Ficou fácil viajar com crianças!

Um roteiro de Luxo em família pela África do Sul.

Alguns destinos são muito fáceis de serem “viajados”: é só chegar em uma capital organizada, com muitas ofertas de hospedagens e alugar um carro e sair por aí visitando. É o caso de lugares como Estados Unidos, Canadá, Europa… Mas há outros que pedem um conhecimento logístico maior: é o caso da África do Sul. Um destino sensacional em família que pode ser feito de forma independente (hoje em dia, praticamente todas as viagens podem ser feitas assim), mas que merece também ser feita sob medida. O destino já é tão mágico, que se você puder fazer um investimento maior, ele poderá ficar ainda mais especial e, com certeza, se transformar numa “lifetime trip“.

Nós fizemos um roteiro de Luxo pela África do Sul com a agência Viajar com Crianças, nossa parceira oficial, e foi uma de nossas melhores viagens! Tanto pelo destino: a África é muito impactante, berço da Humanidade com seus animais livres e ao vivo, tem uma hotelaria de Luxo com Lodges sensacionais e ainda tivemos um roteiro feito sob medida para famílias com atividades diferenciadas para maior interação e cumplicidade entre pais e filhos.

VOOS PARA A ÁFRICA DO SUL

Fizemos um voo confortável São Paulo – Johanesburgo pela South African Airways (veja o post aqui) e aqui começam os benefícios de ter uma agência especializada na África do Sul: ter todas as passagens compradas ao mesmo tempo. Muitos leitores tem aproveitado promoções para o país e depois descobrem que os trechos internos são caríssimos, quando comprados separadamente. Quase o preço da promoção em si! Essas promoções só tem valido à pena se você ficar em um só destino como Cape Town, por exemplo, e visitar a região ou, com bastante tempo de férias, pegar um carro e fazer trechos por estrada (sem esquecer que lá a condução é feita pela esquerda – mão inglesa, herança da colonização britânica).

Atenção: A África do Sul exige alguns documentos diferentes de viagem (por ex: a Certidão de Nascimento da criança, além do passaporte e autorização de viagem, se um dos pais estiver viajando sozinho com a criança). Detalhes que a agência organiza para você.

Outra dificuldade: alguns voos internos podem ser feitos por companhias low cost como Airlink ou Mango e, neste caso, o peso das bagagens permitido nos voos é menor que o peso dos voos internacionais, então aqui também temos que fazer alguma logística: preparar as malas de forma que uma delas possa ficar num locker no Aeroporto de Joahanesburgo, antes de ir para o Kruger, por exemplo. (Essa mala será pega na volta, à caminho de Cape Town, se o circuito for nesta ordem).

=> Benefícios da agência: com certeza, termos a viagem toda organizada, as passagens internacionais e nacionais compradas juntas, sermos recebidos no Aeroporto por guias que falavam português, que nos mostraram o lugar dos lockers e que nos encaminharam diretamente para a parte nacional do Aeroporto foi mais prático e fácil, ainda mais com crianças. Uma maneira de começar a viagem com tranquilidade, sem pressa nem estresse.

 

ESCOLHA DE LODGE E SAFÁRI COM CRIANÇAS

Este é o ponto alto da viagem! A África do Sul tem diversas reservas espalhadas pelo país e você tem várias formas de ver animais, o que é democrático para todos os estilos e bolsos. Mas além da restrição de crianças em muitos lugares, cuidado para não cair em furadas como “Simba Safáris” (reservas com cercas, com rotas estabelecidas e animais já conhecidos dos funcionários – isso você pode fazer em São Paulo, não precisa ir tão longe!). Outra experiência ruim são os carros lotados de pessoas ou sem possibilidade de teto, que deixam as crianças impacientes e no sol por pelo menos 3h. Dentro do Kruger Park, você pode até dirigir o seu próprio carro (e aí não tem restrição de idade das crianças) mas na mão inglesa, sem possibilidade de fazer off road, com estradas asfaltadas (o que, na minha opinião, tira a graça da aventura) e, muitas vezes, sem poder se aproximar demais dos animais, sempre imprevisíveis. É claro que você vai ficar feliz de ver uma girafa ou elefante, mesmo que de longe. Mas imagine que você pode fazer isso tudo acompanhado de pessoas conhecedoras e a poucos metros (mesmo!) dos animais! Nós, por exemplo, tivemos a sorte de ver um grupo de leões que comiam uma carcaça de elefante! De dia, eles dormiam em volta. No final do dia, eles acordavam (são animais de hábitos noturnos) e entravam dentro da carcaça! Cenas que pudemos ver porque os guias eram muito experientes e voltamos lá várias vezes.
Tudo isso tem que ser pensado ainda mais quando viemos de tão longe, sonhando com fazer um safári na África do Sul! Veja este dois posts da Adriana Setti (revista Viagem e Turismo) e da Mari Campos que explicam bem as diferenças entre os safáris e as vantagens e inconvenientes de cada estilo.

Eu, sinceramente, sou da opinião que se você puder, vale investir um pouco mais nessa viagem e nesse ponto específico do safári, já que é a estrela da viagem! Fazer um safári de verdade será uma das grandes experiências da sua vida, acredite! Estamos falando de reservas privadas (algumas aceitam crianças a partir de 6, 7 anos), com natureza intacta e preservada, que fazem game drives (safáris) em carros privados com menos pessoas, com rangers extremamente qualificados que conhecem as estradas de terra, entram mata adentro, chegam pertinho dos animais e nos contam tudo sobre eles (o safári vira uma verdadeira aventura e aula extra inesquecível para adultos e crianças)! Tudo com muito conforto e, principalmente, segurança. Afinal, você está no meio dos animais selvagens com as suas crianças! 🙂

Comparando a mão com uma pegada de leão!

Esses Lodges geralmente são ALL INCLUSIVE e incluem até 2 game drives por dia: um de manhã cedo e outro no final do dia. A diária pode ser cara (em torno de US$500/adulto), mas em relação ao Luxo da estrutura e quartos oferecidos, atendimento do staff, da alta gastronomia (e lembre-se: isso no meio do nada!) e dos 2 safáris…eu chego a considerar o preço “justo”. Ainda mais quando comparamos com o que somos capazes de pagar em resorts no Brasil ou em outros destinos que não chegam aos pés do que é oferecido no meio da savana! Se puder se oferecer esse Luxo, não hesite. Será o dinheiro mais bem gasto da viagem!

E ainda existe essa questão de restrição de idade das crianças. Por isso, uma agência especializada no destino é importante nessas horas: ela conhece bem os Lodges que aceitam crianças e tem até opções por faixas de preços (categorias Primeira, Superior e Luxo). Nós ficamos no Sabi Sabi Bush Lodge (cat. Luxo) que aceita crianças acima de 6 anos ou tem Vilas especiais que incluem o Jeep particular, e nesse caso, a criança pode ser menor (veja o nosso post e como essa experiência pode ser sensacional!).

Kids Club do Sabi Sabi Bush Lodge

=> A Viajar com Crianças também oferece a possibilidade de viajar em grupo nas férias para o destino e assim, não há limite de idade das crianças, já que os carros são privativos para o grupo, além de que os custos ficam diluídos e normalmente, a viagem fica mais em conta (ainda assim, aconselho que o pimpolho pelo menos 4 anos, para poder aproveitar). Veja a experiência desta família que experimentou e adorou.

 

ROTEIRO PARA A FAMÍLIA

O nosso roteiro foi somente de 1 semana mas tão intensa e bem organizada, que pareciam férias de 15 dias! 🙂
– Ficamos 2 noites ao lado do Kruger Park, e fizemos 5 game drives (safáris). Por sorte, conseguimos ver os Big Five (elefante, búfalo, rinoceronte, leopardo e leão) e muitos, muitos outros animais e aves! Uma experiência inesquecível!

– Depois, fomos 5 dias para Cape Town, onde fizemos passeios turísticos habituais, mas tudo privativo e com serviços “kids friendly”: carros com cadeirinhas, guias em português ou inglês, programação adaptada às necessidades das crianças, restaurantes específicos.
Visitamos o Cabo da Boa Esperança, vimos a Boulders Beach e seus pinguins, saímos de barco e vimos leões marinhos em Hout Bay, visitamos Kirstenbosch, o belíssimo Jardim Botânico, a Table Mountain

Mas também tivemos passeios intercalados com atividades bem diferentes, sob medida e com a pegada familiar da agência Viajar com Crianças: visitamos a cidade de sidecar (imagine a alegria das crianças com a experiência), passeamos de bicicleta pelas vinícolas de Franschhoek, fizemos piquenique e vimos fábrica de chocolates. Momentos de pura interação entre pais e filhos e em contextos bem diferentes. Voltamos todos marcados com belíssimas lembranças!

* Viajamos com o nosso parceiro oficial, a Agência de viagens Viajar com Crianças, e conhecemos o roteiro Cape Town e Kruger com crianças. Clique no link para saber mais detalhes sobre preços e roteiro.

Para ver mais fotos desta viagem no instagram @viajandocompimpolhos, hashtag #pimpolhosnaafricadosul

Para mais informações:
Viajar com Crianças: www.viajarcomcriancas.com.br | Facebook | Pinterest

Cape Town e Kruger Park com crianças

Leia também:
Viajar com Crianças: roteiros especializados para viagens em família
Safári com crianças na África do Sul
O que levar na mala para um safári com crianças?
Um roteiro de Luxo em família pelo Peru
As vantagens de viajar em grupo (e de famílias)!

Também estamos por aqui:

FACEBOOK TWITTER | INSTAGRAM | GRUPO VIAGENS EM FAMÍLIA

2685 Visualizações

Sut-Mie Guibert, Family Travel Blogger, Blogueira especializada em Viagens em Família e com crianças. Jornalista e mãe de duas meninas de 10 e 6 anos, adora levar as crianças para conhecer o mundo! Mas também gosta de escutar e falar sobre o assunto com outras famílias, que são sempre bem-vindas por aqui!

1 comentário para este artigo

  1. Julia disse:

    Oláa!
    Adorei cada paragrafo do seu texto, muito rico em detalhes e com essas fotos maravilhosas que deixam nossa experiencia com o site mais linda ainda!

    Desejo tudo de bom para você, sucesso!

Deixe seu Comentário





* Campos obrigatórios