de La Boca, antiga região portuária de Buenos Aires. O passeio em si é rápido. Trata-se de um bairro de imigrantes italianos, com casas com chapas coloridas, antigamente pintadas com sobras de tinta dos barcos. Tem muitas lojinhas de souvenirs com belas placas tradicionais e alguns restaurantes, vários com dançarinos de Tango, que pousam para fotos. Você pode até tomar um café, comer uma empanada e assistir, mas não fique para almoçar. Há lugares melhores para isso. Como disse, é tudo muito turístico e um pouco diferente, mas o tipo de passeio “viu, está visto”… Atente para o horário e fique nas ruas principais. Muitos guias e taxistas vão lhe contar que essa área não é muito segura…
Se tiverem fissura em conhecer o estádio de futebol La Bombonera, do time nacional Boca Júnior, é bom aproveitar o passeio porque fica a três quadras dali.
Nós fomos de táxi de manhã* e, na volta, paramos em Puerto Madero para almoçar. Outra opção, se for domingo, é parar na Feira de San Telmo.
* Sobre táxis: só pegue os de cooperativa ou chamados pelo Hotel/restaurante. Uber também funciona bem por lá.

BAIRRO DE SAN TELMO

Aos domingos, na Praça principal, acontece a famosa Feira de antiguidades, que fica bem cheia na hora do almoço e de tarde. Com criança pequena, fica até difícil de andar de carrinho. Há barraquinhas com diversos objetos antigos como telefones, bonecos, louça, trecos e cacarecos… os colecionadores ficam loucos! Esse é o lugar onde comprar garrafas antigas coloridas de sifão. Souvenir bem característico da cidade.
Em dia de Feira, sempre tem dançarinos de Tango. Mais um bom lugar para as crianças verem isso, de graça.
Um boa dica de onde almoçar no bairro vem do Blog Matraqueando, no Gran Parilla del Plata, que fica ali perto e ao lado da estátua da Mafalda e amiguinhos, na esquina das Calles Chile e Defensa. O cartunista Quino vivia ali. Rende fotos bacanas com as crianças, porque todos se encantam pelas estátuas. Dependendo, tem até fila para tirar foto!

 

PUERTO MADERO

Esse é um lugar super agradável para passear com as crianças, porque é plano, espaçoso e elas podem correr à vontade! Ao contrário de La Boca e San Telmo, é um bairro bem moderno, com arranha-céus empresariais, alguns hotéis de luxo e docas transformadas em restaurantes e bares contemporâneos. Muitos tem área externa, então dá para almoçar ou jantar com uma bela vista do Rio de la Plata e depois tomar um sorvete em um dos inúmeros banquinhos disponíveis.
Aproveite para ver e atravessar a famosa e moderna Puente de la Mujer e para visitar a Fragata Sarmiento, que fica ancorada do lado. Trata-se de um antigo navio de treinamento da Marinha argentina, do final do século XIX, que hoje é um museu. Dá para visitar a casa das máquinas, os aposentos do capitão, ver o armamento, subir na proa, tirar fotos e segurar no timão do navio. Um passeio bem barato e que agrada as crianças pequenas. Mais adiante, há outra embarcação, desta vez, uma Corveta Uruguay, que também pode ser visitada, mas é menor e com menos detalhes.
Ao lado de Puerto Madero, fica a Casa Rosada, a Casa do Governo, que é considerada Patrimônio Histórico Nacional. É da sacada dessa casa e de frente para a Praza de Mayo que a Evita Peron fazia seus discursos. visitas guiadas e gratuitas aos finais de semana, que devem ser agendadas com 15 dias de antecedência. Um passeio que pode ser bem interessante com crianças maiores, como fez esta família do Blog It Babies.
Para quem gosta de compras, as Galerias Pacífico, um dos maiores shoppings da cidade, ficam a 4 quadras de Puerto Madero, mas é uma boa caminha e cuidado com o horário, porque as ruas do Centro ficam mais desertas.
Se você vai até o Uruguay, Colônia de Sacramento, Montevideo ou Punta del Este, o Terminal Buquebus fica bem no início de Puerto Madero.
Note restaurantes kids friendly:
Cabanã Las Lilas: para comer carne, provar o famoso bife de chorizo, o ojo de bife ou asado de tira. Dá para ver a cozinha e as diferentes carnes sendo assadas. É um restaurante caro, mas diferenciado no serviço, acompanhamentos, qualidade da carne. Tem menu infantil, cadeirão e “kids room” aos sábados e domingos no almoço. Além disso, uma área externa com vista para o Rio e fica ao lado da Corveta Uruguay, uma opção de passeio para fazer a digestão.
Cabaña Villegas: outra opção para comer excelente carnes, com um custo-benefício melhor que o anterior (tem menu executivo). Fica do ladinho da Fragata Sarmiento e uma leitora contou que já pegou animadores infantis por lá.
La Parolaccia: uma boa opção para massas, muito gostosas. Tem menu executivo e menu infantil. Há 3 restaurantes La Parolaccia em Puerto Madero. Nós comemos na varanda do La Parolaccia Casa Tua, com vista para o Rio e perto da Corveta Uruguay.
T.G.I. Friday’s ou Johnny B Good para comer hambúrguer. Ambiente mais adolescente.
Freddo: sorvetes deliciosos para a sobremesa.

LA RECOLETA

Um bairro nobre clássico e arborizado. Tem várias atrações, lojas, restaurantes… uma das melhores regiões para se hospedar, pela praticidade e situação central.
Vamos começar pela belíssima Livraria Ateneo, famoso teatro transformado em uma das mais lindas livrarias do mundo! Um excelente lugar para conhecer e tomar um café! (E tem área Kids). Em volta, há várias lojas de roupas infantis interessantes: lojas infantis como Cheeky, Mimo & Co e Grisino e até Zara Kids, do outro lado da rua.
Para almoçar, podem provar o famoso Bife de Chorizo no Buenos Aires Grill, que fica ao lado da Livraria e tem o Prêmio Trip Advisor de Excelência. Tem porções de carnes fartas e um preço justo. Na Av. Callao, ao lado, fica uma filial do El Club de la Milanesa, uma das melhores milanesas da cidade, especialidade local, para quem não quer comer carnes tão grandes e gordurosas. No lado oposto, na Calle Riobamba, também tem uma filial do La Parolaccia, especializado em massas, do qual já falamos.
Do Ateneo, podem caminhar uns 15/20 mn até a Praça da Recoleta ou pegar um táxi (Uber). Outra opção é aproveitar a relativa proximidade e tomar um táxi até o Museo de los Niños (veja o nosso post), no Shopping Abasto.
Se for até a Praça, esse é um dos passeios clássicos para quem vai à Buenos Aires! Aos finais de semana, ela fica cheia de artistas, estátuas vivas, músicos e feirinha de artesanato.

Buenos-aires-com-criancasHá vários restaurantes e cafés em volta da Praça. Nós provamos o La Biela (por indicação deste post do Blog Matraqueando) e gostamos da carne. Na esquina em frente, tem a Sorveteria Persicco, uma das melhores da cidade. Do outro lado da Praça e bem central, fica a Basílica de Nuestra Señora de Pilar, em estilo colonial barroco, a segunda mais antiga da cidade. Ao lado, tem o Cemitério da Recoleta, com túmulos e lápides luxuosas, verdadeiras obras de arte e onde estão enterradas personalidades como Eva Perón, a ex-primeira dama da Argentina. Dizem que é um dos cemitérios mais visitados do mundo, mas nós não fomos.
Nós preferimos partir para o outro lado (oposto) e curtir o Museu Participativo de Ciências (veja o nosso post). Ele é bem pequeno, simples (não se compara ao Espaço Catavento em SP ou Museu Interativo de Santiago, que são maiores e melhores), mas diverte crianças pequenas. Se continuar descendo a rua, ao final dela vai encontrar uma escada rolante para o Shopping Buenos Aires Design, com lojas interessantes para a casa. Aproveite para tomar um café em um dos terraços. É ali também que fica o Hard Rock Café, para quem gosta de conhecer as diferentes filiais. Se quiser continuar a caminhada, mais uns 10/15 mn a pé, atravessando o parque e passarela sobre a Av. Figueroa Alcorta, você chega na Floralis Generica, a enorme escultura metálica em forma de flor, que se abre e fecha conforme a luz do sol.

Outros passeios à partir da Praça da Recoleta: tomar um chá da tarde no clássico Hotel Alvear Palace (post do Blog Matraqueando), visitar o Patio Bullrich, shopping mais chique da cidade.

PALERMO

Mais um bairro super agradável com  crianças e principalmente as bem pequenas (levar carrinho!), porque é cheio de parques, com avenidas largas e planas e super arborizado. Podemos começar por uma visita ao Ecoparque (antigo Zoológico de Palermo) que agora só mantém os animais em reabilitação e tem toda uma filosofia de educação ambiental. Só funciona de quarta à domingo e deixam entrar no máximo 2.000 pessoas, para não estressar os animais. Crianças abaixo de 12 anos não pagam. Se quiser ver um verdadeiro Zoológico, em frente ao portão principal, do outro lado da Plaza Itália, dá para pegar o ônibus para o Parque Temaiken, que fica a 1h15 da capital. É um zoo grande com aviário, aquário e muitos animais da região andina e sul americana. Evitar feriados.
Em frente ao portão do Ecoparque também podem embarcar num passeio de carruagem pelos Bosques de Palermo. Uma boa opção com crianças, para não cansarem tanto.
Na região, há vários bons restaurantes onde almoçar: La Cabrera Palermo, que tem uma decoração interessante com coisas penduradas no teto, carnes de primeira e árvore de pirulitos no final! É bom fazer reserva, principalmente aos finais de semana! Outra opção de parilla, ainda mais perto do Ecoparque é o Don Julio. Após comer e para fazer a digestão, podem ir (de táxi, porque dá uma caminhadinha) ao Jardim Japonês, um oásis de tranquilidade no meio da cidade. Descubra com calma os jardins, a lojinha, o pavilhão principal com restaurante e exposições temporárias.

Do outro lado da Av. Sarmiento, começam os Bosques de Palermo com lago, pedalinhos, aluguel de bikes, patos… e no centro, o centenário Rosedal, um jardim com 18.000 roseiras maravilhosas. Na Primavera e Verão, elas estão floridas e esse mar de rosas se torna um passeio imprescindível (e gratuito).
Só cuidado ao visitar os Bosques, com a escassez de banheiros. Se as crianças estiverem apertadas, os Bosques são grandes e você pode ter que andar muito antes de achar um café ou banheiro público. (Para esses passeios em jardins, florestas, lugares grandes… sempre me lembro do Popette, penico portátil).
Todos esses passeios “verdes” ficam próximos uns dos outros, mas são bem extensos. Dificilmente dá para fazer tudo de uma vez. Se por exemplo, você optar por anular o Ecoparque, porde começar
pelo Malba, Museu de Arte Latino Americana de Buenos Aires, que tem obras de Diego Rivera, Frida Kahlo, Candido Portinari entre outros e o nosso famoso Abaporu de Tarsila do Amaral. Uma obra que chama a atenção das crianças, por suas cores fortes e formas simples. Dali, podem ir até o Jardim Japonês e Bosques de Palermo com o Rosedal.

 

Um City Tour com ônibus panorâmico
Se tiver pouco tempo ou for a primeira vez na cidade, um City Tour pode ser interessante para ter uma visão geral da cidade, dos principais pontos turísticos e saber onde voltar em seguida, se gostar muito da região. Como é uma coisa diferente, um ônibus de dois pisos e com andar superior ao ar livre, as crianças curtem. O ingresso pode ser comprado on line e vale para 24h ou 48h. Não é uma visita guiada mas você tem fones de ouvido com áudio traduzido. O sistema é “hop on hop off”, você pode descer em um das 25 paradas e pegar o próximo que passa a cada 20 mn se o trânsito estiver bom. Fique só atento aos horários do passeio: cuidado com o horário de pico. Não tem graça nenhuma ficar preso! E cuidado também com as condições climáticas (muito sol, chuva…).

Um show de Tango com crianças
Como falamos anteriormente, as crianças podem ver um pouco de Tango na própria rua, em Caminito ou na feira de San Telmo aos domingos. Algumas calçadas até ensinam! 🙂

Mas, para um show de verdade, leia as opções que sugere a Gisele Teixeira do Blog Aqui me Quedo, uma brasileira que mora na cidade. A Karla Alves Leal do Blog Cariocando por aí levou o filho dela de 3 anos ao Café Tortoni, que tem “pocket shows” (acontecem mais cedo e duram só 50 mn), além de serem mais baratos que a média. Me parece uma excelente opção com crianças pequenas.

 

Obviamente, há muitos outros passeios legais em Buenos Aires! Você ainda pode levar as crianças ao Planetário, ao Museu de Ciências Naturais para ver dinossauros, pode fazer um passeio de barco pelo Tigre, visitar o Parque de la Costa,… atrações não faltam! Mas penso que você já tem uma boa programação para passar 4, 5 dias intensos na capital portenha! 😉

 

Leia também:
Onde ficar em Buenos Aires com crianças?
Museo de los Niños, todinho feito para as crianças
Museu Interativo, Proibido não tocar
El Ateneo, uma livraria kids friendly
Bariloche com crianças: as dicas do João (4 anos) e da Clara (2 anos)

Onde ficar em Bariloche com crianças?

Também estamos por aqui:

FACEBOOK TWITTER | INSTAGRAM | GRUPO VIAGENS EM FAMÍLIA

1594 Visualizações

Sut-Mie Guibert, Family Travel Blogger, Blogueira especializada em Viagens em Família, com crianças e bebês. Jornalista e mãe de duas meninas de 5 e 2 anos, adora levar as crianças para conhecer o mundo! Mas também gosta de escutar e falar sobre o assunto com outras famílias, que são sempre bem-vindas por aqui!

1 comentário para este artigo

  1. Juliana disse:

    Ei Sut-Mie! Tenho uma filha de 1 ano e estamos começando a pensar em viajar com ela. Uma amiga, Raquel Preis, me falou do seu site e fiquei encantada. Está sendo uma ótima inspiração. Parabéns.

Deixe seu Comentário





* Campos obrigatórios