Ficou fácil viajar com crianças!
 -  Atualizado em 18/09/2019

Ushuaia com crianças: uma aventura ecológica no “Fim do Mundo”!

Para quem gosta de Natureza, esta viagem é um prato cheio! Fazer uma parada em El Calafate, para ver a sensacional paisagem da região e do glaciar Perito Moreno (post 1) e depois continuar até Ushuaia para conhecer o “Fim do Mundo” em família e avistar pinguins, leões marinhos e castores… Essa foi a incrível experiência que tivemos a oportunidade de conhecer com a agência Viajar com Crianças, que tem roteiros de uma semana para lá, mas tudo sempre tão intenso que as viagens parecem de 15 dias! Por incrível que pareça, a melhor época para visitar a Patagônia é no nosso verão, para aproveitar as caminhadas e belezas naturais, com temperaturas amenas, sem congelar. Portanto uma excelente sugestão e pedida para as férias de Janeiro.

A Viajar com Crianças já tem as datas do próximo grupo de famílias com crianças nas férias:
de 19 a 26 de Janeiro de 2020. Veja os detalhes e preços.
Para as famílias que preferirem, a VCC também faz roteiros personalizados para o destino.

USHUAIA

Saindo de El Calafate e após um rápido vôo de 1h15, chegamos em Ushuaia, a cidade mais austral do mundo, a Terra do Fogo. Confesso que dá uma certa emoção imaginar que estamos tão ao Sul e “tão” perto da Antártida! Aliás, é desse porto que partem os cruzeiros para lá.

Assim que chegamos, a cidade em si nos desapontou um pouco; creio que foi o fato de chegar após conhecer El Cafate que é tão menor e charmosa. Ushuaia é bem maior, com cara de cidade de verdade e até um pouco industrial com o porto, vários balcões com tetos de metal…No entanto, nos hospedamos no alto da montanha então tínhamos uma vista privilegiada para o mar e baía, o que melhorou muito a experiência.

 

CANAL DE BEAGLE

Este é um belo passeio para quem gosta de animais e natureza e para ter uma visão geral de Ushuaia. Pegamos um catamarã de 2 andares muito confortável com cafeteria, banheiros e mesas para escrever e lanchar… O catamarã navega pelo Canal de Beagle, que separa a Ilha Grande da Terra do Fogo de diversas pequenas ilhas ainda mais ao sul. Logo de cara, vamos nos afastando da cidade e vendo a beleza da baía de Ushuaia, com a cidade e as montanhas e glaciares atrás. Começamos a entender que Ushuaia tem o seu encanto particular sim!

Depois, visitamos a ilha dos pássaros, onde vemos albatrozes, gaivotas e principalmente Cormoranes, pássaros que se parecem muito com pinguins, mas que diferente destes, voam. O interessante de estarmos em grupo é que tínhamos um guia exclusivo para nosso grupo que nos falava em português e nos deu muitas informações sobre os animais e histórias do local.

Em seguida, vem a ilha dos lobos marinhos, animais gigantes, que ficam deitados ao sol, ou se debatendo, no que parece um misto de carinho com brigas. Em ambas ilhas, o interessante é que o barco consegue chegar bem pertinho…excelente para as crianças verem os detalhes de perto e um deleite para os fotógrafos. Lembre-se de colocar um binóculos ou máquina na mão das crianças.

Conhecemos o Farol Les Éclaireurs, o “farol do Fim do Mundo”, mesmo se esta nomenclatura não está certa, já que o verdadeiro é o da Isla de los Estados, que fica mais ao sul. Sinceramente, ficamos um pouco decepcionados, porque fala-se tanto desse farol, que esperávamos algo maior, mas ele tem o seu encanto: fica em uma ilha pequena, é baixo com 11m de altura mas ainda assim consegue iluminar à 14Km de distância! E dá para fazer algumas fotos divertidas.

Fizemos uma parada rápida na Ilha Bridges, único ponto onde é possível descer do catamarã, e andamos em uma trilha leve (crianças de 5 anos andaram numa boa) com mata nativa interessante. A vista é muito bonita e vale a parada, mesmo se tem muito vento nesse ponto. Portanto prepare-se antes de descer do barco. A ilha também tem alguns bonecos e casinha que explicam que os nativos faziam fogueiras para se aquecer, os que os Europeus avistaram quando chegaram de navio, e daí o nome “Terra do Fogo“.

À bordo, há um fotógrafo oficial que tira fotos das famílias. No final do passeio, imprimem e vendem as fotos que escolher. Se optarem por todas as fotos, eles colocam isso em um pen drive. Já que estávamos em grupo de famílias, algumas dividiram o custo e pegaram todas as fotos. #ficaadica

 

VISITA DE UMA PINGUINERA

Este é mais um passeio imperdível para quem se interessa por animais, porque dá para vê-los BEM de pertinho e ter todas as explicações sobre as aves, na companhia de um instrutor especializado: temos verdadeiras aulas de biologia marinha! Os pinguins ficam em ilhas e o local para pegar o barco é um pouco longe de Ushuaia. Então prepare-se com um biscoitinho ou fruta na mochila ou até remédio para os que ficam enjoados em viagens de carro/ônibus.
Chegando lá, tem uma cafeteria, então dá para tomar um chá, café e comer um bolo.

A ida de barco até a ilha é rápida e o guia já vai falando dos animais e dando mais uma aula de biologia animal.

Chegando lá, o mais bacana de tudo é ver como as espécies estão ali realmente protegidas: o lugar é respeitado como um santuário. Há uma trilha para seguir e o instrutor nos explica as características de cada espécie (tivemos a sorte de ver alguns pinguins imperadores – os maiores da espécie-).

Ficamos tão perto dos pinguins, que temos que tomar cuidado por onde andamos: há vários ninhos com ovos por toda a parte, e alguns bichos são curiosos e não tem medo de humanos. Foi interessante ver filhotes que perdem suas “plumagens iniciais” para ficar com a impermeável. O cheiro é forte, pela concentração de pinguins e fezes, mas esquecemos rapidamente disso quando nos damos conta do privilégio que temos de estar ali, em um ambiente tão natural e na companhia de criaturas tão fofas. Aqui de novo, vale à pena deixar uma câmera na mão das crianças!

 

OFF ROAD EM 4×4

A região de Ushuaia tem muitos lagos e montanhas e é realmente uma paisagem linda. Esse passeio é bacana porque mistura contemplação com aventura, ja que é tudo feito em carros 4×4 que fazem um circuito nas florestas e até off road nas beira dos principais lagos e, para a loucura das crianças, algumas vezes até dentro da água!

Temos paradas na floresta para lanchar, com direito à fogueira, brincadeira das crianças que colhem galhos, andam por cima de troncos de árvores…crianças que brincam juntas e soltas em plena natureza, longe dos eletrônicos, inclusive, já que lá o sinal é inexistente. Aprendemos também sobre os castores que trouxeram do Canadá, para vender suas peles para casacos, mas não só não atingiram seus objetivos, como hoje os roedores viraram uma verdadeira praga na região, já que não tem predadores naturais. E na Patagônia, eles encontraram seu habitat perfeito: muitas florestas e rios para se alimentar e construir suas represas e casas (daí o nome do “Cerro Castor“, a estação de neve de Ushuaia). Vocês verão algumas partes da floresta destruídas pelos castores!
Esse passeio ainda conta com uma parte de canoagem em família pelos lagos e termina com um excelente churrasco patagônico em uma cabana. O almoço foi bem simples e familiar, feito ali pelos guias, na churrasqueira do nosso lado. Mas foi das melhores carnes e refeições que comemos!

 

Outros passeios possíveis na região (feitos por algumas famílias por fora do roteiro):

PASSEIO COM TRENÓ DE CACHORROS

Pessoalmente, eu pensava que esse passeio só podia ser feito no inverno, mas vimos alguns poucos “canis” que oferecem os passeios pela floresta com trenós adaptados com pneus especiais.
Nós tivemos pena dos cães e não topamos o passeio. Mas fica aí a informação para quem se interessar.

PASSEIO DE HELICÓPTERO

Para quem nunca viu neve ou nunca teve a experiência de voar de helicóptero, essa é uma excelente oportunidade de fazer as duas coisas: sobrevoar a baía de Ushuaia com visão sobre o mar, florestas, montanhas até chegar no pico, nos glaciares, onde há neve e o helicóptero pousa. Uma parada para você tomar uma taça de champanhe, tirar fotos, fazer o “anjinho” ou boneco de neve e festejar essa experiência. Uma boa sugestão também para uma ocasião especial como aniversário, pedido em casamento ou só quem quer ver neve no verão mesmo. Existem outros tours mais simples e rápidos, como sobrevoar a cidade e baía. Para informações: heliushuaia.com.ar

 

MAIS DICAS SOBRE USHUAIA

– não deixe de experimentar a famosa centolla gigante, especialidade da região e das águas geladas. Pessoalmente, não me apaixonei pela iguaria, mas o tamanho do crustáceo é impressionante e sempre interessante para mostrar para as crianças.

– Ushuaia é uma cidade tax free (zona livre de impostos) e tem dois Duty Free, na Av. San Martin e no aeroporto. Mas como a cidade é bem distante da capital, os produtos acabam chegando com preços nem tão interessantes. Tudo depende do peso também e a Argentina tem sofrido uma inflação alta. Não encontramos nada de interessante no Duty Free da cidade, mas algumas lojas de roupas estavam interessantes, tanto para roupas e casacos de frio quanto de algumas marcas como Vans, Nike, The North Face…

– Para quem gosta, é interessante comprar alguns excelentes vinhos da região (Pinot Noir ou Malbec) que custam mais barato que no Brasil. Lembrando que a receita federal só aceita 12 garrafas e dentro da cota de US$500/ pessoa.

– Não deixe de levar os passaportes para serem carimbados no Centro de Informações Turísticas no Centro, perto do Porto. Eles oferecem uma opção de 8 carimbos e as crianças e adultos podem escolher. É gratuito. Outra coisa que também é gratuita e que está disponível ali é o “Diploma de que esteve no Fim do mundo”. Mais uma coisa divertida para as crianças mostrarem para o resto da família ou amigos.

– Esta viagem foi feita em 8 dias, divididos entre El Calafate e Ushuaia, mas a viagem combina muito bem com alguns dias em Buenos Aires, para conhecer a cidade, descobrir o Tango, o Rosedal, o Jardim Japonês, o Puerto Madero, Caminito e ver alguma boa exposição no Malba. Nós fizemos isso, a viagem ficou ainda mais completa e aconselho visitar a capital ANTES de partir para a Patagônia. Porque uma vez que você se deslumbrou com tanta natureza, você está relaxado e tem vontade de voltar para a sua casa e não passar ainda por uma capital, cheia de carros e barulhos….

– Mesmo se é verão, leve os casacos de frio mesmo! Com direito à luvas de lã, gorros, cachecol e protetor de rosto. De dia faz calor, mas o vento pode ser forte e gélido (lembre-se que estamos perto da Antártida) e uma vez que o sol se põe, as temperaturas caem mesmo. No verão, Ushuaia é uma boa opção para quem quer curtir um friozinho (que aqui seria de serra). No inverno, eu que pensava que as temperaturas baixavam demais, pela localização, descobri que as temperaturas não variam tanto de outras estações de neve e que o destino é muito interessante porque o Cerro Castor oferece muitos passeios e diversões, com neve certeira e por mais tempo. Atém de ficar bem menos cheia. Portanto uma excelente opção tanto no inverno como no verão!

Podemos afirmar que esta é uma viagem muito especial, focada na natureza e animais. Perfeita para pequenos aventureiros!

A Viajar com Crianças já tem as datas do próximo grupo de famílias com crianças nas férias:
de 19 a 26 de Janeiro de 2020. Veja os detalhes e preços.
Para as famílias que preferirem, a VCC também faz roteiros personalizados para o destino.

 

* Viajamos com o nosso parceiro, a Agência de viagens Viajar com Crianças e conhecemos o roteiro da Patagônia em grupo de famílias com crianças.

Veja mais fotos desta viagem no instagram @viajandocompimpolhos, hashtag #pimpolhosnaPatagoniaAR

Para mais informações:
Agência Viajar com Crianças: www.viajarcomcriancas.com.br | Facebook | Instagram

Leia também:

Patagônia Argentina com crianças: El Calafate e Perito Moreno

As vantagens de viajar em grupo de famílias

Amazônia em grupo de famílias e com atividades pedagógicas

Manaus e Amazônia com crianças

Um roteiro de luxo em família pelo Peru

África do Sul com crianças nas férias!

Também estamos por aqui:

FACEBOOK TWITTER | INSTAGRAM | GRUPO VIAGENS EM FAMÍLIA

 

Sut-Mie Guibert, Family Travel Blogger, Blogueira especializada em Viagens com crianças e em família. Francesa, formada em Comunicação e Mídias Digitais e mãe de duas meninas de 11 e 8 anos, ama levar as crianças para conhecer o mundo! E também adora falar sobre o assunto com outras famílias viajantes, sempre muito bem-vindas por aqui!

Deixe seu Comentário





* Campos obrigatórios